A humanidade e a divindade de Jesus, e Seu poder salvador por nós

A humanidade e a divindade de Jesus, e Seu poder salvador por nósO capítulo 2 do Evangelho de Lucas narra a história de um jovem casal que saiu de sua cidade, chamada Nazaré, e andou aproximadamente 120 quilômetros chegando até a cidade de Belém. Havia em todas as comarcas um movimento extraordinário, pois o governo decretara o alistamento de todo o povo, cada um em sua cidade. O casal não encontrou vaga em nenhum hotel da cidade, pois todas as hospedagens estavam superlotadas. Mesmo assim, conseguiu permissão para passar a noite num abrigo para animais.

No meio da noite, a jovem senhora que estava grávida entrou em trabalho de parto. O nascimento da criança transcorreu sem problemas e, seguindo as instruções do anjo, chamaram o menino de Jesus. Maria, a mãe, enrolou o menino em panos e o deitou numa manjedoura.

Assim foi a entrada de Jesus no mundo que vivemos. A revelação da Sua vida O tornou a pessoa mais importante da terra. Ele na verdade era filho de Maria, mas também Filho de Deus; Ele era humano e divino. Se Ele fosse apenas divino, não poderia ser visto e nem tocado por mãos humanas; e se fosse somente humano, Ele não poderia perdoar pecados, morrer em nosso lugar e fazer alguns dos muitos milagres que realizou. Assim Ele era divino e humano.

Ele nasceu de uma mulher, portanto era humano, mas porque Ele era também divino, uma multidão de anjos desceu do Céu para louvar o Seu nome. Como homem, Jesus tinha Sua idade conhecida, mas, como Filho de Deus, Ele é antes do princípio de todas as coisas.

Isaías viu o Seu nascimento, porém Ele era antes de Isaías. Jesus, o filho de Maria, viveu 1000 anos depois do rei Davi, mas, como Filho de Deus, Ele é antes de Davi, Moisés, Abraão etc. Ele participou da criação do mundo. E na feitura do primeiro homem, ali Ele estava.

Jesus viveu na terra por 33 anos e realizou o maior trabalho conhecido em todas as gerações, beneficiando a todas as criaturas; enfrentou a morte na cruz do calvário, mas, ao terceiro dia, ressuscitou e hoje está assentado à direita do Seu Pai, intercedendo por nós.

Neste dia, permita que Jesus nasça em seu coração também, assim como nasceu no nosso.

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

image_printImprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Google Translate »