Superando graves problemas de saúde

Ela foi desenganada, mas voltou a ter uma vida normal junto aos familiares

Superando graves problemas de saúdeApós a noite de Natal do ano de 2014 na residência do pastor Deori de Almeida na qual o pastor Jorge de Souza Leite acompanhado de sua esposa Mauriza Santana Leite participaram juntamente com os amigos deixou a dona de casa exaurida e com o desejo de descansar. A Ceia de Natal na residência do ministro estava farta e foi servida muita caloria naquela noite especial, como acontece todos os anos. Este ambiente natalino regado por muito refrigerante e alimentos servidos em momentos especiais não é nenhuma novidade nesta época do ano, e os brasileiros esmeram-se em apresentar o que existe de melhor na diversificada culinária nacional. Neste ano, o casal ainda residia na cidade de Costa Rica (MS) e serviam ao Senhor na Assembleia de Deus, liderada pelo pastor Silvino Cardoso dos Santos.

Mas enquanto preparava-se para repousar, após o jantar natalino, Mauriza sentiu ânsia de vômito e satisfez a sua necessidade, logo após este intervalo, ela dirigiu-se para o quarto e o sintoma voltou e mais forte de modo que a paciente não resistiu e desmaiou nos braços do marido. Alarmado com a situação, o pastor Jorge contou com a ajuda de outro pastor, Wanderlei de Jesus, e ambos conduziram a enferma ao hospital no centro da cidade. Lá foram atendidos pela doutora Adriane Malafaia que solicitou uma bateria de exames clínicos que indicaram aneurisma cerebral e hidrocefalia.

Quando o diagnóstico foi divulgado, Mauriza já estava em coma, e a sua transferência foi realizada em caráter de emergência a fim de salvar a vida da paciente. Apesar da urgência, a paciente foi encaminhada à sala de cirurgia apenas 24 horas depois, isto é, zero hora do dia 26. O atraso no procedimento foi consequência da distância entre Costa Rica e a capital Campo Grande (310 km), e vaga no Hospital Santa Casa. Apesar das dificuldades iniciais, a cirurgia foi realizada com sucesso. A paciente ficou internada por 17 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e embora os médicos se esforçassem no sentido de recuperar a saúde de Mauriza, seus familiares mantinham a sua esperança no Senhor.

“Contamos com as orações de irmãos em mais de 40 igrejas, inclusive em Costa Rica. Mauriza teve alta da UTI e foi deslocada para a enfermaria, mas uma infecção persistia em seu organismo. Ela permaneceu por 42 dias internada no hospital, até que a infecção foi controlada. Apesar disso, a minha esposa foi liberada pelos médicos. Ela passou a ser alimentada por sonda em seu leito, e respirando por traqueostomia, mas continuava em coma”, lembra o marido.

Nesse período de recuperação, a paciente foi vítima de uma crise de anemia, para desespero do marido e dos médicos que acompanhavam o quadro clínico de Mauriza. Diante de um quadro tão avassalador os médicos não conseguiram enxergar outra alternativa para salvar a vida da paciente, e disseram ter feito todo o possível para recuperá-la, considerando que mesmo sendo transferida para a capital, ela não resistiria até chegar ao destino. Mas o Senhor manifestou a sua misericórdia para com Mauriza e sua família, no sentido de os médicos mudarem de opinião e providenciarem o seu deslocamento para a capital novamente.

“O Senhor é fiel! Os médicos indicaram transfusão de sangue e uma nova internação de 13 dias, mas ao voltar para casa, a minha esposa teve seguidas crises de falência dos rins, mas em todas essas crises vimos o agir de Deus, pois ela permaneceu com vida. Mas nos mobilizamos para levá-la para o Hospital Mater Clin, em Rondonópolis, onde permaneceu internada por uma semana, e mais uma vez voltou para casa”, explica o pastor Jorge.

Quando Mauriza completou seis meses em coma, ela manifestou uma infecção urinária muito forte, os médicos pediram uma tomografia do crânio da enferma e a hidrocefalia continuava a ser uma ameaça. Ela foi conduzida às pressas para Rondonópolis sendo atendida em um Posto de Atendimento, o seu caso era tão urgente que deveria ser internada em uma UTI, mas já existia 17 pacientes no aguardo de uma vaga neste setor no hospital regional.

Mas Deus surpreendeu o desesperado marido: foi providenciado um táxi aéreo pelo plano de saúde que contribuiu na eficácia do atendimento médico através da transferência para Ribeirão Preto (SP) direto para o Hospital São Francisco. Lá a equipe médica esmerou-se no atendimento à paciente de modo que a infecção foi controlada três dias depois, ela foi submetida a mais uma cirurgia, e os resultados começaram a aparecer: a paciente voltou a falar, deslocou-se poucos dias na cadeira de rodas, a sonda foi dispensada e passou a alimentar-se normalmente e a traqueostomia ficou de lado. Embora a sua recuperação fosse notável, os médicos prescreveram três cirurgias nos olhos para retirar um coágulo por causa do aneurisma. As cirurgias foram realizadas em Goiânia (GO). Por fim a saúde foi recuperando lentamente, mudaram-se para a cidade de Sonora (MS) e passaram a servir ao Senhor na Assembleia de Deus local, conduzida pelo pastor Juraci Camilo; ela desfruta de uma vida normal junto aos familiares e amigos e seu testemunho tem edificado as pessoas que a escutam.

“Estou bem graças a Deus! Eu posso dizer isto porque conheci pessoas de meu convívio que também apresentaram os mesmos problemas de saúde que eu enfrentei, mas não resistiram, partiram para a eternidade há muito tempo. Mas eu louvo ao Senhor porque ao acordar de meu coma, tomei conhecimento de que havia nascido mais três netos. Eu tenho cinco filhos e 10 netos. Quando caminho nas ruas as pessoas olham-me e ficam admiradas com a minha recuperação, sem nenhuma sequela”, comemora Mauriza.

O pastor Juraci Camilo glorifica a Deus por sua providência e misericórdia. “A nossa irmã atravessou o vale da sombra da morte, mas o Senhor manifestou a sua compaixão e hoje Mauriza está conosco e testifica de sua bondade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »