Os quatro golpes da Palavra

Os quatro golpes da PalavraA segunda epístola pastoral de Paulo a Timóteo é recheada de verdades imprescindíveis para o ministério e a vida cristã. Nesta carta, o apóstolo discorre, numa linguagem paternal (2 Timóteo 1.2), sobre assuntos pertinentes à caminhada da fé. Um destes assuntos é sua magnífica declaração sobre a autoridade das Escrituras. Lemos em 2 Timóteo 3.16: “Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra”.

Essa excelsa declaração paulina sobre a Palavra de Deus merece nossa atenção, bem como uma análise meticulosa e em meditação para observarmos o que o Espírito Santo quis e quer nos ensinar a partir dessa perícope.

Destaquemos algumas verdades contidas neste texto. Em primeiro lugar, Paulo enfatiza o motivo pelo qual as Escrituras são proveitosas ou úteis para o homem. O termo “inspirada” é, no original grego, a palavra theopneustos, cujo significado é literalmente “bafejado pelo Espírito divino” ou “soprado por Deus”. Paulo tem o objetivo de mostrar que a autoridade e a utilidade das Sagradas Letras, advém justamente do fato de o autor ser o próprio Deus. A Bíblia é a Palavra de Deus. É o meio pelo qual o próprio Deus se expressa. A origem e a procedência da Bíblia Sagrada é a boca do Deus Todo-Poderoso. Em segundo lugar, esta Palavra é chamada pelo doutor dos gentios como a espada do Espírito (Efésios 6.17). Há algo que quero pontuar aqui. O termo Palavra de Deus aqui em Efésios é uma clara evidência às Escrituras. Paulo a compara com uma espada.  Entretanto, é uma espada cujo proprietário é o próprio Espírito Santo. Ou seja, a espada tem dono. E o dono é o próprio autor da Palavra. E o Espírito Santo como autor e, por consequência, proprietário desta espada a utiliza para promover quatro golpes essenciais. Esta espada, que é a Palavra, é utilizada, manejada pelo Espírito Santo para fazer quatro cortes na vida cristã.

Após elucidar o motivo pelo qual as Escrituras Sagradas, como um todo, são úteis para a vida do crente, Paulo mostrará em quais áreas a espada golpeará e o que esse golpe produzirá. É justamente para mostrar o objetivo do golpe que o apóstolo utiliza com frequência a expressão “para que”.

O golpe do ensino

“Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar… A palavra grega para ensinar aqui é didaskalia. Este termo refere-se tanto a função de ensinar como a informação transmitida, ou seja, a doutrina. Paulo está dizendo ao seu filho na fé que a Palavra de Deus é tanto a ferramenta do seu trabalho (Timóteo enquanto ensinador) como também um instrumento para ensiná-lo (Timóteo enquanto aluno). A tônica do texto é o sentido de ensino transmitido com alerta e admoestação. A Bíblia Sagrada quando ensinada gera alerta nos nossos corações. O ensino da Palavra de Deus produz resultados importantíssimos na vida da Igreja. Infelizmente, em muitos lugares o ensino já não é mais prioridade. O ensino sistemático da Bíblia na Escola Dominical tem sido posto de lado. Cultos de ensino estão virando apenas um culto qualquer. Em muitos lugares o golpe do ensino não tem sido dado pelo Espírito Santo, haja vista que não existe mais ensino das Escrituras. Querido leitor, o ensino bíblico é um corte profundo que o Espírito Santo produz em nós para  endireitar-nos as veredas.

O golpe da defesa

“Toda Escrituras divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir…”. O termo para redarguir é enlechos, cujo significado é uma refutação aos adversários. Paulo aqui está enfatizando o uso da Palavra de Deus como um instrumento de defesa contra os falsos mestres e as suas falsas doutrinas. É preciso refutar, defender e fazer advertências baseadas nas Sagradas Escrituras. Os erros doutrinários não podem adentrar em nossas igrejas e devastá-las, como muitas vezes tem acontecido. Precisamos golpear com a Bíblia Sagrada para defender a verdade do Evangelho. A Bíblia de Jerusalém traduz de uma forma melhor o real significado desta parte. Ela diz: “… para refutar…”. O Espírito Santo quer golpear com a Palavra as heresias que sorrateiramente querem entrar no seio da Igreja.

O golpe da correção

Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir…”. A palavra no original grego aqui é epanorthosis. É uma palavra grega composta e seu significado é colocar em ordem, reparar, restituir, reformar, endireitar-se novamente. Aqui a ênfase é do golpe dado para tirar aquilo que não presta, concertar aquilo que está estragado, colocar em ordem aquilo que foi posto fora do lugar. O Espírito golpeará através da Palavra para tirar de nós o que não presta mais. Este corte provocado pela espada do Espírito é dolorido, mas extremamente necessário. Se deixe ser golpeado pelo Espírito, deixe que Ele transpasse tirando de si o erro, o pecado.

O golpe da educação ou da disciplina

“Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir…”. O vocábulo aqui para instruir é paideia. Seu significado é tutela, educação ou treinamento de uma criança em educação e disciplina por um tutor. A Palavra nos molda conforme a justiça de Deus. Este golpe dado pelo Espírito por intermédio da Bíblia é na verdade o treinamento de Deus para nos tornar maduros e disciplinados. Este golpe é a disciplina de Deus quando lhe obedecemos. A Palavra de Deus confronta nossos erros e falhas e nos direciona para a mudança. As Escrituras nos disciplinam quando erramos o alvo.

A igreja brasileira precisa se despertar para a Bíblia. A verdade é que precisamos abaixar a nossa guarda e todos os nosso mecanismo de autodefesa e deixar-nos golpear pela Palavra de Deus. A princípio, um corte profundo e dolorido será feito, mas que nos fará chegar mais perto de Deus. A ferida e a dor que sentimos pelo golpe da Palavra serão na verdade a cura para a nossa vida espiritual (Jó 5.18). Deixemos a Palavra de Deus nos moldar!

Por, Weder Fernando Moreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »