Arquivos da Categoria: Reportagem

Ênfase na identidade pentecostal

Impactar em Curitiba é acompanhado por mais de 650 mil pela internet

Ênfase na identidade pentecostalComo tema “Somos Pentecostais”, foi realizado, nos dias 19 a 21 de janeiro, no templo-central da Assembleia de Deus em Curitiba (PR), mais uma edição do Liderar/ Impactar, o Encontro Nacional da Juventude das Assembleias de Deus no Brasil, promovido pela Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e a Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD). Neste ano, o evento foi realizado juntamente com Congresso Geral da Juventude da União de Mocidade da Assembleia de Deus em Curitiba (UMADC), que teve início no dia 16 de janeiro e se encerrou no dia 22. Esta foi a 53ª edição do evento. Milhares de jovens de várias regiões do estado e do país participaram do evento. Presente ao encontro, pastor Perci Fontoura, líder da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus no Estado no Paraná (Cieadep), 5º vice-presidente da CGADB e líder da AD em Umuarama (PR), deu total apoio à realização do Liderar/Impactar em solo paranaense.

Esquecidos da ONU, mas não de Cristo

Cristãos divulgam o Evangelho aos refugiados muçulmanos

Esquecidos da ONU, mas não de CristoOs cristãos que habitavam regiões dominadas por guerrilheiros do Estado Islâmico decidiram abandonar o país natal, familiares e amigos. Por exemplo, a luta pela sobrevivência é uma constante na vida de milhares de iraquianos que desafiaram a morte e buscaram refúgio na Jordânia, porém, mesmo na adversidade e sem nenhuma esperança de retornar aos seus lares, esses mesmos cristãos estão sendo “negligenciados” pela Organização das Nações Unidas (ONU). De acordo com o relato de uma cristã e ativista de direitos humanos, os cristãos não são aceitos como refugiados, apesar das agruras sofridas com a perda do lar e a perseguição de seus inimigos.

No início de janeiro, a pesquisadora do Projeto Philos e fundadora da ONH norte-americana Conselho Para o Alívio de Cristãos Iraquianos, Juliana Taimoorazy, deslocou-se acompanhada por outros ativistas para o Iraque e a Jordânia com o objetivo de “avaliar” as condições a que os refugiados cristãos são submetidos. Ela e seus companheiros examinaram a situação e afirma estar satisfeita com a ajuda destinada aos cristãos iraquianos que manifestaram o desejo de voltar às suas casas e aldeias no interior iraquiano, mas quando a ativista e seus colegas travaram contato com as famílias iraquianas deslocadas na Jordânia, o que viu a deixou desolada.

Proibidos de ajudar os homossexuais

Psicólogos cristãos estão sendo ameaçados de perder suas credenciais

Proibidos de ajudar os homossexuaisApós o Conselho Federal de Psicologia (CFP) sofrer fragorosa derrota na justiça quanto ao tratamento de homossexuais que buscam ajuda dos psicólogos a fim de voltarem a ter comportamento heterossexual, os representantes da entidade decidiram proibir os psicólogos de “propor, realizar ou colaborar com qualquer evento ou serviço, nas esferas pública e privadas, que visem conversão, reversão, readequação ou reorientação de identidade de gênero” de transexuais ou travestis. A Resolução 01/2018 com a nova proposta foi divulgada no dia 30 de janeiro.

A nova medida contém oito artigos e seu conteúdo contém a imposição na qual os profissionais devem atuar segundo os princípios éticos com a proposta de “eliminar o preconceito” sem chances no engajamento em qualquer ação que favoreça a discriminação, dessa forma, os psicólogos não poderão mais pronunciar-se através dos meios de comunicação ou na internet, com discurso que legitime ou reforce o preconceito. O Conselho também vedou qualquer iniciativa que favoreça a patologização de transexuais e travestis, mas que os profissionais devem “reconhecer e legitimar a autodeterminação desses grupos em relação a suas identidades de gênero”. A determinação atingiu em cheio o trabalho realizado pelos profissionais cristãos que deverão evitar temas com uma perspectiva bíblica em torno do assunto, sob o risco de serem denunciados pelo Conselho e até perder as credenciais.

Aumentam os atos de censura contra o cristianismo no Ocidente

Na Europa e mesmo nos EUA, o país mais cristão e mais protestante do mundo, casos de censura ao cristianismo aumentam espantosamente

Aumentam os atos de censura contra o cristianismo no OcidenteContrariando os valores que fundaram a civilização ocidental, a liberdade religiosa e a liberdade de consciência se encontram ameaçadas no Ocidente, e a principal vítima é a mãe desses valores: o cristianismo. Os dados são inequívocos. Pesquisas mostram que, nos últimos anos, tem aumentado sensivelmente as manifestações de censura à fé cristã em países ocidentais. Em 2017, foi divulgado um levantamento do Observatório Contra a Discriminação de Cristãos (OCDC), sediado em Viena (Áustria), que passou despercebido pela grande imprensa, mas que é de suma importância, pois revela, por exemplo, que, “em geral, na Europa, os muçulmanos têm mais liberdade para usar símbolos religiosos ou seguir suas convicções do que os cristãos”, de maneira que, segundo os números desse levantamento, o que se vê no Ocidente, bem diferentemente do que pregam certos formadores de opinião, não é uma onda de islamofobia, mas de cristofobia.

Billy Graham falece aos 99 anos

Chamado “O Pastor da América”, ele foi o maior evangelista do século 20

Billy Graham falece aos 99 anosBilly Graham, o maior evangelista do século 20, faleceu na manhã de 21 de fevereiro, aos 99 anos, enquanto estava dormindo. Ele morreu em sua casa em Montreat, na Carolina do Norte, de acordo com Jeremy Blume, porta-voz da Billy Graham Evangelistic Association. O célebre pastor batista ficou conhecido por suas cruzadas evangelísticas ao redor do mundo, levando 3 milhões a Cristo.

Graham serviu como conselheiro ou ministrou a uma dúzia de presidentes dos Estados Unidos, além de ter se encontrado com dezenas de líderes mundiais, dentre eles os mais importantes de sua geração. Estima-se que ele tenha pregado a cerca de 215 milhões de pessoas em 185 dos 195 países ao redor do mundo durante sua vida. Sua mensagem chegou a milhões de pessoas, sendo uma presença quase constante no rádio, na televisão e na internet.

Avivamento na Síria pós-guerra

Segundo agência cristã de notícias, muçulmanos têm aceitado Jesus

Avivamento na Síria pós-guerraDurante anos, os cristãos sírios vinham orando por um avivamento. “Mas nunca imaginamos que isso viria junto com uma guerra”, conta um líder de uma igreja local. Após sete anos de guerra civil, que parece ter se encerrado oficialmente no final do ano passado, inclusive com a saída da Rússia e dos EUA do país após a estrondosa vitória sobre o Estado Islâmico e outros grupos radicais na região, a Síria encontra-se hoje em ruínas, mas as igrejas voltaram incrivelmente a encher, apesar da grande evasão de cristãos durante o conflito.

A maioria das famílias cristãs deixara o país no início da guerra, tomadas pelo pânico diante da possibilidade de serem mortas. Como resultado, os líderes cristãos que ficaram observavam a frequência de suas igrejas diminuir abrupta e constantemente. Entretanto, em meio aos escombros, os pastores deram o seu melhor para ajudar aqueles que precisavam. Muitas igrejas viraram abrigos, centros de distribuição de alimentos e enfermaria, atendendo a qualquer pessoa que chegasse às suas portas, pedindo ajuda.

Depois de um tempo, o que antes era impensável começou a acontecer. Muçulmanos que procuravam as igrejas em busca de algum tipo de apoio ficavam para os cultos e começaram a fazer muitas perguntas sobre o cristianismo. Dentro de pouco tempo, muitos começaram a se converter.

Após proibir, Bolívia libera evangelismo

Governo voltou atrás após protestos de lideranças evangélicas no país

Após proibir, Bolívia libera evangelismoDesde o final de dezembro, a Bolívia sofria uma onda de protestos contra o Novo Código do Sistema Criminal Boliviano, proposto pelo governo, aprovado pela câmara e promulgado naquele mês com prazo de 18 meses para entrar em vigor. O motivo é que a nova legislação impunha mudanças na sociedade boliviana que feriam as liberdades de expressão e religião, além de atentar contra a dignidade da vida humana, no caso da legalização do aborto. No que diz respeito à liberdade religiosa, a preocupação dos cristãos bolivianos recaía sobre o inciso 11 do artigo 88 da nova legislação, que previa a prisão de sete a doze anos para o “crime” de “recrutamento de pessoas para participação em organizações religiosas ou de culto”.

No domingo, 21 de janeiro, o presidente Evo Morales anunciou em um programa de televisão denominado El Pueblo es Noticia que decidira “revogar todo o Novo Código do Sistema Criminal”, para “não dar argumentos à direita”, que vinha “incentivando protestos no país”. A nova legislação caiu principalmente após protestos da liderança evangélica na Bolívia.

Ação ateísta contra oração falha

Após ateus proibirem oração no campo, alunos oram na arquibancada

Ação ateísta contra oração falhaA organização ateísta Freedom From Religion Foundation (FFRF) decidiu interferir no trabalho conduzido pelo técnico John Small que tinha por hábito conduzir os jogadores do seu time a um momento de oração na lateral do campo antes das partidas. Os ativistas decidiram acionar a East Coweta High School (Geórgia – EUA) e conseguiram impedir o técnico continuar a sua agenda de oração com seus jogadores.

Apesar da sensação de derrota nos tribunais, o técnico Small não imaginava que os familiares dos jogadores e dos demais estudantes da escola reagissem a esta proibição imposta pela justiça. “Em vez de sermos menos de 100 jogadores orando, temos em média 400 estudantes orando nas arquibancadas. Eles têm esse direito e nós vamos apoiá-los nisso”, comemorou Small.

Depósito de bebês abortados nos EUA

Depósito de bebês abortados nos EUAAgentes federais norte-americanos descobriram em um armazém na cidade de Detroit, no estado de Michigan, nos Estados Unidos, quatro corpos de bebês abortados. Os cadáveres foram encontrados durante uma incursão realizada pela polícia no ano de 2013 cujos detalhes foram revelados somente agora pelas autoridades. O local onde foram encontradas as crianças mortas pertencia ao empresário Arthur Rathburn. Segundo os especialistas que examinaram os corpos, os bebês pareciam ter sido abortados no segundo trimestre de gestação, e estavam submersos em um líquido que incluía tecido cerebral humano.

O empresário é acusado de vender partes do corpo humano. Perante as autoridades, ele se declarou inocente, mas como Rathburn adquiriu os bebês abortados e o que pretendia fazer com os corpos não ficou esclarecido por ele. Por sua vez, os advogados do empresário também evitaram comentar o assunto, bem como a acusação e os outros documentos que mencionam os bebês abortados encontrados.

Violência contra os cristãos aumenta entre os muçulmanos e os hindus

Boa notícia só na Tanzânia e relativamente na Etiópia, Quênia e Síria; violência contra cristãos sobe no Afeganistão, Paquistão e partes da África

Violência contra os cristãos aumenta entre os muçulmanos e os hindusPor décadas, a Coreia do Norte claramente tem sido o pior perseguidor dos cristãos do mundo. Mas agora, outra nação quase empata com ela. O ministério internacional Portas Abertas lançou em 10 de janeiro sua World Watch List (WWL) de 2018 com o ranking atualizado dos 50 países onde é mais perigoso seguir Jesus. Segundo o levantamento, aproximadamente 215 milhões de cristãos vivem hoje no mundo sob níveis elevados, muito altos ou extremos de perseguição. Isso significa que 1 em cada 12 cristãos no planeta vivem onde o cristianismo é “ilegal, proibido ou punido”, de acordo com pesquisadores da Missão Portas Abertas.

O país de Kim Jung-un não se mudou do primeiro lugar da lista por 16 anos seguidos. “Com mais de 50 mil prisioneiros em campos de trabalho, essa classificação não é uma surpresa para o regime totalitário que controla todos os aspectos da vida no país e obriga a população a adorar a família Kim”, informou Portas Abertas. Mas a Coreia do Norte tem um rival de peso neste ano: é o Afeganistão, que se classificou como segundo colocado com apenas um ponto de diferença. A pontuação total da Coreia do Norte foi de 94 pontos (em uma escala de 100 pontos), com 93 do Afeganistão por uma diferença de 0,6 na classificação de violência. Nas outras cinco categorias medidas – vida privada, vida familiar, vida comunitária, vida nacional e vida da igreja – ambos os países receberam os piores resultados possíveis.

Google Translate »