Arquivos da Categoria: Testemunhos

Da vingança ao perdão pelo Evangelho

Antes bandidos, pai perdoa homem que matou seu filho após ambos se converterem

Da vingança ao perdão pelo EvangelhoO perdão ainda continua sendo um verdadeiro desafio neste mundo contaminado pelo pecado, e foi justamente esse desafio que o pastor Pedro Gusmão, líder da Assembleia de Deus Ministério Quem Se Importa, na cidade da Serra, no bairro Barcelona, teve pela frente. O líder concebeu o projeto de assistência religiosa Ministério Quem se Importa voltado para evangelizar presídios, hospitais e cracolândias das cidades satélites junto a capital. Por este motivo, em 2011, esses evangelizadores alcançaram um jovem de 19 anos. Leonardo Moraes de Souza já era um conhecido da Polícia: traficante e homicida, ele havia sido capturado pelos policiais em uma operação; afastado das ruas, deveria responder por seus atos. “A minha mãe era doméstica e meu pai, pedreiro, a situação de ambos levou-me a cogitar cometer roubos para ‘melhorar de vida’. Ao longo de minha carreira no crime, empreendia minhas fugas e voltava para a comunidade”, lembra o jovem.

Seduzido por ateísmo volta a Cristo

Perturbadora experiência espiritual com demônios levou Faustino ao altar da oração

Seduzido por ateísmo volta a CristoO jovem Faustino Monteiro de Souza recebeu Jesus como Salvador pessoal aos 17 anos, ele era oriundo de uma família tradicionalmente católica, sendo o único a confessar a fé evangélica entre seus familiares. Após a sua conversão, ele foi discipulado na Assembleia de Deus em Lago da Pedra (MA). Segundo Faustino, a sua decisão foi resultado de suas consultas à Palavra de Deus.

“Antes de minha conversão eu já lia a Bíblia Sagrada. Trata-se de um livro muito especial para mim. Eu procurei o meu amigo Gelson Lucena, que orou em meu favor. Eu iniciei as minhas leituras a partir dos sete anos de idade. Na verdade, entendi que eu era pecador e que poderia ir para o inferno. A minha decisão aconteceu no dia 27 de agosto de 2003”.

Traficante é resgatado por Deus

Livramento de morte chancelou nova vida para jovem envolvido na criminalidade

Traficante é resgatado por DeusA grande maioria dos criminosos iniciou a sua carreira no submundo ainda na infância, e Felipe Macedo Brasileiro, 39 anos, casado com Rossele Bezerra dos Anjos Brasileiro, entrou na estatística. Morador do Complexo da Maré, na Vila do Pinheiro, comunidade localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro (RJ), o jovem ficou fascinado com a “vida fácil” proporcionada pelo crime. “Meus pais eram separados e eu fiz amizade com jovens que praticavam furtos, aos 12 anos eu dei início a minha trajetória na vida do crime. Eu fui detido pela primeira vez aos 13, por furto”, lembra.

Do crime e da mendicância para Cristo

Hoje, Danilo Martins é pastor no Rio de Janeiro (RJ) e evangeliza em favelas

Do crime e da mendicância para CristoO envolvimento com o crime começou cedo na vida de Danilo Martins Filho. Nascido em 16 de outubro de 1967, o menino criado no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro (RJ), conheceu de perto a violência e a criminalidade na capital fluminense. Hoje o pastor “Danilão” – como é conhecido pelos demais fiéis da Assembleia de Deus em Bonsucesso (RJ), liderada pelo pastor Jaime Soares da Silva, e pelos moradores da região por onde perambulou – é visto como um verdadeiro milagre.

Danilo conta a sua história: “Eu fui criado sem o meu pai que passou a viver pelas ruas como mendigo. A minha mãe cuidou de mim e mais quatro crianças. O nosso sustento era proveniente de sua vida de prostituição. Mas o meu ingresso na vida do crime começou aos oito anos de idade quando um traficante pediu para eu levar munições para uma área do Complexo do Alemão denominada ‘Central’”.

Presbítero é livre duas vezes da morte

Mãe é recompensada por sua fé e testemunha sobre milagres na vida de seu filho

Presbítero é livre duas vezes da morteO presbítero Gérson de Oliveira (foto 1) é um testemunho vivo da compaixão divina, uma vez que dede a tenra infância o Senhor tem dispensado o seu favor e garantido saúde quando a Medicina já o desenganara. O obreiro é filho do presbítero Alexandre de Oliveira (in memoriam) e Hilda Bertoldo (foto 2), 76 anos, que sempre demonstrou uma fé inabalável no Criador. O pai de Gérson pertencia ao setor 39 – 15 de Novembro ligada à Assembleia de Deus no Belém (SP), na capital paulista, igreja liderada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa. Levando em conta os milagres registrados nas páginas da Bíblia Sagrada, sem esquecer na recuperação da saúde dos inválidos e ressurreição dos mortos, como aconteceu no lar da viúva de Sarepta (1 Reis 17.17-24), da sunamita (2 Reis 4.32-34) e do homem que tocou nos ossos do falecido profeta Eliseu (2 Reis 13.21)sem esquecer o mais emblemático, a ressurreição de Lázaro (João 11.43, 44).

Desenganado, mas o Senhor o curou

Vítima de potente bactéria recupera-se após a intercessão em seu favor

Desenganado, mas o Senhor o curouA juventude é um dos períodos mais lindos na vida do ser humano. Ao sair da fase da puberdade e alcançar a fase adulta provido de forças e um futuro promissor pela frente, o jovem tem a nítida impressão de que pode alcançar tudo o que deseja na vida. Mas e quando surge a doença e compromete a saúde de tal maneira que o horizonte colorido transforma-se em um véu negro de luto pela aproximação da morte?

A data 23 de junho de 2009 jamais sairá da lembrança do jovem Eduardo Tintori Clarindo, pois foi nesse fatídico dia que ele começou a sentir uma dor muito forte no joelho direito, e uma febre de 40 graus. Nesse período da vida, ele estava com 14 anos de idade e congregava junto com sua família na Assembleia de Deus da cidade do Vale do Paraíso (RO), naqueles dias liderada pelo pastor Maciel Francisco de Souza. O rapaz foi conduzido rapidamente para o hospital.

Foi levado rapidamente para o hospital e os exames detectaram a presença de uma bactéria em seu organismo, e que era a responsável pelo atual quadro clínico que apresentava. O jovem foi levado rapidamente para a sala de cirurgia. Os médicos constataram que o paciente era portador de uma doença denominada Osteomielite, trata-se de uma infecção do osso, geralmente causada por bactérias, mas sem desprezar a ação de fungos ou vírus ao longo do processo.

Curetagem não afetou vida de criança

Procedimento eliminou vestígios de “aborto espontâneo”, mas Marisa continuou grávida

Curetagem não afetou vida de criançaA gravidez ainda hoje é considerada pelo público feminino uma verdadeira dádiva, uma consagração na vida da mulher. Marisa Silva Ozga, fiel da Assembleia de Deus em São Borja (RS), é uma dessas mulheres que consideram tal dádiva. Muito feliz, ao conceber ela divulgou a notícia aos membros da família. A gaúcha descobriu que estava grávida em outubro de 2016, mas a felicidade da gestante e de seus familiares transformou-se em ansiedade, porque no dia 1 de novembro, Marisa Ozga apresentou sangramento que a fez procurar atendimento médico no hospital infantil Ivan Goulart, em São Borja. O médico plantonista solicitou os exames de praxe a fim de saber o que ocorria no organismo da gestante. Os exames de ultrasom intravaginal foram realizados e o médico constatou que não havia mais criança no saco gestacional. A gestante havia tido um aborto espontâneo.

Condenado à morte tem saúde de volta

Medsi Mendes surpreendeu os médicos, que afirmavam que ele não resistiria ao câncer

Condenado à morte tem saúde de voltaO pastor Medsi Mendes dos Santos morava em Telêmaco Borba (PR) e levava uma vida normal junto aos seus familiares, mas nesse momento a sua rotina foi abalada quando em 2012 a esposa Adriana dos Santos foi alertada por telefone pela mãe, moradora da cidade de União da Vitória (PR) que o Senhor havia dito que o genro seria acometido por uma severa enfermidade, mas que ele sobreviveria.

“O Medsi não vai morrer, porque não é o momento dele ainda. Cuide de seu marido, pois ele vai precisar de sua ajuda”, revelou a sogra.

O pastor contou dois meses após o telefonema da sogra e logo percebeu a presença de nódulos do lado esquerdo do pescoço, após uma consulta médica, os especialistas deram o diagnóstico: o paciente apresentava uma obstrução de glândulas salivares. “Lembro-me que encaminharam-me para o Hospital Herasto Gaetner, em Curitiba (PR). Foi lá que descobrimos que tratava-se de um câncer tipo carcinoma invasivo, raro em minha idade, 37 anos. A doença iniciou a sua atividade na amídala, invadiu grande parte dos 300 linfonodos do pescoço, o que ocasionou o processo conhecido como metástase”, revelou Medsi Mendes.

Curada de câncer em culto de Santa Ceia

Mariscema sentiu o local afetado por câncer queimar durante cerimônia; feitos os exames, constatou-se que o mal havia desaparecido

Curada de câncer em culto de Santa CeiaO câncer ainda hoje é considerado uma doença letal e que atinge não somente o organismo do paciente, mas a familiares e amigos da vítima que, envolvidos emocionalmente, também sofrem com o desenvolvimento da moléstia incluindo o processo terapêutico ou mesmo a metástase no corpo do paciente, à partir da descoberta da doença até o desfecho final do óbito lavrado pelos médicos que atenderam a pessoa. Dentre tantos que enfrentaram os rigores da temida doença esteve Mariscema Martins Pereira, a quem o Senhor havia dito que atravessaria momentos difíceis, mas com a promessa de que tudo terminaria bem.

Mariscema Martins Pereira é dirigente do Círculo de Oração na igreja onde congrega juntamente com o esposo Valdeci Pereira, pastor setorial da congregação de Santa Cruz da Serra, distrito do município de Jaru (RO), ligado ao campo eclesiástico liderado pelo pastor Manoel Cardoso da Cruz. A dirigente milita na causa do Evangelho desde a sua juventude. Ao longo de sua trajetória parecia tudo correr bem com a sua família que inclui cinco filhos e cinco netos. Era um momento de prosperidade em sintonia com a obra de Deus.

Ex-traficante de armas e drogas liberto

Resgatado pelo Senhor em presídio, hoje Jorge Fernandes prega a Palavra e serve em igreja

Ex-traficante de armas e drogas libertoO atalho para o mundo da criminalidade ainda continua sendo a escolha de muita gente ao redor do mundo, principalmente de jovens que vêem no crime uma chance de alcançar prestígio entre os demais membros de sua comunidade, ou mesmo conseguir “dinheiro fácil” em assaltos. O cearense Jorge Pereira Fernandes foi uma das vítimas desse perigoso mundo do crime. Criado em um lar onde a feitiçaria fazia parte do ambiente familiar, Jorge lembra que a sua infância não foi nada fácil. “Eu não nasci em um lar evangélico, a minha família frequentava centros espíritas, e depois que eu fui apresentado ao crime, comecei a fazer pequenos furtos”. Nesse momento de sua vida contava já 18 anos.

A escalada do crime na vida do jovem prosseguiu vertiginosamente e, após os “pequenos furtos”, ele acabou influenciado por amigos que o incentivaram a tornar-se um criminoso de referência: ele participou de assaltos a bancos, ingressou no tráfico de drogas e cometeu homicídios. Mas por causa de sua conduta totalmente transviada teve um preço a pagar. “Acabei detido pela polícia e enquadrado no artigo 157 (assalto a mão armada). Eu fui preso, mas foi na cadeia que eu tive contato com a Palavra de Deus”. Jorge foi conduzido para a Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), mas mesmo encarcerado, ele continuou as suas atividades criminosas: traficava armas e drogas na cadeia. Mas algo chamava a atenção do jovem encarcerado: as atividades dos prisioneiros que haviam se convertido a Jesus na penitenciária. “Mesmo assim, na prática de ações criminosas, eu ficava observando a conduta dos crentes quando se reuniam para adorar ao Senhor”, lembra.

Google Translate »