Atividades sociais e evangelismo tem levado portugueses à Cristo

Atividades sociais e evangelismo tem levado portugueses à CristoEu desejo relatar nesta carta as nossas atividades no mês de abril. Nós seguimos a nossa programação mensal com os cultos nos lares (segunda, terça e quarta), culto na igreja (quinta, sábado e domingo), e também outros eventos extraordinários como o nosso primeiro chá das mulheres, os detalhes da programação virão em seguida.

Sobre a frequência em nossos cultos, temos a satisfação de analisar que os nossos irmãos tem comparecido mais às atividades na casa de Deus; percebemos um gradual desenvolvimento dos trabalhos.

No bairro do Ingote, a nova convertida Juvena, ainda encontra-se em prisão domiciliar, mas ela está confiante em não dar entrada no presídio. Infelizmente Juvena perdeu a casa, pois foi lá que os policiais encontraram drogas, e assim a Justiça determinou que fosse devolvida ao Estado (pois era uma casa doada pela Prefeitura). Entretanto, ela está firme em Cristo, e no dia que recebeu a notícia nos disse “que o Senhor faça a sua vontade”. Voltamos para casa entristecidos, pois afinal é uma família que perdeu sua casa, por isso peço oração por eles.

Sobre os meninos jogadores onde abrimos um grupo familiar na segunda, eles estão bem, mas ainda precisam de orientação bíblica. Por aqui não é fácil seguir o Senhor Jesus, pois as tentações dentro de um ambiente em que a cultura manifesta hostilidade ao Evangelho faz com que nos sintamos como uma minoria, e para os convertidos a situação é ainda pior, uma vez que os problemas começam a surgir, pelo fato de não saberem o que é ser evangélico. Portanto, eu peço oração por eles.

Os cultos na casa do irmão Ricardo já caminham para um ano e meio de existência. Sua família e uma vizinha sempre nos receberam bem. Eles confiam muito em nós e agora o seu filho e sobrinho querem ser batizados. Será o nosso primeiro batismo que, se tudo correr bem, realizaremos em junho ou julho.

Nós já realizamos o primeiro Chá das Mulheres em nossa igreja, no qual a missionária Gilza trabalhou mais de duas semanas. Mas, graças a Deus, as mulheres cooperaram muito. Gilza também propôs que as senhoras trouxessem consigo uma visitante, mas nem todas trouxeram. Elas ainda não despertaram para isso, mas temos ensinado e orado para que Deus transforme o coração delas e que desperte um sentimento missionário entre os crentes. No dia do chá, Gilza adoeceu, mas mesmo assim foi e ficou até o fim, o chá foi as 18h e logo após a sua conclusão, realizamos o nosso culto às 20h, ou seja, quatro horas de culto que foi uma bênção.

No fim, foi um mês corrido, cheio de atividades, mas apesar de não termos os resultados esperados, podemos dizer que Deus operou poderosamente e por fim foi glorificado. Agradeço aos irmãos que tem orado por nós e peço que continuem orando porque somos carentes.

Saiba que sempre oramos por vocês nas quinta-feiras e sempre agradecemos a Deus por vossas vidas.

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5.18).

Pedidos de Oração

– Ore pelos novos convertidos.
– Orem pelo nosso trabalho no bairro do Ingote.
– Ore para que Deus nos envie mais cooperadores.
– Orem por mim e pela Gilza.
– Orem por nossa família que está no Brasil.
– Orem por Coimbra (Portugal).

Com amor fraternal,

Missionário Petrúcio e Gilza Pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »