Barnabé: um exemplo permanente de obreiro a ser seguido

Barnabé - um exemplo permanente de obreiro a ser seguidoBarnabé era o apelido dado pelos apóstolos a um descendente da tribo de Levi, vindo de Chipre, que fixou residência em Jerusalém. O seu nome primitivo era José. O primeiro registro do seu nome na Bíblia encontra-se em Atos 4.36. Pelas suas boas ações, os discípulos passaram a chamá-lo de Barnabé, que significa “filho da consolação”. O seu testemunho ganhou destaque, pois seu nome se encontra 29 vezes em Atos dos Apóstolos e cinco vezes nas cartas paulinas. Ao lermos a sua biografia, compreendemos que Barnabé se destacava pelo seu cuidado com os novos crentes, em recepcioná-los e ajudá-los a se firmar na fé em Jesus. Foi ele que recepcionou Saulo, quando muitos tinham receio de abraçá-lo.

Entendemos que foi ele quem apresentou Saulo ao pastor da igreja (Atos 9.26, 27). Ele deve ter procurado criar um ambiente saudável para Saulo, tendo a paciência de ouvi-lo e com amor e confiança torna-se o seu fiador diante dos apóstolos. Barnabé é visto como um bom obreiro, e é enviado para cuidar de uma nova igreja na Antioquia da Síria (Atos 11.22). Ali chegando, começou a revelar aos irmãos seu abençoado ministério (Atos 11.23).

Barnabé era um obreiro espiritual, que viu a graça de Deus na Igreja; era um pastor alegre, conselheiro, homem de bem, cheio do Espírito Santo e de fé. Com seu testemunho muitos se converteram.

Com o crescimento da Igreja, houve necessidade de trabalho de mais um obreiro. Barnabé vai à busca de Paulo, que estava em Tarso, que distava 160km. Quem deseja ajudar não mede dificuldades. Ele viu o talento de Paulo e dividiu com o ele o seu ministério. Ambos trabalharam e ensinaram os crentes que se tornaram conhecidos como cristãos.

Naqueles dias, houve uma crise de fome na Judéia e a Igreja confiou a tarefa de arrecadar ajuda e enviá-la a Barnabé e Paulo. Depois de cumprir a missão a eles confiada, voltaram para a Igreja em Antioquia, onde prestaram um relatório de todo o trabalho realizado (Atos 14.26-28). Barnabé era um homem de bem, dedicado à oração, que buscava direção do Espírito Santo para tomar decisões. Ele encorajava seus companheiros e estava sempre disposto a oferecer a segunda oportunidade a quem necessitasse. Possuía uma grande visão, enxergava o potencial nas pessoas e procurava ajudá-las.

Todos nós tivemos, ou ainda temos, um Barnabé em nosso ministério, em nossa vida espiritual. Alguém que confiou em nós. Quem é o seu? Quem lhe ajudou? Quem confiou em você, levando-o ao ministério e entregando-lhe uma igreja ou congregação para dirigir? Corresponda com a sua confiança, continue sendo um homem de bem, cheio do Espírito Santo, cheio de fé, e demonstre a sua gratidão pela confiança do seu Barnabé. Qual é o seu trabalho na igreja? Tudo que nós fazemos na casa do Senhor é honroso, e temos recompensa. Sirva bem e com alegria. Você está na porta de entrada do templo? Receba com carinho os que estão chegando, procure acomodá-los. O semblante da sua alegria cativará os que chegam. Ajude os visitantes, assista aos novos crentes, pois o que estão chegando nada conhecem sobre o nosso templo. Coopere para a boa ordem e o bem estar de todos os irmãos.

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »