O Senhor nosso Deus criou os seres humanos para a liberdade

O Senhor nosso Deus criou os seres humanos para a liberdadeEm Gálatas 5.1, lemos a seguinte recomendação do apóstolo Paulo: “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão”. Deus nos criou com muito amor para a liberdade. Ao criar o homem, Ele disse, parafraseando: “Viva, domine. Aí estão os frutos da terra, coma”. Recebemos a autoridade para escolher ou não a Deus, a nossa fé, a religião, os amigos, a roupa, a moradia, o casamento, o nosso destino etc, sempre conservando a nossa vida livre, pois nós somos seres morais e livres.

Conta-se a história de um pobre homem que estava sempre com a sua conta da luz atrasada, e por muitas vezes teve a sua energia cortada. O seu filho até já conhecia o funcionário que cortava a a energia. Um dia o pai estava muito tranquilo em casa, quando o seu filho lhe comunicou: “Papai, o homem que corta a nossa energia está chegando”. Ao recebê-lo, mostrou o recibo da conta paga e a sua energia continuou ligada. Aquela família vivia escrava da situação até o dia em que a conta foi  paga. Jesus morreu por você, e Ele deseja pagar as suas dívidas.

Satanás, o arqui-inimigo da humanidade desde o Éden, trabalha no sentido contrário, tornando o homem o seu escravo, envolvido nos vícios do álcool, drogas, jogo, prostituição, maus costumes, sem forças para se libertar. A vida de muitas pessoas está dependente da vontade daquele que as escraviza. As tais não tem liberdade, são “obrigadas” a roubar, a delinquir para sustentar o seu vício, e não têm forças para se libertar.

Certa feita, Jesus chegou a uma sinagoga e viu entre os frequentadores uma pobre mulher que havia 18 anos andava corcovada, olhando para o chão. Os sacerdotes, líderes da religião, nada podiam fazer. Jesus a chamou, tocou em sua vida e libertou-a da sua escravidão.

Por causa dos seus pecados, o ser humano tornou-se escravo de Satanás, mas Jesus veio para libertar a todos. Disse Ele: “O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração, a pregar a liberdade aos cativos, e restauração da vista aos cegos. A pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor” (Lucas 4.18, 19). Deus não lhe quer escravo, sujeito à vontade maligna. Aceite-O em sua vida e seja liberto de todos os vícios que lhe escravizam. Jesus veio para nos livrar dos nossos reais inimigos (Lucas 1.71).

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »