Combatendo o falso evangelho

Combatendo o falso evangelhoDe acordo com o Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento (São Paulo: Edições Vida Nova, 1986), a palavra Evangelho no Novo Testamento é evangelion. Esta palavra se forma de um prefixo que significa bom ou alegre e de um radical que significa mensagem ou notícia.

O Evangelho não é apenas novas. Ele também é doutrina. Conforme John Piper, quando o Evangelho é proclamado tem de ser explicado porque as novas não podem apenas ser declaradas pelos lábios de um arauto – tem de ser entendidas na mente dos que as ouvem. Assim, a doutrina do Evangelho é importante porque as boas novas são tão ricas, abundantes e maravilhosas, que tem de ser abertas como um cofre de tesouro; e todas as suas preciosidades expostas para o gozo do mundo. (PIPER, 2011, p 22).

A visão bíblica do significado do Evangelho

Como podemos definir o Evangelho? A Bíblia usa o substantivo Evangelho 77 vezes e o verbo correspondente a pregar o evangelho 77 vezes. Na maioria destes usos o significado é admitido ao invés de definido. Para uma melhor compreensão do amplo sentido do termo Evangelho, conforme é apresentado por John Piper, destacaremos alguns termos definidores para dar uma visão clara do que é o Evangelho (ibid., p. 26-35):

a) O sentido do verdadeiro Evangelho inclui as boas novas de que existe um Deus vivo, que criou os céus e a terra. Não é possível existir boas novas sem um Deus vivo que criou o universo (Atos 14.11-15;17.22-34);

b) O sentido do Evangelho inclui a verdade de que Deus é o Rei do universo que, agora por meio de Jesus exerce a Sua autoridade imperial no mundo (Romanos 10.15; Isaías 52.7; Marcos 1.14,15; Lucas 4.43);

c) O sentido do Evangelho inclui o fato de que à luz do Novo Testamento, a chegada do Reino de Deus e a chegada de Jesus eram a mesma coisa (Atos 8.12; Romanos 1.1-3; Lucas 2.10, 11);

d) O sentido do Evangelho inclui a grande verdade de que Cristo morreu pelos nossos pecados segundo as Escrituras (Marcos 10.45; Lucas 22.20; Jeremias 31.34; 1 Coríntios 15.1-3; Hebreus 4.15);

e) O sentido do verdadeiro Evangelho inclui a grande verdade da ressurreição de Jesus dentre os mortos (1 Coríntios 15.1,3,4,17; Marcos 9.31;10.34; 2 Timóteo 2.8);

f ) O sentido do Evangelho inclui a promessa da vinda do Espírito Santo (Lucas 3.16; João 14.17,18; Lucas 24.49; Atos 1.5,8; 2 Coríntios 1.22; 5.5);

g) O sentido do Evangelho inclui a promessa de salvação para todos (Efésios 1.13; Romanos 1.16);

h) O sentido do Evangelho declara-nos que aquilo que Jesus conquistou na cruz torna a cruz em boas novas (Mateus 4.23; Lucas 4.18; 1 Coríntios 1.18-23);

i) O sentido do Evangelho estabelece que além de cura, socorro aos pobres e liberdade para os cativos, proclamados por Jesus como boas novas, Paulo e Pedro falaram de paz com Deus, de vida eterna e de expansão global como partes daquilo que constitui as boas novas (Atos 10.36; Efésios 6.15; Romanos 5.10; 2 Coríntios 5.18; Efésios 2.14-18);

j) O sentido do Evangelho inclui a promessa da vida eterna (2 Timóteo 1.10; João 5.24; 6.47; 1 João 2.25).

Características do falso evangelho

Na sua Carta aos Gálatas, o apóstolo Paulo aponta as principais características de um evangelho falsificado. Preocupado com o bem estar dos crentes daquela região, o apóstolo dos gentios escreve àqueles cristãos declarando que o verdadeiro Evangelho não deveria jamais ser substituído por qualquer outra mensagem, ainda que esta suposta nova mensagem viesse por meio de um anjo. Em várias outras partes do Novo Testamento encontram-se outras marcas de um evangelho, enfraquecido, desfigurado e falsificado.

1) O falso evangelho não procede de Deus, mas de homens (Gálatas 1.11,12; 5.8);

2) O falso evangelho nega ou omite verdades fundamentais da fé cristã (Gálatas 2.16,19-21; 3.11; 5.11; 1 Coríntios 15.3);

3) O falso evangelho se mostra às vezes atraente e persuasivo (Gálatas 1.6-9; 5.8; 2 Coríntios 11.3,4);

4) O falso evangelho gera uma falsa esperança (Gálatas 6.15; 1 Timóteo 4.10; 1 Coríntios 15.19);

5) O falso evangelho impede o verdadeiro crescimento na fé (Gálatas 3.1-5; 4.8-11);

6) O falso evangelho destrona a Deus e entroniza o homem (Judas vv. 4, 24, 25);

7) O falso evangelho não mostra a necessidade de renúncia às práticas pecaminosas (Judas vv.17-23);

8) O falso evangelho tenta ensinar um Cristianismo sem Cristo, perdão sem arrependimento, salvação sem regeneração e nova vida sem santificação (2 Timóteo 2.16-19; Tito 2.11-14);

9) O falso evangelho ensina que também as “obras” podem ser tomadas como requisito para a salvação e não como resultado desta (Gl 2.16-21; 3.11);

10) O falso evangelho procura destruir a obra de Cristo na cruz (Gálatas 5.11; 1 Coríntios 1.18.23);

11) O falso evangelho nega a verdadeira obra do Espírito Santo em um ser humano regenerado (1 João 5.1-21);

12) O falso evangelho nega a esperança da vida eterna (1 João 5.1-21);

13) O falso evangelho enfatiza o ter em vez do ser (Tito 1.10-16; Mateus 5.3-16; 1 Timóteo 6.3-10).

Onde podem ser encontrados sinais do falso evangelho?

1) Na teologia liberal;

2) No ensino das seitas;

3) Na pregação descomprometida de pregadores superficiais;

4) Em várias afirmações e práticas do movimento neopentecostal;

5) Em qualquer movimento religioso que não considera uma boa hermenêutica bíblica e não leva à sério a doutrina de Cristo.

Certamente, pesa sobre os ombros de todos os verdadeiros pastores a grande responsabilidade de vigiar o tempo todo o conteúdo que é ministrado na igreja sob sua responsabilidade. Existem grandes doses de verdadeiros venenos que chegam aos púlpitos com rótulos e embalagens de evangelho bíblico. Somente o verdadeiro conhecimento da Palavra, seguido de constante vigilância e discernimento espiritual, poderão guardar a Igreja de Cristo dos nocivos efeitos do falso evangelho.

Por, Rayfran Batista da Silva.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »