É pecado o crente comer chouriço?

O que a Bíblia diz a respeito de o cristão comer alimento com sangue?

É pecado o crente comer chouriçoNo Antigo Testamento, encontramos fartas e sólidas advertências proibindo o consumo de sangue de animais, mesmo de animais considerados limpos (Levíticos 3.17; 7.26). O Senhor falou aos israelitas dizendo: “Portanto, tenho dito aos filhos de Israel: nenhuma alma dentre vós comerá sangue, nem o estrangeiro que peregrine entre vós, comerá sangue, portanto é a alma de toda carne; o seu sangue é pela sua alma; por isso tenho dito aos filhos de Israel: não comereis o sangue de nenhuma carne, por que a alma de toda carne é o seu sangue; qualquer que comer será extirpado” (Levíticos 17.12, 14).

A primeira referência bíblica sobre tal proibição, e que antecede a Lei Mosaica, está registrada em Gênesis 9.4, fazendo-nos entender a universalidade da vontade divina sobre o não consumo de sangue. Observe que as sansões pela desobediência eram severas (Levíticos 7.10). O sangue era o elemento que efetivava a expiação do pecado, promovendo vida e perdão ao transgressor, legitimando assim a sua proibição para o consumo humano (Levíticos 17.11). Nos parece que o que está em questão é a presença do sangue não drenado, misturado à carne, cujo consumo contrariava frontalmente as Leis Cerimoniais dadas aos israelitas, visto que o sangue era a base do sistema de sacrifícios.

Era terminantemente proibida a inclusão do sangue no cardápio do povo de Deus, porque o sangue, como símbolo da força motriz da vida, portanto, uma dádiva de Jeová, pertencia  exclusivamente a Ele. Sendo assim, não podia ser produto de consumo na dieta israelita ou de qualquer outro povo da Antiguidade, de acordo com Levítico 17.10. Aquele que desobedecesse ao santo preceito, como faziam os pagãos, teria pela frente, em Israel, a pena capital, visto que o sangue era considerado sagrado, legitimo instrumento da vida humana. Tanto o comer carne com sangue era transgressão quanto a ingestão do sangue somente. Não só o livro de Levítico, mas todo o Pentateuco é rico em referências proibitivas acerca dessa prática. A afirmação bíblica de que a vida está no sangue (Levíticos 17.11, 14), ou que o sangue é vida (Deuteronômio 12.23), exprime o nível de seriedade do assunto. O sangue representa a vida e esta é tão preciosa perante Deus, que a Bíblia diz que o sangue do justo Abel pode ser descrito como um clamor a Deus por vingança (Gênesis 4.10).

Depois do período diluviano, Deus proibiu  o comer a carne com sangue de animais, apesar de permitir a sua matança para suprir a necessidade de alimento para o homem (Gênesis 9.3, 4; Atos 15.20, 29). É importante destacar que o sangue dos animais mortos na caça e destinados a alimentação era derramado na terra e por ela coberto (Levítico 17.13). Entendemos  que Deus proibiu definitivamente o consumo de sangue ou de carne com sangue em todas as épocas. No Novo Testamento, a Palavra de Deus continua a proibir o consumo de ambos. Lucas escreveu: “Na verdade, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias. Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação; destas coisas fareis bem se vos guardardes. Bem vos vá” (Atos 15.28, 29).

Ainda que alguns defendam a não observação desse mandamento no Novo Testamento, alegando que essa guarda era apenas para não gerar ofensa aos preceitos judeus assim como uni-los aos gentios nas refeições, interpretando que o texto de Atos 15 registra simples conselhos para promover bons relacionamentos, alicerçando a política da “boa vizinhança”, nós, porém, entendemos que esses preceitos não eram meras recomendações humanas, visto que fora o próprio Espírito Santo, que é Deus, quem ordenou esse ensino. Nenhum homem ou instituição, portanto, pode vetar ou desconsiderar aquilo que o Senhor estabeleceu como decisão própria (João 16.13; 1 Coríntios 14.37). Se esses mandamentos “são coisas necessárias “ (Atos 15.28), não podemos dar a eles caráter facultativo. Entendemos que a vontade do Senhor deve estar acima da humana. Decerto, aqueles decretos deviam ser guardados pelos irmãos (Atos 16.4), ganhando caráter obrigatório (Atos 17.7). Certamente eles reforçam a ideia de que não eram decisões opcionais ou temporais.

Concluímos que não se deve comer carnes de animais mortos por sufocamento ou estrangulamento em virtude de não terem sido sangrados. É comum a carne de aves mortas através de sufocamento tornarem-se escuras pela presença do sangue não extraído. Portanto comer carne de animais sufocados, chouriços de sangue de suínos, frango ao molho pardo à base de sangue e outros cardápios semelhantes, de acordo com algumas culturas locais, constitui, dentro de nossa compreensão, e principalmente à luz do texto Sagrado, transgressão à Palavra de Deus.

Por, Carlos Alberto dos Santos.

26 Respostas para É pecado o crente comer chouriço?

  1. franco disse:

    tendo a aceitar,até o momento que churiço não é pecado,pois já é o sangue prepara para consumo semelhante ao da carne,não me convence facilmente, sendo que ele estando em estado mais solido do que liquido,mas reconheço que há dificil aceitação entre os mais fracos acerca desse assunto,que até pra eu ainda com tal tendencia é polemico ,mas Deus dará graça.

    • Francisco Wlademir Galvan disse:

      Irmão, em nenhum lugar a Bíblia se refere ao sangue estar preparado ao não ela só é específica em não consumir sangue. No caso de comer sangue preparado não ser pecado, seria o mesmo que outro roubar para mim, nesse caso não fui eu quem roubou.

    • Renan disse:

      Levítico 19-27: Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça, nem danificarás a ponta da tua barba Levítico 21-5: Não farão calvo na sua cabeça, e não raparão os cantos da sua barba, nem darão golpes na sua carne

  2. Gabriel disse:

    Irmaos é pecado sim e nao só pro envangelico mas pra todos,porque sangue e vida é nao importa se está preparado ou não.(Genesis-9_3,4)Fala sobre isso fiquem com Deus.

  3. Cristiano lopes disse:

    Mas temos q entender TB que Paulo fala come tudo o q se vende no açougue por causa da consciência, porque tudo Deus fez.

    • Gustavo disse:

      Correto, isso se encontra em 1Co 10:25. Mas, devemos nos lembrar do seguinte: carne de cobra, eu posso comer? e carne de cachorro, ou gato, ou rato, e oque dizer de carne humana? Porque não? Afinal, tem açougues que vendem tais carnes, mesmo que seja proibido. É lógico e correto afirmar que não. Como você se sentiria ao saber em uma notícia, que o açougue que você compra sua carne foi fechado por vender carne humana? Devemos raciocinar bem, até por que, os cristãos deveriam ser as pessoas mais inteligentes da sociedade.

  4. Raimundo Nonato disse:

    E, chamando outra vez a multidão, disse-lhes: Ouvi-me vós, todos, e compreendei.
    Nada há, fora do homem, que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai dele isso é que contamina o homem.
    Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.
    Depois, quando deixou a multidão, e entrou em casa, os seus discípulos o interrogavam acerca desta parábola.
    E ele disse-lhes: Assim também vós estais sem entendimento? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar,
    Porque não entra no seu coração, mas no ventre, e é lançado fora, ficando puras todas as comidas?
    E dizia: O que sai do homem isso contamina o homem.
    Marcos 7:14-20

    • Taty disse:

      Melhor resposta

    • Gustavo disse:

      Verdade, oque contamina é o que sai. Mas devemos usar o raciocínio, (Ro 12:1) por exemplo: “se o que contamina é o que sai do homem, então em posso ser canibal (ou tomar veneno), afinal, isso não vai me contaminar nem espiritualmente nem fisicamente.” Todos que pensam um pouquinho logo verão que não é assim que funciona. Os Seres Humanos são os único que pensam, mas não são os únicos que tem vida. Todos os animais tem vida. A vida é uma dádiva de Deus para os homens e animais. E, Gên 9:4; Lev 17:11 dizem que o sangue é a vida, (ou alma) tanto de animais quanto de homens, portanto, não devemos come-lo. E esse hábito continuou na Igreja primitiva (At 15:20)

    • neuza bandeira disse:

      parabéns.melhor resposta.

  5. Raimundo Nonato disse:

    Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes.
    O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.
    Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.
    Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.
    Romanos 14:2-5

  6. Raimundo Nonato disse:

    17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

  7. Marcos romão disse:

    no antigo testamento diz que não pode comer isso é verdade mas, não vivemos no antigo testamento mais as coisas velha se passaram e eis que tudo se fez novo

    • Mayconromão disse:

      NÃO VIVEMOS MAIS NO ANTIGO TESTAMENTO

    • Francisco Wlademir Galvan disse:

      Mas o artigo cita o texto que fez parte de um tratado pela Igreja Primitiva no Novo Testamento e que ficou como “recomendação” para nós. Leia novamente Atos 15.29.

  8. JOSE MARIA disse:

    ler a biblia é fácil entender é díficil pois se nos comermos o sangue tratado ou não passa ser errado se nos seguimos a CRISTO veja bem se nos comer o sangue no antigo testamento nos estaria comendo o pecado pois o sangue era para ser oferecido pra nossa purificação ou seja no novo testamento a outras falas mas oque se diz é que a nossa decisão pode alterar a nossa santificação

    • Francisco Wlademir Galvan disse:

      O texto do Novo Testamento é bem claro na recomendação apostólica para não ingerir sangue. Tudo que fazemos contra a Palavra de Deus é pecado. Se a Bíblia diz que é pecado, é pecado.

  9. paula disse:

    Acredito que comer sangue comer porco e outros tipos animais citados na palavra e errado sim eu penso que cada um faz oque te der na telha so que a questam e a seguinte que a palavra diz que tudo e licito para que se faça mais nem tudo le convem entao nessa questam devemos ver realmente oque importa se e comer oque queremos ou se e ter santidade e nos preparar para o ceu e em fazermos a diferensa ou se e termos a liberdade de faz oque der vontade ou comer oque der vontade e vivermos para satisfazer nossas vontades pois tem pessoas que chega a dizer que quando o SENHOR disse para o povo do deserto nao comer os animais que era considerados impuros e porque ELE so estava querendo proteger o povo de passar mal porque eles estavam vivendo no deserto mais se fosse esse o caso mesmo o porco e alguns outros nao seria citado ate porque em primeiro lugar na quela regiao em que eles estavam nao tinha porcos e alguns outros por causa de ser deseto e por causa da localidade entao e ai que vemos a prova que temos que rasciossinar oque devemos ou nao fazer e como a propria palavra diz nao julgar se eu decidir nao comer nao como se eu estiver errada prestarei contas a ELE na quele grande dia e se eu dessidir comer da mesma maneira digo se estiver em erro tambem lhe prestarei contas entao fica por minha conta oque eu fasso ou deicho de fazer a escolha e minha em servir por amor ou pela lei ou ate em nao me importar em nao fazer nem de um jeito nem de outro enfim sou eu quem vai ser ou nao ser beneficiado por minhas dessizoes

    • Francisco Martins disse:

      Gente tanta coisa nesse mundo para se comer, e as pessoas vão comer sangue, sendo pecado ou não, é nojento comer sangue, e esse lance de fazer do jeito que pensa e pagar a conta depois não acho muito certo não, se a pessoa quer seguir ou fazer algo, primeiro ela deve investigar, estudar sobre o assunto pra ter certeza de que fará a coisa certa, tem muita gente dizendo que é cristão e pratica coisas totalmente condenáveis dentro do cristianismo, entender sobre o assunto é uma boa forma de chegar a uma boa conclusão, no caso da religião, ou você segue da forma correta, ou não segue, não pode ter meio termo. É só pensar um pouco no sangue de Cristo sendo derramado, algum cristão teria coragem de comer o sangue de Cristo ?

  10. Wagner disse:

    Somos discípulos de Cristo, e ele disse:”….”, isto não disse nada, então comemos sem culpa, o que tem no novo testamento a este respeito é herança do velho testamento colocada pelo homem e não deve interferir na nossa salvação, como também: o sábado, a transfusão de sangue, as vestes, as proibições as mulheres, as circuncisões, o dízimo e tantas coisas. Somos convertidos a CRISTO e não a Paulo, pedro, João, etc. como disse Paulo : ” naovenhais a dizer sou discípulo de Paulo ou de Apólo”

    • Francisco Wlademir Galvan disse:

      2 Timóteo 3.16: Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça.

  11. Dudu disse:

    Eu acho nojento o consumo de sangue, pois é a vida de um animal e isso me escandaliza muito, e não acho correto. Eu chegaria a consumir sangue se fosse a última coisa que tivesse a comer caso eu estivesse morrendo de fome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *