Quatro marcas de uma igreja pentecostal

Quatro marcas de uma igreja pentecostalSem dúvida alguma, os pentecostais representam hoje uma importante parcela do evangelicalismo brasileiro. Independente das dificuldades e provações, Deus tem abençoado os seus servos poderosamente. Historicamente falando, os pentecostais possuem quatro marcas notadamente visíveis pelos que estão de fora. São elas: forte compromisso com a Palavra de Deus; obediência ao chamado para anunciar as boas novas; ênfase constante na oração e busca pelo Espírito Santo; e investimento no ensino genuíno das Sagradas Escrituras. É importante deixar claro, que o texto será pautado em igrejas pentecostais clássicas, que ainda permanecem fiéis à herança histórica que receberam. Ou seja, não deve ser subtendido no texto que estão inclusos todos os segmentos do pentecostalismo.

1 – Forte compromisso com a Palavra de Deus

Antes de tudo, é preciso dizer que os pentecostais possuem zelo pela regra de fé celestial. Diariamente, em nossos púlpitos, temos a oportunidade de nos alimentar do pão divino. As igrejas pentecostais se preocupam em propagar a mensagem de Deus se utilizando de todos os recursos disponíveis. Entre eles estão rádios, canais na TV, jornais, livros, pregações, cultos de doutrina, simpósios, Escola Dominical e etc.

Sabemos que o desprezo pela verdade bíblica, tem sido um dos grandes motivos para a entrada de muitas heresias nas Igrejas de Cristo. É por isso que muitos têm se apostatado da fé. Nada melhor do que se apegar à Bíblia para resistir a essas armadilhas. Uma igreja que não tem compromisso com a Palavra de Deus se envereda por caminhos tortuosos e cheios de embaraço.

Os pentecostais não abrem mão das verdades bíblicas! Quando a ortodoxia bíblica é levada a sério, os frutos logo aparecem! Foi assim desde o princípio, quando os pioneiros plantaram a raiz pentecostal em solo brasileiro. A semente cresceu e tem dado muitos frutos. Em geral, as igrejas pentecostais amam a Palavra de Deus. Levamos a sério o conselho de Paulo a Timóteo: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina.” (1 Timóteo 4.16).

2 – Obediência ao chamado para anunciar as Boas Novas

Isso mesmo! Os pentecostais são conhecidos como cristãos obedientes ao “ide” do Senhor. Quando se trata de evangelização e missões, todo o corpo eclesiástico é convocado por Deus para anunciar o Evangelho. Não ficamos conformados em ver o perdido precisando de salvação. O mundo ainda jaz no maligno e só Jesus pode mudar esse cenário. O Pentecostes permite ao crente, levar a chama do Evangelho por todo o mundo.

A mensagem da salvação tem o potencial de romper barreiras, muros, línguas, raça, cor, condição social e etc. Isto só é possível porque Jesus morreu na cruz por todas as pessoas do mundo, sem exceção, e deseja a salvação de todos. As igrejas pentecostais se empenham muito na tarefa do evangelismo.

Nas Assembleias de Deus, por exemplo, existem dias específicos em que os crentes se reúnem para saírem ao campo. Com simplicidade e amor no coração, os servos de Deus alcançam os trânsitos, as comunidades, praças e bairros proclamando que Jesus salva, cura, batiza com Espírito Santo e que em breve voltará! Os pentecostais se colocam à disposição para serem instrumentos da graça preveniente de Deus. Isso é gratificante, pois revela o mesmo sentimento que existia na Igreja Primitiva, que era de anunciar o Evangelho a toda criatura.

No que diz respeito a missões, não hesitamos em fazê-la, onde quer que estejamos. Todos os anos são enviados missionários para países estrangeiros. No mundo, as igrejas pentecostais são as que mais crescem.

3 – Ênfase constante na oração e na busca pelo Espírito Santo

Talvez esse seja o carro forte do pentecostalismo no Brasil. Os pentecostais são muito empenhados na busca pelo Espírito Santo. É notável principalmente a forte ênfase nos dons espirituais. Isto acontece porque acreditamos que ainda hoje o Espírito Santo continua distribuindo dons para a Igreja de Cristo. Ao longo do tempo, o Espírito Santo tem sido simbolizado por algumas figuras como “fogo”, “lâmpada”, “azeite”; e é muito comum ouvir essa linguagem nos arraiais pentecostais.

Associado à isso, as igrejas pentecostais valorizam também a prática de orar constantemente, seja de forma coletiva ou individual. Os crentes são instruídos a estarem buscando sempre a Deus tanto na igreja como em casa. É muito bonita essa herança que tem sido propagada. Muitos têm o costume de orar nas madrugadas. Não que isso tenha mais valor diante de Deus, mas revela o desejo de estar com o Senhor até mesmo nas horas reservadas para descanso.

Na igreja, existem os cultos de oração. Quem nunca ouviu falar nas vigílias, onde se passa a madrugada inteira cultuando a Deus? Em muitas igrejas pentecostais, têm o Círculo de Oração. Ali as portas da igreja são abertas para os crentes buscarem a Deus e clamarem em prol das pessoas. Geralmente, são as irmãs que estão à frente desse trabalho, dirigindo e servindo ao Senhor com alegria. Também são realizadas intercessões pelos enfermos que necessitam de uma intervenção divina.

Existe ainda o costume de orar de joelhos. Tal postura mostra reverência diante do Todo-Poderoso. Algumas dessas características também são vistas em outras igrejas, mas estão presentes majoritariamente nos arraiais pentecostais.

4 – Investimento no ensino genuíno das Sagradas Escrituras

É muito comum as pessoas taxarem os pentecostais de analfabetos bíblicos. Na verdade, a falta de um sólido conhecimento e domínio das Sagradas Escrituras é notada na maioria dos cristãos. Alguns estudiosos afirmam que 90% dos crentes não têm o hábito de ler a Bíblia. Tratando-se de pentecostais, a situação já foi pior. É equivocado propagar uma imagem generalizada de que todo pentecostal é analfabeto biblicamente. É bem verdade que temos muito a melhorar, porém não se pode negar que as igrejas pentecostais investem no ensino genuíno da Bíblia.

Começando pela Escola Dominical. A Escola Dominical tem sido uma ferramenta de grande proveito para o ensino dos pentecostais. Não é à toa que ela tem sido chamada de “a maior escola de teologia do mundo”. A maioria das igrejas históricas se reúnem aos domingos pela manhã para aprenderem a santa Palavra de Deus, e isso inclui os pentecostais. São milhares de crentes que aos domingos se dirigem às igrejas. Lá são abordadas lições bíblicas, assuntos de envergadura doutrinária e devocional, sempre ressaltando a parte prática.

Além disso, as igrejas pentecostais também possuem seus próprios seminários de teologia. Isto é, os pentecostais também têm a oportunidade de se aprofundarem nos assuntos relacionados a Deus, Bíblia, Jesus, homem, final dos tempos, anjos, Espírito Santo, interpretação bíblica, pecado, salvação, etc. Como complemento, possuem editoras próprias que se encarregam de produzir todo o material teológico. É um mito acreditar que os pentecostais não têm nada para contribuir à teologia. Estamos lutando para o quadro melhorar, e intensificar a cada dia mais a qualidade desse ensino! Sendo assim, investir no ensino genuíno das Sagradas Escrituras, também é considerada uma marca das igrejas pentecostais.

Diante dessas quatro marcas que foram abordadas acima, podemos compreender que as igrejas pentecostais possuem uma identidade própria. Essa identidade vem sendo preservada, mantida e aprimorada durante os anos que se passam. Elas são nossa herança desde a propagação do movimento pentecostal. Acima de tudo, essas marcas refletem o nosso compromisso com o Deus da Bíblia. Os frutos são vistos todos os dias. Milhares de pessoas são impactadas pela mensagem da salvação. Os salvos são batizados no Espírito Santo. Os crentes buscam a Deus e Ele se manifesta de forma poderosa, trazendo cura, consolo, confiança, provisão, etc. É maravilhoso vivenciar tudo isso! Uma autêntica igreja Pentecostal é marcada pelo fogo do Espírito Santo! Que Deus nos ajude a preservar todas essas marcas. Que Deus nos ajude!

Por, Everton Edvaldo.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »