Arquivos da Categoria: Testemunhos

Desenganado, mas o Senhor o curou

Vítima de potente bactéria recupera-se após a intercessão em seu favor

Desenganado, mas o Senhor o curouA juventude é um dos períodos mais lindos na vida do ser humano. Ao sair da fase da puberdade e alcançar a fase adulta provido de forças e um futuro promissor pela frente, o jovem tem a nítida impressão de que pode alcançar tudo o que deseja na vida. Mas e quando surge a doença e compromete a saúde de tal maneira que o horizonte colorido transforma-se em um véu negro de luto pela aproximação da morte?

A data 23 de junho de 2009 jamais sairá da lembrança do jovem Eduardo Tintori Clarindo, pois foi nesse fatídico dia que ele começou a sentir uma dor muito forte no joelho direito, e uma febre de 40 graus. Nesse período da vida, ele estava com 14 anos de idade e congregava junto com sua família na Assembleia de Deus da cidade do Vale do Paraíso (RO), naqueles dias liderada pelo pastor Maciel Francisco de Souza. O rapaz foi conduzido rapidamente para o hospital.

Foi levado rapidamente para o hospital e os exames detectaram a presença de uma bactéria em seu organismo, e que era a responsável pelo atual quadro clínico que apresentava. O jovem foi levado rapidamente para a sala de cirurgia. Os médicos constataram que o paciente era portador de uma doença denominada Osteomielite, trata-se de uma infecção do osso, geralmente causada por bactérias, mas sem desprezar a ação de fungos ou vírus ao longo do processo.

Curetagem não afetou vida de criança

Procedimento eliminou vestígios de “aborto espontâneo”, mas Marisa continuou grávida

Curetagem não afetou vida de criançaA gravidez ainda hoje é considerada pelo público feminino uma verdadeira dádiva, uma consagração na vida da mulher. Marisa Silva Ozga, fiel da Assembleia de Deus em São Borja (RS), é uma dessas mulheres que consideram tal dádiva. Muito feliz, ao conceber ela divulgou a notícia aos membros da família. A gaúcha descobriu que estava grávida em outubro de 2016, mas a felicidade da gestante e de seus familiares transformou-se em ansiedade, porque no dia 1 de novembro, Marisa Ozga apresentou sangramento que a fez procurar atendimento médico no hospital infantil Ivan Goulart, em São Borja. O médico plantonista solicitou os exames de praxe a fim de saber o que ocorria no organismo da gestante. Os exames de ultrasom intravaginal foram realizados e o médico constatou que não havia mais criança no saco gestacional. A gestante havia tido um aborto espontâneo.

Condenado à morte tem saúde de volta

Medsi Mendes surpreendeu os médicos, que afirmavam que ele não resistiria ao câncer

Condenado à morte tem saúde de voltaO pastor Medsi Mendes dos Santos morava em Telêmaco Borba (PR) e levava uma vida normal junto aos seus familiares, mas nesse momento a sua rotina foi abalada quando em 2012 a esposa Adriana dos Santos foi alertada por telefone pela mãe, moradora da cidade de União da Vitória (PR) que o Senhor havia dito que o genro seria acometido por uma severa enfermidade, mas que ele sobreviveria.

“O Medsi não vai morrer, porque não é o momento dele ainda. Cuide de seu marido, pois ele vai precisar de sua ajuda”, revelou a sogra.

O pastor contou dois meses após o telefonema da sogra e logo percebeu a presença de nódulos do lado esquerdo do pescoço, após uma consulta médica, os especialistas deram o diagnóstico: o paciente apresentava uma obstrução de glândulas salivares. “Lembro-me que encaminharam-me para o Hospital Herasto Gaetner, em Curitiba (PR). Foi lá que descobrimos que tratava-se de um câncer tipo carcinoma invasivo, raro em minha idade, 37 anos. A doença iniciou a sua atividade na amídala, invadiu grande parte dos 300 linfonodos do pescoço, o que ocasionou o processo conhecido como metástase”, revelou Medsi Mendes.

Curada de câncer em culto de Santa Ceia

Mariscema sentiu o local afetado por câncer queimar durante cerimônia; feitos os exames, constatou-se que o mal havia desaparecido

Curada de câncer em culto de Santa CeiaO câncer ainda hoje é considerado uma doença letal e que atinge não somente o organismo do paciente, mas a familiares e amigos da vítima que, envolvidos emocionalmente, também sofrem com o desenvolvimento da moléstia incluindo o processo terapêutico ou mesmo a metástase no corpo do paciente, à partir da descoberta da doença até o desfecho final do óbito lavrado pelos médicos que atenderam a pessoa. Dentre tantos que enfrentaram os rigores da temida doença esteve Mariscema Martins Pereira, a quem o Senhor havia dito que atravessaria momentos difíceis, mas com a promessa de que tudo terminaria bem.

Mariscema Martins Pereira é dirigente do Círculo de Oração na igreja onde congrega juntamente com o esposo Valdeci Pereira, pastor setorial da congregação de Santa Cruz da Serra, distrito do município de Jaru (RO), ligado ao campo eclesiástico liderado pelo pastor Manoel Cardoso da Cruz. A dirigente milita na causa do Evangelho desde a sua juventude. Ao longo de sua trajetória parecia tudo correr bem com a sua família que inclui cinco filhos e cinco netos. Era um momento de prosperidade em sintonia com a obra de Deus.

Ex-traficante de armas e drogas liberto

Resgatado pelo Senhor em presídio, hoje Jorge Fernandes prega a Palavra e serve em igreja

Ex-traficante de armas e drogas libertoO atalho para o mundo da criminalidade ainda continua sendo a escolha de muita gente ao redor do mundo, principalmente de jovens que vêem no crime uma chance de alcançar prestígio entre os demais membros de sua comunidade, ou mesmo conseguir “dinheiro fácil” em assaltos. O cearense Jorge Pereira Fernandes foi uma das vítimas desse perigoso mundo do crime. Criado em um lar onde a feitiçaria fazia parte do ambiente familiar, Jorge lembra que a sua infância não foi nada fácil. “Eu não nasci em um lar evangélico, a minha família frequentava centros espíritas, e depois que eu fui apresentado ao crime, comecei a fazer pequenos furtos”. Nesse momento de sua vida contava já 18 anos.

A escalada do crime na vida do jovem prosseguiu vertiginosamente e, após os “pequenos furtos”, ele acabou influenciado por amigos que o incentivaram a tornar-se um criminoso de referência: ele participou de assaltos a bancos, ingressou no tráfico de drogas e cometeu homicídios. Mas por causa de sua conduta totalmente transviada teve um preço a pagar. “Acabei detido pela polícia e enquadrado no artigo 157 (assalto a mão armada). Eu fui preso, mas foi na cadeia que eu tive contato com a Palavra de Deus”. Jorge foi conduzido para a Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), mas mesmo encarcerado, ele continuou as suas atividades criminosas: traficava armas e drogas na cadeia. Mas algo chamava a atenção do jovem encarcerado: as atividades dos prisioneiros que haviam se convertido a Jesus na penitenciária. “Mesmo assim, na prática de ações criminosas, eu ficava observando a conduta dos crentes quando se reuniam para adorar ao Senhor”, lembra.

Parada cardíaca, morte e retorno à vida

Esposo ora em corredor de hospital e Deus age; chance de reversão era menos de 2%

Parada cardíaca, morte e retorno à vidaO dia 18 de fevereiro de 2017 parecia ser mais um típico sábado do caloroso verão do Rio de Janeiro (RJ) para a família do pastor Flávio Santana da Silva, 3º vice-presidente da Assembleia de Deus Ministério de Cordovil, presidida pelo pastor Francisco José da Silva. Porém, por volta de 13h, sentados à mesa para o almoço, momento de grande aflição tomou a todos de surpresa. “Após prepararmos a mesa, o meu filho mais novo, Matheus fez a oração dando graças pelo nosso alimento. Também estavam presentes à mesa, eu, minha esposa Fabiana, minha filha Ana Beatriz e a minha sogra dona Carmen. No inicio de nossa refeição, Fabiana colocou a mão em seu peito, tentou me chamar, mas não conseguiu. Ela parecia estar engasgada. Ao ameaçar cair ao chão, eu a segurei pelo braço. Nesse momento ela começou a ter convulsões. Meus filhos entraram em total desespero”.

Em ações conjuntas, todos se mobilizaram em busca de uma solução. A filha ligou para a emergência, porém eles não atenderam. A ação seguinte, a pedido do pastor Flávio, foi sair à rua para gritar pedindo socorro. “Durante isso eu comecei a clamar a Deus pela vida da Fabiana, enquanto o meu filho gritava desesperadamente: ‘ajuda a mamãe papai! Ajuda ela!’”.

Deus a livrou da morte em cirurgia

Irmã Rozeli dividiu UTI com outros nove que vieram a óbito, mas ela sobreviveu

Deus a livrou da morte em cirurgiaUm exame rotineiro para verificar se tudo estava em ordem em seu organismo conduziu Rozeli Santos Fontoura à mesa de cirurgia no Hospital Evangélico na cidade de Londrina (PR). De acordo com o médico cardiologista que a atendeu, doutor Itacir João Ansilieiro, ela deveria o mais breve possível procurar um cirurgião para realizar uma intervenção cirúrgica conhecida entre os médicos como cirurgia de revascularização do miocárdio. “O médico disse que 72% da válvula de meu coração estava fechada e por isso o fluxo de meu sangue nessa região de meu corpo estava interrompido. Na verdade, tinha apenas 28% de funcionamento de meu órgão. Eu não conseguia realizar muito esforço que logo eu manifestava cansaço. Inclusive estava planejando viajar aos Estados Unidos com meu esposo, mas o médico disse que eu não conseguiria chegar com vida por lá”, explica. Rozeli Fontoura é casada há 36 anos com pastor Perci Fontoura, líder da Assembleia de Deus em Umuarama (PR) e 1º secretário da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB).

Cura, salvação e evangelização no Vietnã

Deus cura esposa de budista, ele se converte e se torna grande evangelista do Vietnã

Cura, salvação e evangelização no VietnãDao Sanh se lembra bem daquela noite em que tudo começou. Era agosto de 1996. Sua esposa, Han, se queixou de uma dor de cabeça e foi se deitar mais cedo. Já no início da manhã seguinte, ele foi despertado pelos gemidos e violentas convulsões que ela estava sofrendo ao seu lado. Quando as crises cessaram, ela permaneceu com o lado direito de seu corpo paralisado. Logo, Dao correu para o templo budista do outro lado da sua aldeia, no Vietnã, buscando algum tipo de ritual que pudesse curar sua esposa. Alguns líderes cantaram orações e mantras de cura durante dois dias, mas a paralisia continuava e ela ainda tinha dificuldades para falar. Isso foi devastador para a família, não apenas pessoalmente, mas economicamente. Dao era um agricultor e teve de diminuir seu tempo na lavoura para cuidar da esposa, da casa e dos três filhos pequenos.

Curado de nódulo maligno metastático

Warley, da Assembleia de Deus em Paragominas (PA), venceu o prognóstico médico e, sem sequelas, prega hoje a Palavra de Deus dentro do hospital

Curado de nódulo maligno metastáticoO irmão Warley Costa da Conceição viveu uma situação muito dolorosa, porém seguida de um grande milagre que mudou toda sua vida. Fiel obreiro da Casa do Senhor, ele congrega há 10 anos na AD em Paragominas (PA), congregação Monte Sinai, liderada pelo pastor Levi Botelho – onde é conhecido por todos como “irmão Ricardo”.

Em agosto de 2014, surgiu um nódulo do lado direito do seu pescoço. Ele conta que como não havia nenhum incômodo, a princípio não deu importância. Até que, passados alguns dias, começou o desconforto e o mal estar, além de perceber que o nódulo estava crescendo. Ele assustou-se muito ao ouvir de um médico em Teresina (PI) que seu caso era cirúrgico e havia riscos sérios de deixar sequelas permanentes. “O médico me disse que a cirurgia era muito delicada e eu poderia perder os movimentos do braço direito. Diante desse quadro assustador, comecei a clamar ao Senhor. Sem imaginar que o pior ainda estava por vir”, relata Warley.

Após uma série de exames solicitados, inclusive uma biópsia de Punção de Linfonodo dando negativo para câncer maligno, o médico realizou o procedimento cirúrgico. Passada a cirurgia e os 5 dias de recuperação no hospital, uma biópsia mais específica foi realizada com o material retirado. Warley já tinha retornado ao Pará, até que decorridos 4 dias recebeu uma ligação de seu médico pedindo autorização para fazer mais uma biópsia. “Depois de uma semana, recebi o diagnóstico: eu estava com câncer, um tipo de linfoma raro e muito agressivo. Minha esposa, Rosiléia Costa dos Santos, e eu ficamos extremamente abalados. Mas fomos aos pés do Senhor, clamar por misericórdia, pois só Ele poderia nos socorrer”.

Esfaqueado recebe livramento de morte

Jessé Duarte, da Assembleia de Deus em Criciúma (SC), foi roubado, sequestrado e após momentos de terror, esfaqueado e abandonado na estrada

Esfaqueado recebe livramento de morteNo final do ano de 2013, o irmão Jessé Duarte da Assembleia de Deus de Criciúma (SC), presidida pelo pastor João Ceno Ohweiler, passou por momentos de grande terror.

Em uma onda de violência que engloba todo o Brasil, sofrer uma tentativa de latrocínio – homicídio com objetivo de roubo, ou roubo seguido de morte ou de graves lesões corporais da vítima – é um dos maiores receios do cidadão brasileiro. E foi exatamente o que o músico assembleiano vivenciou.

No dia 3 de dezembro de 2013 ele conta que ao retornar da faculdade de Direito para sua casa foi interceptado por dois bandidos. Eles simularam apontar uma arma de fogo, obrigando a abrir o carro e dirigir para longe dali.

“Foram os momentos mais difíceis de minha vida. Eles me levaram para um lugar deserto, tipo um sítio perto da periferia. As ruas eram de chão batido e nos lados só tinham árvores. Devo ter ficado com eles por uma hora e a todo momento diziam que iam me matar”, relembra o trauma.

Segundo Jessé, dias antes do ocorrido Deus havia lhe falado através de uma profecia que ele iria passar por uma grande provação, mas o Senhor lhe daria livramento.

Google Translate »