Suspiros da alma em direção a Deus

Suspiros da alma em direção a Deus“Convido você a meditar comigo em 2 Samuel 23.14-17. Este foi registrado quando Davi estava caminhando para o final da sua vida. As guerras eram uma constante em sua história. O texto diz que Davi está na Caverna de Adulão e a cidade de Belém esteava sitiada pelos seus inimigos. A distância entre a caverna e a cidade de Belém era de 25 km. E ali havia um poço. Davi suspirou e desejou a água daquele poço. E dos homens que estavam com ele, três valentes, ouviram o suspiro de Davi e, num ato de coragem e desprendimento romperam pela cidade de Belém e pegaram a água para Davi e levaram até ele. Surpreso, Davi não quis beber daquela água, por causa do risco que eles correram. Ele derrama aquela água no chão. Enquanto a água cai, o coração daqueles três homens deve ter dado um nó, num primeiro momento. Finalmente, Davi diz para eles: ‘longe de mim, oh Senhor fazer tal coisa; beberia eu o sangue dos homens que lá foram com perigo de sua vida? De maneira que não quis beber’. São estas as coisas que fizeram os três valentes”.

Mas vamos nos ater no versículo 15: “suspirou Davi e disse: quem me dera beber água do poço que está junto a porta de Belém”.

O texto diz que Davi suspirou. Não diz que Davi falou. Suspirar é aquilo que irrompe da nossa alma. É quando não temos controle para falar. É a alma que está dizendo. E a Bíblia diz que a boca fala do que está cheio o coração. Foi algo muito espontâneo. Suspirar é alguma coisa que não foi premeditada. Mas o suspiro de Davi foi verbalizado para quem estava perto. Este suspiro foi ouvido.

Quantas vezes também não somos tomados por suspiros que saem de dentro de nós… Permita Deus que os nossos suspiros que saem de nossa alma possam sejam convertidos numa oferta aceitável pelo Senhor. Pois tem suspiros que retratam desejos e sentimentos que são pecaminosos.

Davi estava cercado de inimigos neste momento. E ele poderia ter suspirado outras coisas. Poderia ter suspirado a coroa que lhe era por direito. Poderia ter suspirado de estar nos aposentos. Davi suspira por uma água fresca daquele poço. Era uma coisa simples e aparentemente de pouco valor, mas para determinadas pessoas, são coisas significativas. Em Salmos 37.4 diz: “agrada-te do Senhor e ele satisfará os desejos do teu coração”.

Deus nos surpreende nas coisas mais puras e mais simples que irrompem do nosso coração. São aquelas coisas que achamos tão simples e banal, que achamos que não vamos obtê-la. Em Salmos 51.7, Davi ora: “purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que a neve”.

Abra mão de todo o sentimento e desejo que você não pode devolver ao Senhor, como oferta. Que estes sentimentos e suspiros eu só o tenha, se puder devolvê-lo.

Davi poderia suspirar por tantas coisas, mas ele suspira por um pouco de água.

Tem sentimentos que podemos materializá-los e colocá-los diante do altar do Senhor. Tem sentimentos que podem ser escutados, mas não vão provocar escândalos. Mas têm outros que são escabrosos. Que são abomináveis. Faça a Deus um pedido: “me lava, me purifica Senhor. Afasta de mim!”

O que você está pensando, pode colocar no altar de Deus? Se você não pode, jogue fora, antes que domine o seu coração. Deus falou para Caim: “Caim, o pecado jaz a porta, cumpre a ti dominá-lo”.

Eu não posso impedir que o pecado fique na porta. Não posso impedir que ele venha, mas posso dominá-lo.

Existem sentimentos que são louváveis e agráveis. Não se restrinja de ter bonitos sentimentos. Deus é onisciente. Ele sabia que aquela água seria derramada. Mas Deus deixou ir e voltar, porque sabia que Davi derramaria como oferta a Deus. Que os sentimentos e suspiros da minha alma, possam ser transformados como oferta de libação no altar de Deus.

Deus mandou Noé construir uma arca. E ele passou uma ano dentro dela, e quando as águas se secaram, Noé e sua família saem da Arca. Ele poderia se reservar para descansar. Mas não foi isso que ele fez. Ele fez um altar e apresentou ao Senhor. Quando aquela oferta chegou até Deus, Ele fez uma aliança com os homens.

Não é pecado suspirar coisas, mas preciso dar forma e levar a presença de Deus. A alma tem suspiros! Tem pessoas que a alma está insuflada com suspiros do diabo. Davi orou e disse: “Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é meu perante os teus olhos, de maneira que será tido por justo no teu falar e puro no teu julgar. Eu nasci na iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe. Eis que te comprazes na verdade no íntimo e no recôndito me fazes conhecer a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que a neve. Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que exultem os ossos que esmagaste. Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniquidades. Cria em mim, ó Deus, um coração puro e nova dentro de mim um espírito inabalável”.

Este texto me ensina que é possível ser limpo novamente. Peça ao Senhor para que Ele purifique a sua alma! Cuidado com os suspiros. A nossa alma é um eterno campo de batalha. O homem pode virar cativo daquilo que ele pensa. O tempo todo temos setas que vem. E o meu critério deve ser: o que está vindo em minha mente, eu posso torná-lo oferta ao Senhor? Todo o suspiro que vem de Deus, Ele vai fazer de tudo para que se cumpra.

Por, Jaime Soares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »