O mundo que precisa ser conquistado

Houve avanços na evangelização mundial, mas outros fatores preocupam

O mundo que precisa ser conquistadoNas últimas décadas, é notório o avanço da pregação do Evangelho no mundo, mas nem tudo é alegria. Há muito ainda a se conquistar e as dificuldades são grandes, além de a Igreja no mundo experimentar novos desafios no Ocidente neste novo século. Porém, poucos se apercebem disso. A seguir, seguem dados  que apresentam o atual quadro de avanços  e de desafios que a Igreja do Senhor Jesus tem que enfrentar e vencer nas próximas décadas, para cumprir o “Ide” de Cristo (Marcos 16.15).

1/3 não alcançados

Um dos dados positivos é o de maior alcance do Evangelho no mundo em relação a décadas passadas. Em 1974, aproximadamente metade da população do planeta não havia sido alcançada ainda pela Igreja. Quase quatro décadas depois, os povos não-alcançados representam apenas 1/3 da população mundial.

Mas, há um desafio a ser enfrentado frente a esse dado positivo: entre os atuais povos não-alcançados, estão os povos muçulmanos, que nas últimas décadas recrudesceram em sua perseguição aos cristãos.

Hoje, estima-se que 28% da população mundial seja de não-cristãos que nunca foram evangelizados, contra 39% de não-cristãos que já ouviram o Evangelho e 33% que não só já ouviram o Evangelho como se declaram cristãos. Dentre os países que compõem a “Janela 10×40”, onde encontra-se os povos não-alcançados, há 44 países muçulmanos com mais de 1,1 bilhão de pessoas, 8 países budistas com mais de 400 milhões de habitantes e 2 países hindus com mais de 1,1 bilhão de pessoas. Ou seja, só nesse grupo mencionado há mais de 2,6 bilhões de pessoas.

Línguas sem a Bíblia

Outro ponto a se celebrar é que, segundo Patrick Johnstone, em sua obra A Igreja é Maior do que Você Pensa, de 1998, no ano de 1900, o número de línguas com versões das Sagradas Escrituras era 537. Hoje, porém, já são mais de 3 mil. Por outro lado, ainda há milhares de línguas que ainda não têm um exemplar das Sagras Escrituras.

A Wycliffe, maior organização do mundo em tradução da Bíblia, já levantou quase 500 milhões de dólares, cerca de metade da meta de 1 bilhão de dólares, para a campanha que pretende traduzir a Bíblia em todas as línguas até 2015. Mesmo em tempos econômicos difíceis, os apoiadores têm doado generosamente e ajudado a campanha fazer progressos significativos nos últimos anos. “Reunir 250 milhões de dólares de 2008 a 2010 foi impressionante, mesmo numa economia em expansão. No clima atual, não é nada menos que um milagre”, disse Bob Creson, presidente da Wycliffe dos EUA

“Estamos muito agradecidos a Deus e aos nossos apoiadores, que têm uma parceria conosco para garantir que todas as pessoas tenham acesso à Bíblia na sua linguagem e na forma que seja mais significativa para eles”, completa Creson. Quando a campanha foi lançada em novembro de 2008, um doador anônimo deu um montante de 50 milhões de dólares para a Campanha Últimas Línguas, da Wycliffe. Foi a maior doação individual da história do ministério.

A Bíblia ainda falta ser traduzida em mais de duas mil línguas, o que deixa mais de 350 milhões de pessoas sem as Escrituras em seu próprio idioma. A campanha foi lançada para reunir as pessoas, a oração e os recursos financeiros para, pelo menos, começar a concluir a tradução da Bíblia em todas as línguas remanescentes. “Apesar da incerteza econômica nos Estados Unidos e a tarefa difícil no exterior – incluindo barreiras políticas, as preocupações de segurança, acesso restrito a certos locais e o grande número de línguas ainda não traduzidas –, estamos participando da maior aceleração do ritmo de tradução da Bíblia na história. Esses recursos financeiros irão assegurar que a missão permaneça nesse ritmo”, afirma Creson.

Há mais de 6 mil línguas faladas no mundo e cerca de um terço delas não tem tradução das Escrituras. A campanha vai usar as técnicas de tradução de ponta para acelerar o ritmo do desenvolvimento da linguagem e tradução da Bíblia de 125 anos para menos de 20 anos.

Fundada em 1942, Wycliffe Bible Translators existe para tornar acessível a todas as pessoas na linguagem e forma que é mais significativa para elas. Cerca de 6 mil tradutores, linguistas, aviadores, trabalhadores humanitários, educadores, e administradores juntamente com dezenas de organizações parceiras, estão trabalhando em 90 países nos seis continentes para dar a Bíblia aos povos.

Nominais são maioria

Um dado animador: o cristianismo ainda continua sendo a maior religião do mundo. Porém, o islamismo tem crescido igualmente e de tal maneira que já superou o catolicismo como maior grupo religioso do planeta. Além do mais, segundo dados do documento “All Humanity in Mission Perspective” (“Toda a Humanidade na perspectiva da Missão”), do movimento AD2000, mais da metade daqueles que se dizem cristãos no mundo não são realmente cristãos engajados.

De acordo com o referido documento, dos 2,1 bilhões de cristãos no mundo (colocando-se nesse bolo católicos, evangélicos e ortodoxos), apenas 900 milhões são cristãos ativos, isto é, crentes que frequentam regularmente suas igrejas e se envolvem em atividades cristãs. Os demais – 1,2 bilhão – são os que podemos chamar de “cristãos nominais” – declaram-se cristãos, mas não manifestam nenhum grande envolvimento com sua fé. Entre os praticantes, os mais engajados são, claro, os evangélicos.

Sem dúvida, há muito o que fazer. Coloquemos a mão no arado e não voltemos atrás.

Por, Mensageiro da Paz.

3 Responses to O mundo que precisa ser conquistado

  1. Ebraim disse:

    Muito agradecído, pois Deus usa pessoas para FaZER a obra dle…muito legal a idéia d traduçao da biblia em vario idioma, assim a palavra d Deus alcançará a muitos.

  2. Mario Cesar Ribeiro da Silva disse:

    Precisamos acelerar o processo de evangelizaçâo, pois o nosso inimigo tem ganho terreno com a omissâo da igreja do Senhor no tocante a evangelizaçâo dos povos. Jerusalém,Judêia,Samaria e os confins nos espera, portanto mâos a obra.

    • Mario Cesar Ribeiro da Silva disse:

      A igreja precisa se mobilizar com urgência,o céu tem pressa dessas almas, antes que pereçam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »