Irmã é curada de câncer no abdômen

Após propósito com o Senhor, Maria Silva, da Assembleia de Deus em Jardim Urano (PR), foi curada de múltiplos linfomas e teve sua saúde totalmente restaurada

Irmã é curada de câncer no abdômenHá 26 anos a irmã Maria Silva serve ao Senhor na Assembleia de Deus congregação do Jardim Urano, em São José dos Pinhais (PR). Ela sempre foi ativa na obra do Senhor e frequentadora assídua do Círculo de Oração. Também tinha muito gosto em auxiliar na cozinha e interceder pela vida dos irmãos. Não à toa, toda a Igreja clamou ao Senhor pela irmã quando ela enfrentou um terrível câncer.

Tudo começou com simples dores nas costas, em 2013. Mas aos poucos esse incômodo ficou cada vez mais intenso. Muitos médicos não descobriam qual era o problema. De maneira equivocada, um deles a diagnosticou com infecção urinária. E as dores da irmã Maria só pioravam.

Ela explica que nesse período começou a perder peso, o apetite e até mesmo o sono. “Foram várias as noites que amanheci de joelhos na beira da cama clamando ao Senhor, devido às fortes dores”, recorda.

Mesmo assim continuou indo trabalhar na cozinha de uma empresa, onde precisava manusear panelas grandes e pesadas. Até que um dia, passados já seis meses suportando aquela dor intensa, após terminar seu expediente, ela não tinha forças nem para ir embora. Então foi levada ao cardiologista. Mais uma vez na sua especialidade não foi identificado nenhum problema. Mas Maria estava orando para que o Senhor revelasse o que estava acontecendo. E o médico pediu uma tomografia computadorizada. O resultado foi devastador – irmã Maria estava com um câncer grave na região do abdômen.

Encaminhada com urgência para a oncologia do hospital Cruz Vermelha, suas dores ficaram tão intensas que não pôde esperar a consulta.

“Cheguei ao hospital de manhã, mas só consegui ser atendida à tarde. Fui internada e logo que a médica me examinou me passou morfina para aliviar a dor”. Os especialistas só lhe diziam que o caso era grave. E ao realizaram uma biópsia para identificar o tipo de câncer descobriu-se que o abdômen estava todo tomado por múltiplos linfomas, difíceis de serem tratados. Ao ser transferida para outro hospital foi necessário aguardar a chegada dos medicamentos para realização de quimioterapias.

“Neste momento eu cria que não estava só sob os cuidados dos médicos, mas primeiramente sob os cuidados do meu Deus”, testifica. Em cada detalhe, a cada dia contemplava um milagre do Senhor: a transferência para o hospital mais adequado, as enfermeiras atenciosas, a provisão do remédio da quimioterapia que estava em falta, o apoio e oração dos seus entes queridos… Em tudo ela percebia a bondosa mão de Deus a seu favor. “Quando se está diante de um sofrimento como esse ou mesmo diante da morte, passamos a valorizar cada milagre que o Senhor derrama sobre nós todos os dias e muitas vezes quando está tudo bem nem os enxergamos, nem agradecemos”.

Familiares, vários irmãos da igreja, inclusive o Pr. Estevão Carneiro e sua esposa irmã Cristina, que na época dirigiam a congregação do Jardim Urano visitavam a irmã Maria, clamavam pela cura do Senhor sobre a sua vida e a entregavam Palavras de fé e confiança.

Após oração, chegaram os medicamentos para a quimioterapia. As sessões lhe trouxeram muitas complicações, dores no corpo, enjôos, sua imunidade começou a baixar perigosamente. Ela chegou a pesar apenas 46 Kg. Até que estava tão fragilizada que não era mais possível continuar seu tratamento, devido à baixíssima imunidade. Irmã Maria conta que então orou mais ainda.

“Já tinha tentado três vezes fazer as últimas duas sessões de quimioterapia, mas não conseguia. Eu pedi a Deus para me ajudar a superar essa dificuldade, pois queria continuar vivendo e dando apoio a minha filha, não podia deixá-la órfã de pai e agora também de mãe. Então fiz um propósito com o Senhor, para que me ajudasse a terminar o tratamento e ficasse totalmente curada”

Em certa madrugada o Senhor lhe respondeu, ministrou ao seu coração que aquela doença não era para sua morte e sim para glória do nome dEle. E pela fé ela voltou ao hospital e pediu para repetir os exames. Para a surpresa dos médicos seu metabolismo tinha sofrido uma incrível melhora. Sua imunidade estava restabelecida e pôde fazer as duas últimas sessões que restavam.

Ao repetir os exames, Pet Scan e Tomografia, para honra e glória do nome de Jesus, o câncer que antes tomava todo seu abdômen havia desaparecido por completo. Irmã Maria estava completamente curada. Ao receber a notícia da médica, compartilhou sua fé com ela e lhe disse que isso só aconteceu porque ela cria e confiava no Deus Todo-Poderoso.

Irmã Maria continua servindo ao Senhor na Assembleia de Deus de Curitiba, presidida pelo pastor Wagner Gaby. Hoje na congregação do Jardim Don Bosco, sob liderança do pastor João Roberto, ela glorifica ao Senhor pela nova vida e pelos sonhos realizados: não ter deixado sua filha órfã e vê-la se casar com um homem de Deus. “Eu glorifico a Jesus, agradeço a minha família, a meu pastor e todos que me ajudaram. Quando o inimigo falou que era o fim, Deus falou que era apenas o começo”, testifica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »