Dia das Mães e o infinito amor de Deus

Dia das Mães e o infinito amor de DeusAmado leitor, todos nós sabemos como é notório e querido o Dia das Mães. Todos nós, independente da fé praticada, comemoramos esta importante data, devido ao amor que certamente dedicamos àquela que nos trouxe a este mundo. Mas, neste mês quando se comemora esta data tão especial, desejo convidá-lo para meditar em uma passagem bíblica no livro do profeta Isaías 49.15: “Pode uma mulher esqquecer-se do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti”.

A Bíblia Sagrada revela-nos o ágape, ou seja, o amor divino dedicado ao ser humano. O texto de Isaías nos mostra que pode acontecer, não está dizendo que deve, mas supõe-se que possa uma mulher eventualmente vir a esquecer do filho que ela criou: mas, então, o Senhor Deus faz uma declaração maravilhosa: “Eu jamais me esquecerei de você”.

Meu querido leitor, é verdade que estamos inseridos em um contexto no qual o verdadeiro amor está quase extinto, é um tema que ninguém aprende nas escolas e nem pode adquirir no supermercado, porque é o sentimento divino que deve brotar no mais íntimo da alma humana. Aquele amor que vibra em nosso coração. Apesar disso, este sentimento que pode ser familiar e social, é superado pelo grande amor de Deus. O amor divino é revelado na pessoa de Jesus Cristo, que não menospreza as nossas fraquezas. O Senhor Deus nos ama da forma como somos. O apóstolo Paulo disse que o Senhor nos ama acima de tudo, mesmo estando nós maculados pelo pecado, e nos ama tanto que não nos permite permanecermos como estamos, mas trabalha em nós todos os dias, com dedicação, para que nos aproximemos cada vez mais da imagem de Cristo.

Infelizmente, há mães que se tornam cruéis com seus filhos. Mas, Deus jamais vai agir dessa forma. O Senhor é quele que se compadece da criatura humana em quaisquer circunstâncias de sua vida. Deus maravilhoso estende a Sua mão para erguer o homem da sarjeta e o fazer assentar-se entre os príncipes do Seu povo. Ele também nos fortalece espiritual, familiar e socialmente. Este é o Deus no qual eu creio e que anuncio agora. Se você tem experimentado o desprezo de seus familiares, aconselho que aceite Cristo como Seu Salvador e através do amor puro de Deus, que lhe abraça e espera que você desfrute deste carinho e do calor do amor divino.

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »