Distrito Federal receberá Cidadania Assembleia de Deus Brasil

image_printImprimir

Evento discutirá Código Penal e reunirá líderes e parlamentares da Assembleia de Deus

Bancada parlamentar da assembleia de deusNos dias 19 e 20 de fevereiro de 2014, a cidade de Brasília receberá mais uma edição do Fórum Cidadania Assembleia de Deus Brasil. O evento, promovido pelo Conselho Político da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e pela Bancada da Assembleia de Deus no Congresso Nacional, deverá reunir políticos assembleianos de todo o país – prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais – além de líderes da denominação para discutir os problemas do novo Código Penal brasileiro e o projeto político da denominação para 2014.

O local do evento no Distrito Federal ainda está sendo definido, mas provavelmente será o Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados em Brasília, com capacidade para cerca de 400 pessoas. A abertura se dará na noite do dia 19, uma quarta-feira, e se desdobrará durante todo o dia 20, quinta-feira, com palestras e painéis para discussão.

A confirmação do evento se deu em reunião da Bancada Assembleiana e do Conselho Político da CGADB na noite de 5 de novembro, em Brasília. Entre outras decisões, a Bancada e o Conselho decidiram se reunir em Brasília em datas fixas: todas as primeiras terça-feiras do mês. Participaram da reunião de novembro o pastor Lelis Washington Marinho (SP),  presidente do Conselho Político da CGADB; e os deputados federais e pastores Ronaldo Fonseca (DF), presidente da Bancada da Assembleia de Deus no Congresso Nacional; Paulo Freire (SP), presidente da Frente Parlamentar Evangélica; Costa Ferreira (MA), Zequinha Marinho (PA), Hidekazu Takayama (PR), Fernando Francischini (PR), Erivelton Santana (BA), Ronaldo Nogueira (RS), Nilton Capixaba (RO) e João Campos (GO), além de assessores dos deputados.

Propósito do evento

“Decidimos realizar esse evento para tratarmos de temas de interesse não só da Assembleia de Deus, mas de toda a comunidade evangélica no Brasil, temas que envolvem a nossa fé cristã e que precisam ser enfrentados no Congresso Nacional pelos parlamentares neste ano de 2014. O evento também será importante porque o ano que vem é um ano eleitoral e a igreja está, obviamente, interessada em eleger parlamentares que defendam a fé cristã e os princípios da Palavra de Deus. Este Congresso vai nortear os parlamentares e os políticos vinculados a Assembleia de Deus para que possamos fazer uma defesa a contento, uma defesa que traga resultados positivos, porque em 2014 vamos ter a discussão sobre a reforma do Código Penal, onde temos temas que prejudicam a família, destroem a família brasileira, e ofendem os princípios da Palavra de Deus”, declara o pastor e deputado federal Ronaldo Fonseca, presidente da Bancada da Assembleia de Deus.

“Nossos parlamentares estão animados com esse Congresso, devido ao momento histórico que estamos vivendo, quando existe uma gama de ações sendo colocadas em votação no Congresso Nacional e que ofendem frontalmente os nossos princípios, colocando de lado o que preceitua a Palavra de Deus. Os nossos parlamentares entendem que vieram até aqui não só para serem parlamentares, mas guardiões dos valores e para que a igreja continue com sua liberdade de pregar a Palavra de Deus como ela é. Esperamos que esse Congresso mobilize não só a classe política de nossas igrejas, mas a nossa liderança e a igreja no Brasil, porque muitas dessas leis foram colocadas de maneira sorrateira, sem que as pessoas tenham muito conhecimento, cheias de artimanhas, e se forem aprovadas, resultarão em um prejuízo muito grande”, afirma pastor Lelis Washington Marinho, presidente do Conselho Político da CGADB.

“A reunião da Bancada Assembleiana foi muito boa, conseguimos organizar uma agenda de trabalho, com reuniões todas as primeiras terças de cada mês para que possamos ter uma maior participação dos parlamentares a cada reunião; e o Congresso Cidadania Assembleia de Deus Brasil será muito bom, porque tratará do trabalho que os parlamentares estão fazendo, além do que teremos aqui vereadores, deputados estaduais e prefeitos assembleianos, enfim, todos os políticos da Assembleia de Deus. Será bom para todos nós”, declara pastor Paulo Freire, membro da Bancada da Assembleia de Deus e presidente da Frente Parlamentar Evangélica.

Mais informações sobre o evento no site www.cpadnews.com.br e na próxima edição do Jornal Mensageiro da Paz.

Frente evangélica

Na tarde do mesmo dia, a Frente Parlamentar Evangélica, liderada pelo pastor Paulo Freire, realizou uma reunião onde receberam o padre Rafael Fornansier, assessor da Comissão para Vida e Família da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que falou sobre a importância do lobby conjunto no Congresso Nacional de católicos e evangélicos contra projetos de lei que ferem a instituição divina da família e o direito à vida em todas as suas etapas.

“Estreitar os laços entre nós, igreja católica e evangélicos no Brasil, é de fundamental importância no momento em que nós atravessamos muitas mudanças culturais que têm um impacto muito grande sobre a família e sobre a visão que as pessoas têm do início da vida e do final da vida. Essa aproximação traz para ambos uma força maior perante a sociedade, como cidadãos que defendem a valorização da família e da vida desde sua concepção até o seu fim natural, e não apenas a partir da nossa fé, mas também da ciência”, disse Fornansier.

Outro tema tradado foi a divulgação no Brasil do documentário pró-vida “Blood Money”, feito por cristãos nos Estados Unidos e que denuncia o negócio do aborto naquele país e no mundo. Ele foi lançado mês passado em salas de cinema em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília, Belém, Curitiba, Salvador, Recife e Fortaleza. Finalmente, encerrando a pauta, os parlamentares apresentaram alguns pontos do polêmico projeto de lei do Marco Civil da Internet, defendido pelo governo federal.

“Tivemos uma boa reunião, apesar da interferência do plenário, porque ao mesmo tempo estávamos tendo votação e de vez em quando tínhamos que sair da reunião para votar.

Por, Mensageiro da Paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »