Aprendendo a viver na dependência de Deus

Aprendendo a viver na dependência de DeusDesejo compartilhar com o amado leitor uma mensagem bíblica extraída do Evangelho de Lucas 15.11-13: “E disse: um certo homem tinha dois filhos. O mais moço disse ao pai: Dá-me a parte da fazenda que me pertence. E o pai repartiu por eles a fazenda. E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua e ali desperdiçou a fazenda, vivendo dissolutamente”.

Talvez você conheça o conteúdo dessa parábola ou já tenha ouvido falar dela; apesar disso, quero destacar a conduta deste pai. Em toda a narrativa, não é possível identificar qualquer alteração em seu humor. Ele não manifestou angústia pelo desprezo do filho ao lar e pela sua ida para aventurar-se no mundo, mas, como pai, entendo que havia sofrimento naquele coração. Certa feita, um filho meu viajou para os Estados Unidos a fim de atender a seu chamado missionário e, no dia de sua partida, eu escrevi em minha agenda que aquele tinha sido um dos dias mais tristes da minha vida, embora tivesse recebido o carinho de mais de mil irmãos que lá foram se despedir dele, uma vez que meu filho era muito querido na igreja onde trabalhava. Naquele momento, as pessoas cantavam e choravam e o panorama acabou por chamar a atenção dos funcionários do aeroporto, que quiseram saber a razão dos cânticos misturados às lágrimas. Expliquei o que estava acontecendo e me perguntaram se aquela situação não podia ser revertida e meu filho ficar no país, mas eu respondi que não havia alguém com o coração mais  compungido que o meu, mas que ele estava atendendo à chamada do Mestre para divulgar o Evangelho.

Já na história da parábola em questão, o rapaz não saiu de casa para anunciar a Palavra de Deus, mas para gozar uma aventura no mundo. Acredito que este pai era um homem experiente e aprendera a viver na dependência de Deus. Prezado leitor, você pode compreender isso? Viver na dependência divina? Isso significa que temos de crer e aceitar que Deus é o Senhor de toda a criação, está no controle de tudo e nada ocorre na vida humana sem a Sua permissão. Portanto, quando a nossa fé alcança esse patamar, nós passamos a viver na dependência de Deus, sabendo que Ele é Pai e certamente não permite que nossa alma seja machucada.

Veja, meu irmão, como é precioso viver na dependência de Deus, sabendo que Ele vai cuidar de nós e que, com certeza, os problemas que nos envolverem terão solução indicada pelo próprio Senhor. O texto descrito acima diz que o homem viu seu filho ir embora, mas denota que ele tinha em seu coração a certeza de que o rapaz voltaria para casa, porque o mundo enganoso nada tem a oferecer aos nossos filhos. Se o homem permanecer na dependência do Senhor, receberá bênçãos de sua parte. O equilíbrio e a paz que gozava em sua alma não foram em vão, porque seu filho retornou com fisionomia abatida. Ele o abraçou com muita alegria e fez um banquete a fim de comemorar a volta de seu filho.

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »