Os julgamentos dos últimos tempos

Sobre o final dos tempos, gostaria de saber pela Bíblia quantos serão os julgamentos, quando ocorrerão e para quem será?

Os julgamentos dos últimos temposPara responder a questão em tela, vou construir um pensamento procurando estabelecer certa sequência dos julgamentos divinos, observando sua importância segundo as Escrituras Sagradas.

O primeiro e mais aguardado pelos cristãos, segundo as Escrituras, é o Tribunal de Cristo. Nesse julgamento veremos os salvos em Jesus Cristo arrebatados e julgados pelas suas obras, para que assim possam receber ou não o galardão tão esperado. É o que lemos em 2 Coríntios 5.10; Romanos 14.10-12; e 1 João 4.17).

É importante ressaltar que este julgamento não é para a condenação do cristão, mas, sim, uma recompensa pelo trabalho realizado para o Senhor (2 Timóteo 4.7-8).

O segundo julgamento será o Julgamento de Israel, ou seja, a nação israelita sempre esteve no cenário dos julgamentos de Deus, pois Deus sempre, com o Seu amor, procurou remir a Israel. Nesse julgamento vamos ver o seu desfecho acontecendo após o arrebatamento da Igreja, e aqui acontecendo a Grande Tribulação. Israel sofrerá fortemente a ação do Anticristo e, nesse momento, Jesus, o Libertador, virá para resgatá-los (Romanos 11.26, 27). Nesse julgamento Israel passará a reconhecer o Messias e o servirá fielmente.

O terceiro julgamento será o Julgamento das Nações. Esse julgamento será interessante, pois a Igreja virá com Cristo antes de se estabelecer o Milênio com o propósito de julgar as nações na pessoa de seus representantes (Joel 3.1, 2; Mateus 25.32, 33). Nesse julgamento, as nações serão julgadas pelo que fizeram à nação israelita, o bem ou o mal. O Senhor julgará as mesmas e dará o seu veredicto, para cumprir as Escrituras (Isaías 61.6-9).

O quarto julgamento é conhecido como o Julgamento do Diabo e seus anjos. Segundo lemos em João 16.11, o Diabo já está julgado, mas percebemos aqui que esse julgamento condenatório acontecerá após o Milênio, pois as Escrituras Sagradas relatam que Satanás será solto e enganará a muitos (Apocalipse 20.7-8). Sendo assim, ao finalizar o período do Milênio, Jesus julgará a Satanás e aos seus anjos (Apocalipse 20.10; 2 Pedro 2.4; Judas 1.6).

O quinto julgamento que podemos observar, e esse seria o último, é o Julgamento do Trono Branco. Nesse julgamento, a humanidade terá de pagar sua dívida com Deus; o egoísmo humano terá de findar e o ser humano reconhecerá e se sujeitará a Cristo como o Senhor supremo. O ser humano terá de colher o que semeou e por certo não tem como escapar das consequências que o pecado proporcionou (Apocalipse 20.11, 12).

Este julgamento será a transição para distinguir todo o processo de redenção efetuado por Cristo no sacrifício de cruz, pois a partir daqui a eternidade se consolidará em novo céu e nova terra, onde os remidos com Cristo gozarão da maior promessa já estabelecida pelo Criador, o nosso Eterno Deus. Vejamos que para os ímpios que não alcançaram a promessa o prêmio deles é a segunda morte. No entanto, os salvos têm o seu galardão e a vida eterna e os ímpios perecerão no lago de fogo eternamente (Apocalipse 20.14, 15).

A proposta de levar ao leitor um panorama dos acontecimentos futuros nos remete também a pensar em um julgamento que se faz mais necessário no dia a dia de nossa existência, pois lembramos que Cristo morreu por nós na Cruz para nos dar a liberdade de não pecarmos mais. A cruz aponta para o julgamento de redenção da humanidade, sendo assim, podemos concluir que não adianta termos o conhecimento do que há de vir nos julgamentos futuros, senão tivermos claro que precisamos todos os dias nos autojulgar, mediante a Palavra de Deus, e confessar os nossos pecados, para que possamos alcançar as benesses que Deus preparou para os salvos em Cristo Jesus (1 João 2.1, 2; Hebreus 3.12-14).

Por, Agissé Levi da Silveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »