Jesus: único Caminho a Deus

image_printImprimir

O-CaminhoSomos testemunhas, nestes últimos dias, de uma propagação exagerada de ofertas e promoções com todas as facilidades às pessoas carentes de um sinal ou um milagre para solução das suas necessidades materiais e espirituais, não só presentes, como para a eternidade. Porém, sem conduzir ao caminho certo, que leva a Deus.

As pessoas andam em busca de solução de problemas, solução para suas enfermidades, solução para suas crises relacionadas com a família; buscam, enfim, respostas para o tempo presente. Respostas que satisfaçam simplesmente os problemas transitórios, causados, na sua maioria, pela opção de vida adotada. São pessoas que simplesmente querem usufruir das bênçãos prometidas por Deus mas sem compromisso algum com Ele. Sobre estes, a Bíblia diz: “…e o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a Palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução sufocam a Palavra, e fica infrutífera” (Mateus 13.22).

O salmista Davi orou ao Senhor, dizendo: “Faz-me conhecer, Senhor, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil. Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti; na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade!” (Salmo 39.4-5).

Quando Deus enviou seu Filho a este mundo (João 3.16), foi para que a separação entre o homem e o seu Criador, decorrente do pecado, fosse desfeita através de Cristo Jesus com seu sacrifício na cruz do Calvário. O Senhor levou todos os nossos pecados, dando-nos o direito de chegarmos ao Pai através dEle, Cristo Jesus, o Seu Filho amado.

“’Deus não quer que ninguém se perca, mas que todos tenham o direito à vida eterna através de Cristo Jesus. Ezequiel 18:23 diz: “’Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio?’, diz o Senhor Deus. ‘Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?’”. Efésios 2.13-14 afirma: “Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque Ele é a nossa paz, (…) derrubando a parede da separação que estava no meio”.

A proposta de Deus a toda humanidade se refere à vida eterna. A entrega de seu Filho foi para dar-nos o direito, através da adoção, a sermos chamados de filhos de Deus. A eternidade é certa e não sabemos o quanto está distante de cada um de nós. Ninguém conhece o dia da sua morte, mas ela é uma realidade e poderá nos surpreender a qualquer momento, quando já não podemos fazer nada. Hebreus 9.27: “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo”.

A busca dos homens nos últimos dias tem sido no sentido de satisfazer seus sonhos, realizar seus caprichos, porém tudo na esfera material é passageira, quando na verdade, Deus, nosso Criador, está preocupado e dedicado em oferecer uma eternidade segura àqueles que aceitarem seguir “O Caminho”. A decisão de o homem aceitar o Plano de Salvação oferecido por Deus por meio de Cristo está condicionada a segui-Lo e obedecê-Lo, observando os ditames da Sua Palavra, a Bíblia Sagrada. Essa decisão se confirma em “conversão”, mudança radical de: vida, atitude e submissão a Deus, observando a Sua Palavra (Atos 3.19) – Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor.

Conversão implica a aceitação de que nossa vida deve ser dirigida por Deus, nosso Senhor (Gálatas 2.20: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”).

A Bíblia relata uma história interessante. Certo jovem procurou a Jesus e perguntou: “Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?” (Marcos 10.17). O Senhor Jesus orientou esse jovem que observasse os mandamentos e enumerou alguns deles. O jovem disse ser cumpridor da Lei. O Senhor, sabendo o que estava passando nos sentimentos daquele jovem, disse: “Falta-te uma coisa”. Marcos 10.21 diz: “E Jesus, olhando para ele, o amou e disse-lhe: ‘Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a tua cruz, e segue-me’”. No caso daquele jovem, os bens eram seu ídolo.

Se tão somente nos convertermos a Jesus e O aceitarmos como único e suficiente Salvador, teremos nossos pecados perdoados, nossos nomes registrados no Livro da Vida e a garantia de vida eterna, além da promessa de, se observarmos a Sua Palavra, recebemos o que pedimos ao Senhor.

Jesus Cristo é o único Caminho para conduzir-nos a Deus. Não há razão para não aceitá-Lo hoje. Ele tem poder de transformar todo o teu ser, incluindo os aspectos físico e espiritual. Permita que Jesus se torne o Mestre de sua vida!

Por, Eliseu Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »