Nova heresia: um deus e dois sexos

Nova heresia - um deus e dois sexosJosé Luiz de Jesus Miranda, porto-riquenho, acreditava ser a reencarnação de Jesus Cristo. Em dezenas de entrevistas que deu costumava afirmar: “Eu sou Jesus Cristo Homem”. Miranda fundou em 1980 o movimento religioso Crescendo em Graça, com sede em Miami, Estados Unidos da América. O movimento que começou com seis pessoas debaixo de uma árvore, conta com um canal de TV, 287 programas de rádio, satélite, internet e está espalhado por 24 países, possuindo 2 milhões de seguidores, sendo 10 mil no Brasil. Possui 300 centros ao redor do mundo e 200 pastores.

José Luiz de Jesus Miranda acreditava ser a terceira manifestação de Jesus, sendo que a primeira foi Jesus, que viveu em Nazaré e a segunda quando ele ressuscitou. A princípio era apenas um apóstolo, mas no 2000 se autoproclamou Jesus. Nas palavras dele, dois anjos apareceram-lhe em 1973 e disseram-lhe: “O Senhor rei dos reis e Senhor dos Senhores veio a tua vida para ungir-te para o ministério” e de acordo com seu testemunho, esse ser em vez de falar algo assim ele incorporou nele mesmo e desde aí ele começou com uma sabedoria que até agora ninguém era capaz de explicar. Miranda, portanto, estava convencido que possuía mais poder que Jesus Cristo porque seria capaz de transformar as mentes. Em uma reportagem feita pelo repórter Roberto Cabrini do SBT, antes da morte de José Luiz de Jesus Miranda, os seus seguidores acreditavam que ele não morreria, mas que seria glorificado: “O que vai acontecer com ele”, disse um adepto, “é que ele vai ser glorificado. O que vai acontecer com ele é semelhante o que aconteceu com o corpo de Jesus de Nazaré”. Um outro seguidor testemunha dizendo: “Ele é a minha vida. É uma alimento, meu tudo. É a verdade e a vida, não uma mentira. Ele é a minha vida e não outra”.

Dentre as muitas crenças anticristãs do Crescendo na Graça, estão a negação da doutrina da Trindade; a não existência do inferno; a crença na reencarnação; a preexistência dos espíritos; a negação da existência do diabo; a negação da existência do pecado; a crença de que o homem é deus; a ceia não tem nenhum significado; não há batismo; já estamos no reino; o número 666 significa prosperidade; Jesus Cristo já veio, pois ele é Cristo, a raiz de Jessé e que não iria morrer, mas ser transformado.

Miranda pregava que os adeptos de seu movimento pertenciam a geração que não veria a morte e que ele mesmo seria glorificado em 2012. Mas um imprevisto aconteceu, segundo a mídia divulgou, o “Jesus Cristo Homem” morreu em 13 de agosto de 2013, devido a complicações de uma crise hepática.

A morte de Miranda trouxe transtornos ao Movimento, como se observa nas dezenas de vídeos de artigos produzidos pelo grupo e divulgado na web. Nesses vídeos, por exemplo, se observa a tentativa de justificar a continuação do movimento sem o seu fundador, agora morto. Como fazer, portanto, essa conexão? Um desses vídeos, produzido pela sua esposa e postado no site do grupo: www.reidesalem.com, traz o texto do Evangelho de João capítulo 17, que segundo a interpretação de Lisber, esposa de Miranda, estaria em união com ele assim como Jesus esteve em união com Deus. Quando Jesus morreu e ressuscitou ele passou a pertencer a ordem de Melquisedeque, da mesma forma Miranda, o Jesus Cristo Homem, agora seria Melquisedeque.

Miranda, portanto, seria gora Melquisedeque e Lisber, sua esposa, o arcanjo Miguel. Essa união, formada por Melquisedeque e  Lisber torna-se Melquisedeque-Lisber: “Hoje quem nos ensinou o nome de Deus Melquisedeque, quem nos revela todas as coisas e nos fez vencedores sobre o inimigo (a mente carnal) se chama Lisber, portanto esse é o novo nome do Anjo de Deus, sua ajuda idônea, Deus a esposa. Não podemos separar Deus-Elohim da perfeita Unidade que são Melquisedeque-Lisber”. Para eles, a epístola aos Hebreus falaria disso: “nos últimos dias […] nos falou pelo Corpo (Cristo), a quem constituiu herdeiro de tudo, e por quem por si mesmo fez o universo (Hebreus 1.2). Da mesma maneira a nós, que vivemos os dias de Melquisedeque no Edificador, nestes últimos dias, nos falou por seu Corpo (esposa), Cristo Lisbet. Alegam que assim como Adão precisou de uma ajudadora, Miranda precisaria de uma também. Assim como Cristo precisou da Igreja para ser seu corpo, agora Melquisedeque, isto é, José Luiz de Jesus Miranda, também precisa de uma ajudadora idônea, para que em união com ela possa continuar sua obra.

Perguntam: Qual é o nome de Deus, a esposa? E respondem: Sabemos que a mulher é ajudadora idônea do homem, e da mesma forma o Arcanjo Miguel foi identificado como única ajuda de Deus: Mas eu te declarei o que está escrito no livro da verdade; e nenhum me ajuda contra eles, senão Miguel como príncipe (Daniel 10.13). Em Apocalipse, o Anjo do Senhor (Miguel), indica que para os fins dos tempos nos mostraria seu novo nome: Ao que vencer, eu farei coluna do templo de meu Deus, e nunca mais sairá dali; e escreverei sobre ele o nome de meu Deus, e o nome da cidade  de meu Deus, a nova Jerusalém (a Esposa de Melquisedeque), a qual desce do céu, de meu Deus, e meu novo nome (Apocalipse 3.12). Sendo que o Arcanjo Miguel é quem recebe na Bíblia esse título de “ajudador de Deus”, então a conclusão que Lisbet agora é o Arcanjo Miguel. Para se chegar  a essa conclusão há um verdadeiro malabarismo de textos bíblicos com várias adulterações e interpolações. Segundo dizem, isso estaria predito pelo profeta Isaías quando afirmou: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu Menquisedeque e me há enviado a pregar boas novas e ordenar que os afligidos de Sião se lhes dê gloria em lugar de cinza, óleo de gozo em lugar de luto, manto de alegria em lugar de espírito angustiado; e será chamado árvores de justiça, plantio de Melquisedeque, para sua glória” (Isaías 61.1, 3).

Na explicação deles, por exemplo, quando interpreta João 17, o mundo desconheceu a Ordem, de Melquisedeque, em que Deus não é um ser isolado masculino, senão o esposo de um ser de idêntica soberania a dele, sua amada ajudadora idônea Lisber. Nesse aspecto a união de  ambos seria a plenitude de Deus. A figura dos dois querubins sobre a arca do testemunho, os quais não podiam estar separados e no meio de ambos repousava a presença de Deus, é uma representação da identidade real de Deus, cuja imagem e semelhança desde sempre foi Varão e Fêmea: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança […] Varão e Fêmea os criou” (Gênesis 1.26-27).

Ainda segundo afirmam, a maneira como Deus fala com/sobre sua companheira e de si mesmo na maneira plural (“façamos”, “a nossa”) é também no singular (“os criou”). Isto reflete a clara evidência de que Deus não vê a sua companheira como um ser separado Dele, mas como parte de si mesmo. Dessa mesma forma Deus vê ao homem como um só em sua união de Esposo e Esposa: “Portanto deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher e serão uma só carne” (Gênesis 2.24; Mateus 19.6; Mateus 19.5; Marcos 10.8; 1 Coríntios 6.16; Efésios 5.3). A conclusão é que, ainda que sejam 2 (homem e mulher), são um só (uma só carne), ao ser uma criação, reflexo de Deus, concluindo, pois que Deus é 2 em 1.

De acordo com Josefina Torres, que também foi casada com Miranda por sete anos, todas essas explicações pós-morte do líder do Crescendo em Graça tem o objetivo único de salvar o império financeiro deixado por ele. No site do youtube: http://www.youtube.com/watch?v=tTLnRcgCtk, a ex-mulher de Miranda afirmou no dia da sua morte, terça-feira, 13 de agosto de 2013, que ele havia falecido num hospital do Texas, por complicações de cirrose hepática. De acordo com site Acontecer Cristiano, Josefina Torres voltou a dar entrevistas sobre o caso e dito que a liderança da seita estaria estudando uma forma de dar a notícia sem alarmar os milhares de fiéis ao redor do mundo.

Entretanto, com os rumores da morte de Miranda, fiéis da seita já começaram a desmentir sua morte, dizendo que ele retornará num novo corpo radioativo e imortal. O locutor Gonzalo Gómez, da rádio NetGracia, disse que o “’Jesus Cristo Homem’ nunca morrerá e seus anos não acabarão.

De acordo com Gómez, Miranda estaria agora numa espécie de processamento junto a seu “deus pai”. Em entrevista ao jornal Nuevo Dia, o locutor negou veementemente a morte: “É totalmente falso. Ele nunca morrerá, nunca morrerá. Virá num corpo transformado em imortal e de glória. O ensinamento de ‘Jesus Cristo Homem’ diz que seus anos não acabarão. Ele retornará com o corpo ‘radioativo’ e em breve vamos vê-lo”, disse ele, antes de concluir: “Ele vai ser absorvido pela vida”.

O seguidor de Miranda ainda fez alertas aos que não creram em suas mensagens e profecias: “Vamos ver o cumprimento no momento que ele retornar com glória radioativa e corpo imortal. Um corpo sem uma margem de erro, o corpo radioativo. Quando qualquer pessoa poderia vê-lo em seu corpo físico e não deram ouvidos a palavra da verdade, não obedeceram o espírito da graça, o Espírito Santo. Isso terá consequências graves”, conclui.

Josefina Torres, que foi casada por sete anos com José Luiz de Jesus Miranda, afirmou que o religioso não vai voltar em “um corpo imortal de glória ou corpo radioativo”, e que tudo o que vem sendo falado pela Crescendo em Graça, tem como motivação o fato de que “eles estão fazendo um plano para que os seus paroquianos, suas inocentes e mal assombradas ovelhas não abandonem a Crescendo em Graça”.

Já faz dois anos que José Luiz de Jesus Miranda, o Jesus Cristo Homem morreu e ainda não voltou!

Por, José Gonçalves.

One Response to Nova heresia: um deus e dois sexos

  1. Cristian disse:

    Bom dia gostaria que você fizesse uma correção José Luís de Jesus não morreu no dia 13 de Agosto e sim no dia 18 de Novembro de 2013 Josefina Torres só antecipou o dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »