Nosso Deus é grande e verdadeiro

ceuPorém, Deus deu ordem ao Céu lá em cima e mandou que as Suas portas se abrissem” (Salmo 78.23). Quando Deus resolve nos abençoar, Ele age da maneira que quer e do jeito que lhe agrada, e faz com que tudo se realize com perfeição. No momento em que não encontramos alternativas, Ele entra em ação para nos socorrer.

Para nós parece impossível, “mas para Deus tudo é possível” (Mateus 19.26). Mesmo as portas estando fechadas, Ele age com naturalidade e, quando quer, dá ordens específicas a nosso favor e as bênçãos descem do Céu como maná, isto é, algo como pão que nunca foi provado. Isso significa que foi feito especialmente para nós.

Devemos crer que Deus vai nos abençoar e fortalecer mesmo estando as portas fechadas, pois Ele mesmo afirmou: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por Mim, será salvo; e saíra, e achará alimento” (João 10.9).

Deus age mesmo quando as portas estão fechadas

A Bíblia revela que Noé experimentou a salvação atrás de uma porta fechada (Gênesis 7.16): “Entraram machos e fêmeas de cada espécie, de acordo com o que Deus havia mandado Noé fazer. Aí o Deus Eterno fechou a porta da arca”.

Muitas pessoas têm tentado descobrir como aconteceu este recolhimento no reino animal. Será que Noé e seus filhos passaram anos reunindo estes animais? Na verdade, a criação, juntamente com Noé, estava fazendo exatamente o que Deus havia ordenado.

Aparentemente não houve problema para juntar os animais, porque o Senhor cuidou dos detalhes deste trabalho enquanto Noé fazia a sua parte construindo a arca.

Costumamos fazer o oposto do que fez Noé: preocupamo-nos com os detalhes, sobre os quais não temos controle, e negligenciamos áreas específicas (tais como atitudes, relacionamentos, responsabilidades) que estão sob nosso controle.

Como fez Noé, concentremos-nos  no trabalho que Deus tem colocado em nossas mãos e deixe o restante com Ele. Alguns interpretes veem em Gênesis 7.16 (“O Senhor fechou a porta após ele”) que o Eterno está literalmente agindo, talvez sob a forma de uma teofania, que fechou a porta pelo lado de fora.

A grande lição espiritual é que houve pessoas que ficaram fechadas do lado de fora, mediante esse ato divino. Essas pessoas não aproveitaram a chance de salvar a vida. Além disso, havia aqueles que ficaram fechados pelo lado de dentro, com vistas à sua segurança e salvação.

É significativo que, no sentido metafórico e espiritual, Deus novamente abriu a porta da Arca (Jesus) para os que estão do lado de fora como uma renovada oportunidade de salvação nos dias de hoje.

Eliseu despertou um menino morto atrás de uma porta fechada

Quando Eliseu chegou, entrou sozinho no quarto e viu o menino morto na cama. Então fechou a porta e orou ao Senhor (2 Reis 4.32, 33). Vemos o profeta Eliseu apelando primeiramente ao Senhor com uma oração sincera, pedindo a restauração da vida de um menino. Sua oração evidencia as suas limitações e a inteira dependência para com Deus em sua vida.

É disto que também precisamos, reconhecer que somos dependentes da “Ação de Deus” em tudo o que pretendemos ser ou fazer. Nada se consegue sem a ajuda Dele.

Uma viúva ficou rica, seus filhos assegurados com uma grande herança atrás de uma porta fechada.

“Então a mulher foi para casa com os filhos, fechou a porta atrás de si” (2 Reis 4.5).

Como a necessidade da viúva era particular, a provisão também seria feita de modo particular. Além disso, a ausência do profeta Eliseu demonstrou que o milagre aconteceu apenas pelo poder de Deus através da fé, pois a mulher creu nas palavras que o homem de Deus dissera.

O poder de Deus multiplicou o “pouco” em “muito”, enchendo todas as vasilhas de azeite para atender as necessidades da viúva. É exatamente o que Deus quer fazer com você nos dias de hoje, restabelecer as necessidades através da fé, embora nós ainda continuemos a dizer: “A porta está fechada”.

Vamos crer como aquela viúva creu, vamos acreditar como ela acreditou que a porta simplesmente está fechada para aqueles que não conseguem acreditar.

Jesus se revelou através de uma porta fechada

“Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco”!” (João 20.19).

Os discípulos tremiam represálias, mas quando menos esperavam pôs-se o Senhor no meio deles com o corpo já glorificado não sendo impedido pelas portas fechadas.

Jesus quando quer se apresenta: (1) vivo, (2) visível, (3) compartilhando Sua paz com todos mesmo quando achamos que as portas estão fechadas.

Amigo, acredite, pois isso ainda é possível nos dias de hoje, se assim você crer.

O incrédulo está na frente de uma porta fechada

O incrédulo é aquele que não consegue mais crer, ou seja, até crê, mas não acredita em mais nada por tantas lutas e desilusões que a vida lhe proporcionou e por isso não tem mais “azeite”, o Espírito Santo em sua vida e, quando cria coragem para buscá-Lo já é tarde demais.

Em Lucas 13.25, lemos que o dono da casa vai se levantar e fechar a porta. Então, alguns ficarão do lado de fora, batendo na porta e dizendo: “Senhor, nos deixe entrar!” E Ele responderá: “Não sei de onde são vocês” (Lucas 13.25).

Encontrar solução para nossos problemas e resposta para nossas petições exige entrar no quarto, fechar a porta e falar sinceramente com Deus a sós, entregando a Ele totalmente as nossas vidas.

Por, Paulo Lufwig Batista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »