Segredos da salvação de Jesus na Bíblia

Segredos da salvação de Jesus na BíbliaDeus sempre se preocupou com a salvação do ser humano, e isto está revelado na Bíblia. Encontramos vários textos bíblicos que apontam Deus desnudando os segredos de Sua salvação para a humanidade carente.

Partamos para o primeiro em Hebreus 2.3: “Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram”. Quero frisar aqui em primeiro momento o vocábulo “escaparemos”, que aqui nos dá a ideia de algo perigoso, iminente. Em seguida que a salvação é grande por ser Deus grande, conforme Jó 36.26a: “Eis que Deus é grande, e nós não o compreendemos, e o número dos seus anos não se pode esquadrinhar”. A salvação é tão grandiosa que deixa algumas pessoas sem poder compreendê-la (Jó 37.5; Salmos 126.3; João 3.3, 4). Para um grande pecador, Deus providenciou um grande Salvador.

O segundo segredo revelado é um presente de Deus, e isto está demonstrado na epístola de Tiago 1.17: “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação”. É verdade que há muitos que não querem receber ou aceitar da parte de Deus, o presente da salvação, que custou muito caro: o sangue de Jesus (Atos 13.46; 1 Coríntios 6.20; Apocalipse 5.9).

A Escritura Sagrada fala de um moço rico que procurou Jesus, mas que não quis segui-lO por ter recebido a seguinte orientação: “… vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me”. E este moço recusou o presente eterno da salvação (Mateus 19.16-22).

Desejo salientar dois textos sagrados no Evangelho de João, que enfatizam que o presente de Deus (salvação) pode ser recebido. O primeiro está no capítulo 3, verso 16 através do vocábulo “deu”. O segundo no capítulo 10, versículo 10 no vocábulo “tenham”. Certamente você entendeu. Ele deu para você ter a salvação. Deus “quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2.4).

O terceiro segredo revelado na Bíblia sobre a salvação é que ela é vista como opcional:“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”, Apocalipse 3.20.

O significado do vocábulo opcional quer dizer “facultativo, optativo”. Ora, Deus capacitou o homem com o livre arbítrio. Ninguém é forçado a aceitar a salvação de Jesus. Ninguém é forçado a aceitar o plano redentor de Deus explanado na Sua Palavra. Ninguém é forçado acreditar que o ser humano cheio de pecado possa ser liberto do poder do pecado e ser transformado numa nova criatura pelo poder de Deus. Tudo isto pode ser feito se o ser humano deixar Deus agir em sua vida por meio do seu livre arbítrio.

Vemos que Deus se coloca como verdadeiro conselheiro do ser humano diante da devida escolha que fará. Isto se percebe em Deuteronômio 30.19, que declara: “Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”. Também vemos no livro do profeta Ezequiel 18.32: “Porque não tenho prazer na morte do que morre, diz o Senhor DEUS; convertei-vos, pois, e vivei”.

O Senhor Jesus é educado e quer entrar na vida do homem se o mesmo deixar, segundo se percebe com o texto citado em Apocalipse 3.20. Deixo aqui alguns exemplos de personagens que acataram, como outros que não acataram a salvação em sua vida, a saber: o jovem rico (Mateus 19.16-22); os ladrões na cruz (Marcos 15.31,32; Lucas 23.39-43); o cego de Jericó (Marcos 10.52); e alguns discípulos (João 6.66-69). Não rejeite a salvação de Jesus! Aceite-a!

O quarto segredo da salvação de Jesus é de alcance geral. Ora, Deus estendeu a salvação a toda humanidade segundo compreendemos com os textos bíblicos dos Evangelhos de João 3.16,17; 12.47 e de Lucas 9.56. Quando estendemos nossos olhares para as páginas do Velho Testamento contemplaremos que os sacrifícios são aplicados a salvação geral, como por exemplo: os sacrifícios de animais simbolizavam o sacrifício de Jesus. O altar do holocausto simbolizava o Calvário. O sangue dos animais simbolizava o sangue de Jesus. O sangue aspergido nos quatro cantos do altar significava que o sangue de Jesus alcançaria os quatro cantos da Terra.

Observemos exemplos de que a salvação é de alcance geral, tendo como base a vida de dois homens, a saber: Paulo (1 Timóteo 1.18) e o senador José de Arimateia (João 19.38; Lucas 23.50-52). Vejamos também que o livro de Atos dos Apóstolos nos narra que várias classes de personagens foram alcançadas por Jesus, como: a) Samaritanos (Atos 8.25); b) procônsul (governador romano da província do Império Romano – Atos 13.7,8,12); c) vendedora de púrpura (Atos 16.14); d) fabricantes de tendas (Atos 18.3); e) fariseu (Atos 26.5); f) centurião – (oficial militar romano – Atos 10.1,44); g) gente de classe nobre (Atos 17.12; 1 Timóteo 6.17-19); etc.

Jesus morreu no Calvário para salvar a humanidade dos quatro cantos da terra, pois o Senhor revelou isto em Apocalipse, quando diz: “E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação”. Amigo (a) deixa Jesus te salvar!

Por, Silvio Vinicius Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »