Levando adiante o recebido

image_printImprimir

Levando adiante o recebidoEm Hebreus 2.3, o autor fala a respeito da salvação e sobre como alguém deve receber o anúncio a respeito da salvação. Ele lembra que a palavra da salvação começou a ser anunciada pelo Senhor Jesus e depois foi confirmada e continuou a ser divulgada pelos que a ouviram. As pessoas que ouviram falar de Jesus prosseguiram com o ensino ministrado pelo Senhor. Deixe-me dar um exemplo da importância disso. A Bíblia nos fala a respeito de problemas enfrentados pelos hebreus depois que tomaram posse da Terra Prometida. Após a morte de Josué e já na época dos juízes, os israelitas rebelaram-se contra o Senhor, que os entregou nas mãos dos seus inimigos. Os juízes não deram conta de conduzir seus compatriotas à presença de Deus, de modo que faltou alguém que desse continuidade ao testemunho das realizações de Deus na vida daquele povo desde a saída do Egito e a caminhada no deserto.

Com a morte de Moisés, o novo líder passou a ser Josué, que continuou com o trabalho desenvolvido por seu antecessor, mantendo os israelitas na presença de Deus, porém, antes de tomarem Jericó, o general hebreu recebeu da parte do Senhor recomendações que transmitiu ao povo. Mas e depois de Josué? Infelizmente não foi levantado alguém que desse continuidade às coisas como ele, que levasse adiante as informações acerca dos milagres de Deus. Levar essas informações é importante. Muitas vezes não vemos, mas sabemos que aconteceu porque alguém informou. Os Evangelhos foram escritos porque seus autores presenciaram e receberam informações das testemunhas que presenciaram os milagres que Jesus realizou. O Senhor operou milagres ensinou, e isso ficou registrado, razão pela qual essas informações chegaram aos nossos dias. O autor da Carta aos Hebreus registra que o Senhor Jesus iniciou a divulgação da palavra de salvação , mas essa mensagem continuou sendo anunciada por aqueles que a ouviram do Senhor.

Então, vamos prestar atenção quanto ao nosso papel em continuar essa importante tarefa, pois temos a responsabilidade, o dever e a chamada da parte do Senhor para falar de Cristo, do que Ele fez, do que Ele faz e do que ainda há de fazer. Esse é o nosso papel: falar a respeito da salvação, dos milagres, do batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais. Mas será que qualquer pessoa tem condições de falar sobre esses temas importantes? Eu digo que alguém pode falar apenas se conhece e tem experiência. Eu consigo falar de salvação se eu sou salvo na pessoa de Cristo; eu posso falar de cura se eu conheço a cura bem de perto; eu me atrevo a falar a respeito do batismo no Espírito Santo, mas porque fui contemplado por Deus com esta bênção; falo sobre renovação espiritual porque estou em comunhão constante com o Senhor.

Lemos em Mateus 16.18,19 que Jesus escolheu doze homens a fim de acompanhá-lo. De acordo com a Palavra de Deus, não apenas os doze o seguiam. Jesus era seguido por centenas de pessoas, milhares até, entretanto aqueles doze homes eram as pessoas mais próximas do Senhor e puderam ver feitos extraordinários operados por Ele. O próprio Jesus desejava essa comunhão. Ele desejava que seus seguidores observassem o que acontecia ao seu redor e que em seu nome realizassem milagres. Ele sabia que estaria pouco tempo com eles, seria preso e morto, mas ressuscitaria ao terceiro dia e depois voltaria ao céu e os batizaria no Espírito Santo para darem continuidade à obra que Ele havia iniciado.

Nos momentos em que os discípulos estavam tristes, por já perceberem o clima de despedida, Jesus disse-lhes: “Não se turbe os vossos corações. Credes em Deus e crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas, se não fosse assim, eu não vo-lo teria dito: ‘Vou preparar-vos lugar’. E se eu for e vos preparar lugar, eu virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver, estejais vós também” (João 14.1-3). O Senhor não os deixou órfãos, mas enviou o Espírito Santo, que está conosco. Jesus prometeu aos discípulos que não somente os enviaria, mas lhes conferia a capacidade para dar continuidade em seu ministério e nessa pregação. O Senhor garantiu que estaria com eles através do Espírito Santo.

Por, José Wellington Costa Junior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »