Cuidar da família e levá-la para Cristo

image_printImprimir

Cuidar da família e levá-la para CristoO primeiro lugar onde devemos fazer a diferença é na família. Não há melhor ambiente para identificar quem realmente são as pessoas.

É comum vermos homens e mulheres que no ambiente religioso são uma “bênção”: pregam, cantam, oram e até ensinam. Mas, dentro do seu lar, são completamente o oposto: tratam mal a esposa, os filhos e todos os familiares. Que situação triste! O apóstolo Paulo chegou a dizer o seguinte em 1 Timóteo 5.8: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou  a fé e é pior do que o infiel”. Antes de ser uma bênção na igreja e em outros lugares, seja uma bênção na sua família. Antes de fazer a diferença no seu trabalho e por onde você passar, faça a diferença na sua casa. Tenha certeza que o que você é no ambiente familiar vai refletir, indubitavelmente, nos outros aspectos da sua vida.

Certo dia, em um encontro de casais, o pastor palestrante se propôs a responder  algumas perguntas e a pessoa anônima fez a seguinte: “Pastor, o que fazer quando o marido não procura mais a esposa e não fala com ela há algum tempo, mas está sentado no púlpito e tendo oportunidades?”. Queridos, isso é preocupante. Nós, cristão devemos lembrar que somos exemplo tanto para os que estão dentro da igreja quanto para os que estão fora. Infelizmente, nem todos têm atentado muito para a importância da família.

Não adianta fazer um grande sucesso lá fora, ser bem visto por todos, e na família ser considerado ignorante e bruto. Não adianta ser destaque quando está na igreja, ser admirado pelo que fala e faz, se no ambiente familiar não dar o carinho e a atenção que sua família merece.

Há pessoas que pensam que simplesmente não estão sendo notados, e é aí que se enganam. Os vizinhos sabem como ele ou ela trata os familiares, e se admiram de como, ao anoitecer depois do que fizeram, pegam suas Bíblias, colocam debaixo do braço e dizem que vão para a igreja. E quando chegam à igreja, querem ser símbolos de seriedade e de respeito, e ainda darem lição de moral para os cristãos, como se nada estivesse acontecendo em suas casas.

Certa vez, ouvi uma mensagem de um pastor renomado que, com muita propriedade, pronunciou algumas verdades que quase sempre passam despercebidas por todos. Há pais lá fora que não estão na igreja todos os dias como nós, não estão nas orações, nem muito menos fazem vigílias, não se julgam cheios da razão, entretanto acordam cedo para trabalhar a fim de trazer o alimento para casa e promovem um futuro digno para seus filhos; cuidam bem do cônjuge e o respeita como merece, diferentemente de muitos que estão dentro da igreja. Isso não quer dizer que estejamos aqui fazendo apologia às pessoas não evangélicas. No entanto, não podemos deixar de lembrar que Deus nos chamou para fazer a diferença e isso tem que começar sem dúvida na família.

O cuidado com a família

Será que estamos cuidando de nossa família como Deus espera que cuidemos? Temos dado a importância que ela merece? Os pais têm se preocupado com os filhos como deveriam? Os filhos têm honrado os pais como ensina a Bíblia? Partindo de um ponto muito importante, nós, que somos cristãos, temos por obrigação cuidar da nossa família.

Não basta colocar o alimento na mesa, trabalhar incansavelmente para que nada falte, é preciso ver por outro ângulo. Os aspectos espirituais também são muito importantes.

Quando lemos os primeiros versículos do livro de Jó, nos deparamos com o cuidado de um pai com a vida espiritual da sua família. “E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. Sucedia, pois, que, decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Talvez pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente” (Jó 1.4, 5).

Será que nós temos nos preocupado com o lado espiritual dos nossos familiares? Temos orado por eles? Nos sacrificado um pouco mais em benefício dos mesmos? Deus espera de nós um maior cuidado com nossos entes queridos.

Há maridos que já não se preocupam mais com as esposas, se estão bem com Deus, se têm orado, se têm sentido presença do Senhor. Em contrapartida, há esposas que não se interessam pela vida espiritual de seus maridos, ambos não jejuam pelo seu casamento, não oram. Resumindo: não se importam nem um pouco com a espiritualidade.

Deus espera que nós sejamos mais cuidadosos com as nossas famílias. Procedendo assim, estaremos fazendo uma grande diferença e Deus com certeza irá trabalhar mais em nosso lar.

Ganhando a minha família para Cristo

Você tem se preocupado em ganhar a sua família para Cristo? Tem pregado o Evangelho para eles? Ora, a promessa de salvação não é só para você. Deus tem um propósito muito grande com a família. Ele se importa com isso e, sem dúvida, quer que você e a sua casa servindo-O. Entretanto, é preciso crer (Atos 16.31).

O que me chama muita atenção no texto do capítulo 7 e versículo 1º de Gênesis é que Deus disse para Noé: “Entra tu e toda tua casa na arca”. Partindo do princípio de que a arca aqui é um tipo de Cristo, que é o meio de salvação do crente, Deus deseja que não só eu, mas toda a minha família desfrute do milagre da salvação.

Outro texto interessante e que merece nossa apreciação aqui neste tópico está registrado no Evangelho de Marcos, capítulo 5 e versículos de 1 a 20, que narram a história de um homem que residia em Gadara, que havia muito tempo era atormentado por um espírito imundo. Este tinha agora sua morada nos sepulcros e até com algemas o tentaram prender, mais ele quebrava todas (v. 3). Mas, um dia, este homem encontrou-se com Jesus e logo foi liberto de toda aquela opressão. O interessante é que ele, feliz e satisfeito por estar livre, rogava a Jesus para que o deixasse ir com Ele. Mas Jesus não lhe permitiu e disse: “Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti” (Marcos 5.19). Mais uma vez, vemos a preocupação de Deus em relação à nossa família. Será que temos nos preocupado em anunciar aos nossos familiares tudo que o Senhor tem feito por nós?

Talvez a sua família não tenha dado muita importância para o que você tem pregado para eles, mesmo assim não deixe jamais de anunciar-lhes o Evangelho. Insista, ore, evangelize e Deus fará grandes coisas no seu lar.

Por, Edeilson de Jesus Santos Silva.

One Response to Cuidar da família e levá-la para Cristo

  1. Paz do Senhor Jesus Cristo: maravilhoso, realmente edificante esta palavra com certeza venho direto do Céu, Glórias à Deus, vemos tantas pessoas usando internet pra fazer contenda entre irmãos no Facebook, no wats bom seria se todos fizessem uso desta forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »