Criança de 2 anos é curada de câncer no sangue em SC

O tipo de leucemia detectada em Samuel – denominada mileoide aguda – é considerada uma das piores pelos especialistas

Criança de 2 anos é curada de câncer no sangue em SCA família de Israel Murilo e sua esposa Márcia Luísa Juvenal passou por uma grande prova. O casal, que é da Assembleia de Deus em Joinville, Santa Catarina, Distrito Paraíso, sob a liderança do pastor Luiz Schmidt, tem três filhos: Luísa, Murilo e o caçula Samuel na época com idades de 12, 10 e 2 anos, respectivamente. No dia 17 de novembro de 2011, a fé e gratidão ensinada a essas crianças foram provadas pelo fogo. Seu filho caçula começou a ter muita febre e logo eles o levaram ao hospital, porém sem imaginarem o diagnóstico que receberiam: o precioso Samuelzinho estava com câncer no sangue.

Segundo contam os pais, após a realização de alguns exames, os médicos já alertaram que tratava-se de algo grave, pois suas plaquetas estavam muito baixas e ele foi internado imediatamente. A investigação aumentou e junto a ela veio a terrível notícia. “Nosso filho, com apenas 2 aninhos, tinha leucemia”, relata a mãe.

Samuel ficou internado no Hospital Materno Infantil Dr. Jeser Amarante Faria por 43 dias. Mesmo durante esse período de dor, todos, até mesmo Samuel, não perdiam a oportunidade de falar de Jesus naquele local.

Apesar dos fortes tratamentos e medicações, a situação do pequenino se agravava a cada dia. Contudo, Samuel, mesmo com tão pouca idade, sabia que Deus estava com ele e, com sua fé pura, nunca se abateu. “Mesmo estando com todos aqueles aparelhos, meu filho tinha fé em Deus. Lembro que cantava louvores e dizia: ‘Não chora!’”, emociona-se a mãe. Assim foram todos os dias, e mais irmãos se juntavam à corrente de oração.

Segundo os médicos, o tipo de leucemia decretada em Samuel é uma das piores: a leucemia Mieloide Aguda. Por isso, a equipe preparou à família para possibilidade de um transplante de medula com urgência.

Logo a intensidade das quimioterapias aumentaram, e elas se tornaram tão fortes que afetaram o coração de Samuel. “Numa noite, ele quase partiu para o Senhor, mas ainda não era a sua hora. Seus batimentos cardíacos aceleraram, chegando a 205 batimentos por minuto e a pressão ficou desregulada. Foi uma correria. Após vários exames, nos explicaram que as quimioterapias afetaram seu coração e daquele dia em diante ele precisaria tomar remédio pelo dias que vivesse”, conta o pai.

No entanto, o Senhor nunca os desamparou e sempre lhes falava de diferentes maneiras para confiarem Nele, que o milagre aconteceria se houvesse fé e comprometimento. Israel testemunha que creu com tanta convicção que, como Ana, cujo filho tinha o mesmo nome, entregou seu filho a Deus. Ele firmou o propósito em oração de por toda sua vida testemunhar do poder do Senhor e de criar Samuel na igreja, ensinando a Palavra, provendo todo recurso necessário para que ele estude e desenvolva atividades ministeriais até os seus últimos dias nesta terra.

Em dezembro, próximo ao Natal, a oração e o clamor se multiplicavam. A febre e as reações adversas do tratamento impediram que Samuel passasse a data em casa, ao lado de seus irmãos.

“A febre era muito alta, tivemos que passar o Natal no hospital. Mas eu sabia em quem eu estava crendo: um Deus tremendo que já estava trabalhando e é capaz de mudar tudo! Ele queria que passássemos mais uma semana ali para testemunhar. Através da vida do nosso filho, Ele tinha algo muito grande para realizar naquele lugar. E crendo de todo coração, pedi ao Senhor para nos permitir já passar o romper do ano em casa”, testemunha a irmã Márcia.

Deus ouviu suas orações e os atendeu. No dia 28 de dezembro, a febre milagrosamente abaixou e ele seguiu melhorando até o dia 31, podendo receber alta. A médica o liberou com a exigência clara de que ele precisaria voltar imediatamente após o feriado, pois temia os riscos de uma infecção. Assim, após passar 43 dias sem sair de um pequeno quarto naquele hospital, Samuel foi para casa. A família cria que já tinha chegado a hora do milagre. E no culto do dia 1º de janeiro de 2012, Deus confirmou.

“O Senhor usou um pregador convidado que nem nos conhecia para dizer que o nosso filho estava sendo curado naquele instante. Agarramos a bênção com muita fé e, na segunda-feira, ao retornarmos para interná-lo conforme o pedido da médica, Deus já tinha operado”, afirma a mãe.

Após exames de rotina, os médicos, maravilhados com o que consideravam uma melhora inexplicável, informaram que não seria necessário internar Samuel e que os remédios poderiam ser dados em casa.

“Foi assim, já na próxima consulta, e na seguinte também, até a médica, admirada, me dizer que meu filho não iria mais precisar de transplante nenhum, pois não estava mais com sintomas da doença. Comecei a chorar e  glorificar a Deus. Hoje, ele já vai fazer quatro anos e, para honra e glória de meu Deus, está totalmente curado”, emociona-se.

Lembram do remédio controlado para o coração, que Samuel precisaria tomar a vida toda? O Senhor fez a obra completa! Após um ano, ao repetirem os exames, veio outra bênção. O irmão Israel conta que enfermeira explicou a Samuel que o exame iria mostrar o que ele tinha no coração. Então, Samuel rapidamente respondeu que ele já sabia: “Eu tenho Jesus em meu coração!”. E não é à toa que os resultados mostraram que a saúde daquele coraçãozinho estava perfeita. Imediatamente, todos os medicamentos foram suspensos.

“Foi muito doloroso o tempo de sofrimento dentro do hospital, vendo crianças morrendo… Crianças que tinham um tipo de leucemia com maior probabilidade de cura pela medicina do que a do meu filho. Mas, o Senhor é Deus! Por isso, precisamos testemunhar e agradecer enquanto vivermos”, conclui Israel. E a irmã Márcia Luísa completa: “Sou assinante do Mensageiro da Paz desde que aceitei a Cristo e esta página de testemunhos sempre me edificou. Nunca pensei que um dia eu estaria nela, mas é para glória do Senhor, para que compartilhemos e digamos aos irmãos que o mais importante é confiar em Deus, independente de qualquer circunstância. O nosso socorro vem do Senhor!”.

Por, Mensageiro da Paz.

One Response to Criança de 2 anos é curada de câncer no sangue em SC

  1. Marcia Pedrosa disse:

    Irma Marcia ,temos o mesmo nome e ainda passo pelo deserto.Meu filho amado Mustafáh,tambem foi diagnosticado com leucemia LLA tipoT .Estamos no deserto ainda ,mas,crendo no Deus vivo ,que logo estaremos na terra prometida .Peço oracao por ele ,de todo coracao agradesço . Paz seja convosco .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »