Brasas acesas espalhadas sobre o Brasil em todas as suas cidades

Brasas acesas espalhadas sobre o Brasil em todas as suas cidadesBrasil, país de povo bom, hospitaleiro, amigo, acolhedor, religioso, mas que está escravizado pelo pecado. Que brasas o Brasil precisa? Brasas dos crentes que tem blocos carnavalescos, dos que fazem passeatas com trios elétricos desfilando no ritmo do axé e do frevo? Para queimar vidas e lábios impuros, só brasas do altar de Deus (Isaías 6.5-7). É a partir do texto bíblico de Ezequiel 10.2 que faço esta reflexão com os irmãos.

Naquela triste noite em que Jesus estava sendo inquirido na casa de Caifás, havia no pátio brasas que aqueciam os perseguidores e caluniadores, e até crente fraco se misturou no calor das brasas.

Quando Paulo chegou à Ilha de Malta, ali também havia brasas onde se aqueciam os que não conheciam Jesus. Mas, Paulo chegou trazendo brasas acesas no seu coração. Suas ações tinham mais poder do que as brasas dos que ignoravam a salvação no Senhor.

Quem tem brasas acesas peça a Deus que mande o vento do Seu Espírito sobre elas, tornando-as grandes labaredas de fogo. Ele faz dos Seus mensageiros labaredas de fogo (Hebreus 1.7).

Quem está só com carvão faça hoje um novo concerto com Deus e Ele virá passar no meio da sua vida, e uma coluna de fogo selará a a renovação do seu pacto com Jesus. Ele fez isso com Abraão.

Quem estiver com a sua vida nebulosa, entre o carvão e a brasa, lembre-se que a salvação é como uma tocha acesa, e que o agir da Palavra de Deus em nossa mente e coração nos aquece (Salmos 39; Salmos 45; Romanos 12.11). Deus não aceita meio crente; tem que ser quente ou frio. Não adianta dizer “Fui cheio!”, se não tem mais brasas, se só há cinzas. Cuidado! Cinzas sujam as mãos, o rosto, a roupa, a família. Quem aspira cinzas fica sujo pelo lado de dentro. Com cinzas, o milagre não acontece. Gideão venceu porque tinha tochas acesas. Quem tiver brasas acesas pode espalhá-las em casa, na família, na congregação, no bairro, na cidade. O Brasil precisa de brasas acesas para queimar as drogas, a prostituição, o alcoolismo, o homossexualismo, a licenciosidade e todos os “ismos” do pecado.

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »