Vida e glórias ao Senhor

Em Efésios 4.17,18, lemos: “E digo isto e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade do seu sentido, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus, pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração”.

Através dos versículos acima expostos, vemos que a restauração da vida do homem só é possível através de sua entrega ao Senhor Jesus. Só assim o Espírito Santo terá liberdade para restaurá-lo. Quando aceitamos Jesus, nós nos entregamos totalmente a Ele, dizendo-lhe que não seremos crentes apenas na aparência, mas seremos crentes, antes de tudo, em nosso coração.

O ser crente, o adorar a Deus, não é um impulso que vem de fora para dentro, mas é algo que vem de dentro para fora. Quando Jesus está em você, quando o Espírito Santo está em você, você é impulsionado a glorificar o nome dEle, a obedecer a Palavra dEle, a obedecer tudo aquilo que Ele designar. Quando o Espírito Santo está em nós, glorificamos a Deus de dentro para fora. Não precisa ninguém falar “Glorifique a Deus aí! Levante a mão e glorifique a Deus!”. Não, não precisa, porque o crente que sente a presença de Deus glorifica ao Senhor espontaneamente. Ele adora espontaneamente. Às vezes, até pelo hábito, costumamos dizer quando pregamos: “Glorifique a Deus! Abra o teu coração exaltado. Porque Ele é o Criador dos céus e da terra. Ele é o nosso Criador. Somos criaturas Suas. Eu glorifico a Deus, não simplesmente pelo ar que eu respiro ou pelo pão que eu como, mas o glorifico, acima de tudo, porque Ele é o meu Salvador, o meu Senhor. Glorifico não apenas com os meus lábios, mas também com a minha vida. Temos motivos para glorificá-lO, por não estarmos mais condenados ao Inferno, pois estamos nEle. Vamos viver nos céus com Ele. Eu O glorifico, pois Ele enviou Seu Filho para dar Sua vida em sacrifício da minha vida. Eu, que não valho nada, que sou pecador, que sou limitado em minhas ações, mas o Espírito Santo está em mim, pois Jesus me salvou. É por isso que eu O glorifico, porque Ele tem poder para salvar e me salvou.

Recebemos orientações do Senhor a respeito de servirmos a Ele e glorificarmos o Seu nome, mas Ele respeita nosso livre arbítrio. Ele não obriga ninguém a ser crente. O Espírito Santo não obriga ninguém a ser santo. Não, não há forçação nenhuma. Aliás, o Espírito Santo é muito educado. Há pessoas que entram em nossa casa sem pedir licença, mas, em Apocalipse 3.20, lemos: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo”. Jesus, falando à igreja de Laudicéia, aquela igreja morna, aquela igreja que tanto fazia glorificar a Deus como não… Era uma igreja que parece ter perdido a sua motivação de servir ao Senhor.

No texto bíblico, é como se o Senhor estivesse dizendo: “Eu quero entrar em tua vida, eu quero restaurar a tua vida, eu quero abençoar a tua vida, curar as tuas enfermidades, fazer prosperar o teu caminho, realizar os sonhos do teu coração, mas abra-o e permita que Eu tome conta dele”. Se você se decidir, verá o quanto é bom poder contar com Jesus na sua ceia, na sua festa.

Por, José Wellington Costa Junior.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »