O que é a chamada “unidade da fé”?

O que significa exatamente o termo ‘unidade da fé’, ao qual se refere o apóstolo Paulo para evitarmos uma interpretação equivocada do texto bíblico?”

O que é a chamada “unidade da fé”Unidade da fé, de que fala o apóstolo Paulo em Efésios 4, é você crer que a Bíblia é a única regra de fé e prática; ela é a Palavra de Deus, foi escrita por homens inspirados pelo Espírito de Deus, está completa e, para sermos salvos, basta obedecer-lhe.

No decorrer da história do Cristianismo, muitas ideias surgiram, tanto entre os romanistas como protestantes, com o intuito de confundir as mentes e desestabilizar a nossa fé. Mas, estamos firmados na Rocha, que é Jesus Cristo. O apóstolo Paulo declarou com propriedade: “…por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho, porque eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia” (1 Timóteo 1.12).

Toda Escritura, de Gênesis a Apocalipse, fala da Salvação, a qual é alcançada pela fé no sacrifício expiatório do Cordeiro de Deus. A fé é o primeiro passo que damos para alcançarmos a Salvação. Por intermédio dela, somos justificados para, em seguida, sermos regenerados e santificados.

Este é um dos slogans da Teologia: “Nas coisas essenciais, unidade; nas não essenciais, liberdade; em todas as coisas, caridade”. A fé constitui uma das essências para a Salvação. Portanto, não há o que discutir. Jesus disse ao apóstolo incrédulo: “Porque me viste, Tomé, crestes; bem-aventurados os que não viram e creram”. Não precisamos ver Cristo para crermos nEle, mas cremos em Cristo para o vermos pessoalmente num futuro não muito distante de nós. Acreditamos que as Escrituras são a Palavra de Deus que nos revela o Plano da Salvação, o que é aceito pela fé.

Nada temos a declarar ou discutir, senão aceitar que Jesus é o Filho de Deus, o Salvador do mundo, o Messias que viria para morrer e ressuscitar, a fim de salvar todos os que nEle cressem. A unidade da fé, portanto, é um padrão divino para a Salvação da humanidade em todos os recantos da Terra. O que contrariar esse princípio seja considerado anátema. Somos salvos pela fé e esta não permite discussão, mas, sim, aceitação. Por isso, constitui uma unidade para todos os que têm sede de salvação.

A unidade da fé seja para sempre motivo de união, e não de contenda entre os evangélicos. Ela é necessária para mantermos nossa comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, na esperança de um dia entrarmos na glória eterna.

A fé demonstra sua unidade tanto no Oriente como no Ocidente; tanto no passado como no presente. Por intermédio dela, os santos do Antigo Testamento dormem tranquilos no aguardo daquele momento em que ouvirão o soar da trombeta da Ressurreição, quando receberão corpos imortalizados e, em seguida, serão glorificados, pela esperança da Vinda do Filho de Deus. Que a fé nos una e jamais nos separe, para que possamos estar de pé diante do Filho do Homem no dia do Arrebatamento da Igreja. Maranata!

Por, Mardônio Nogueira.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »