O caráter segundo a Palavra de Deus

Nós, pastores, temos a responsabilidade diante do Senhor na condução de Sua Igreja. Cabe a nós o papel de orientar os nossos irmãos segundo os reclames da Palavra de Deus, e não de acordo com as nossas opiniões ou demais conceitos. É verdade que a nossa denominação, que completou recentemente anos, apresenta as suas prerrogativas, identidade e liturgia, mas a base para que este aparato se sustente na Assembleia de Deus é a doutrina bíblica. Evidentemente que o cristão devidamente orientado observa todos os detalhes referentes à denominação, cumpre com as suas tradições, mas o referencial é o ensino da Palavra de Deus em sua vida, que forja nele o caráter de Cristo. Se a todos os cidadãos é requerido comportamento exemplar na sociedade a fim de que tenhamos uma boa convivência, ao cristão é requerido muito mais ainda.

Pensando nisso, não podemos, como crentes e comprometidos com o Reino de Deus, exibir o mesmo comportamento de quem não tem responsabilidade com o Altíssimo. Vemos por exemplo a conduta do povo brasileiro, com seu peculiar “jeitinho”. Tal o tema caráter, o nosso comentário não se restringe somente ao círculo evangélico, mas incluímos o nosso relacionamento com a sociedade. Infelizmente a formação cultural do brasileiro deixa a desejar no que se refere a este aspecto.

Conheço o testemunho de um crente, residente nos Estados Unidos, que sofreu um acidente com seu carro, e acabou sendo questionado por diversos policiais, a medida que as viaturas estacionavam próximo de seu automóvel, se ele estava com o cinto de segurança. Ele respondeu que sim, mas se estivesse mentindo? Logo as autoridades descobririam e seria penalizado por ter cometido uma infração de trânsito.

Quanto ao nosso comportamento, vejamos o que diz a Palavra de Deus. Lemos o seguinte na Carta de Paulo ao Efésios . – : “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano […]. E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade”. O caráter de Cristo nos faz ser corretos. Se nos comportarmos como a Palavra nos orienta, nosso destino é a Cidade Santa que Jesus foi preparar para nós (João 14.1-23). Estejamos firmes e obedientes, aguardando o Senhor vir nos buscar para o Seu Reino, onde desfrutaremos as benesses celestiais.

Por, José Wellington Costa Junior.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »