Após acidente de carro, pastor recebe livramento e cura do Senhor

Pastor Nelson Rosa teve perfurações nos pulmões, 11 costelas quebradas, traumatismo craniano, mas foi restaurado pelo Senhor

Pastor Nelson RosaNo dia 10 de março de 2012, o pastor Nelson José Rosa, dirigente da congregação do Areal em Curitiba (PR), voltava de uma abençoada vigília sem suspeitar de mais uma bênção e livramento grandioso que o Senhor lhe reservara ainda para aquele dia. Por volta das 6h, ao retornar à sua casa na companhia de seu segundo dirigente, presbítero Valdir Bergamaski, e a esposa deste, Madalena Bergamaski, sofreram um terrível acidente. Quando estavam em uma das principais avenidas da cidade, o pastor Nelson parou o carro, respeitando o sinal de trânsito, quando um veículo a 150km/h. dirigido por um jovem alcoolizado, os atingiu de maneira devastadora. A colisão lançou o veículo a metros de distância, sobre os muros de um shopping. O automóvel teve perda total, o mesmo que aconteceria aos passageiros, especialmente ao motorista, se o Senhor não tivesse intervido.

“Foi Deus mesmo que deu o livramento. À noite, quando eu vinha da congregação para o culto de ensino, olhei o medidor e pensei: ‘Tenho que abastecer o carro porque ainda vou para a vigília’. Mas, ouvi claramente; ‘Não é hora de abastecer!’ Eu já estava quase na reserva, mas orei: ‘Eu acredito, Deus. Se é a Tua voz, então eu vou obedecer’. E não abasteci”, conta pastor Nelson, glorificando a Deus.

“Se ele tivesse abastecido, com certeza o carro teria explodido e não sobraria ninguém para contar a história”, diz emocionalmente a esposa do pastor, Gisela Schulz Rosa, que não pôde comparecer a vigília, pois estava envolvida na coordenação de um evento para as irmãs. “Hoje, vejo que cada detalhe naquele dia mostrou o cuidado de Deus”, completa.

O presbítero Valdir teve ferimentos no ombro e a irmã Madalena, danos elevados na coluna. Já o pastor ficou gravemente ferido, sofreu perfuração nos dois pulmões, 11 costelas quebradas, fratura na vértebra T4 que quase atingiu a medula, hemorragias e traumatismo craniano. Mas a sobrevivência desses servos do Senhor foi somente o início do milagre.

A irmã Gisela lembra que quando chegaram ao Hospital do Trabalhador, a situação do seu esposo era muito grave. Os pulmões do pastor Nelson estavam comprometidos com muito sangue, ao ponto de impedir a respiração. Após ficar três dias na UTI a Pneumologista avisou à família que os pulmões não tiveram só uma ou duas perfurações, mas inúmeras e diversos coágulos. Explicando na linguagem leiga, o procedimento necessário exigia que os médicos retirassem seus pulmões para limpá-los, praticamente refazê-los, para só então reimplantá-los. Ela, que já havia trabalhado a 30 anos no laboratório de análises clinicas daquele local, conhecia os especialistas e pediu notícias sobre os demais exames do pastor Nelson. “Minha amiga mostrou os valores do hemograma e vimos que ele tinha perdido muito sangue no acidente. Não tinha nem a metade do sangue que um ser humano precisa ter para uma cirurgia daquele porte”, diz Gisela. Ela questionou a equipe médica e foi providenciada uma transfusão. Após receber quatro bolsas de sangue e três de plaquetas durante a noite, o pastor quase morreu devido a outro problema: falta de oxigênio, pois o pulmões já não respondiam mais.

Apesar do péssimo parecer cardiológico, a família creu no agir de Deus e o pastor Nelson saiu vivo dessa provação. Depois os médicos descobriram que ele corria o risco de ficar paraplégico, já que a vértebra T4 da coluna estava fraturada e o líquido poderia ter atingido a medula.

Após mais três dias na UTI e o novo procedimento cirúrgico para restaurar a vértebra, os pulmões do pastor Nelson ainda não funcionavam como deveriam. Ele não conseguia respirar e mesmo com o balão de oxigênio tinha estrema dificuldade.

Durante uma visita ao pastor Nelson no hospital, o Senhor falou em profecia que estava dando dois pulmões novos para o paciente. “Depois disso, ele dormiu bem e nunca mais teve problemas respiratórios. Sua recuperação surpreendeu. Recebeu mesmo um pulmão novo, como de uma criança, algo sobrenatural”, revela sua esposa. O casal glorifica o nome do Senhor e está ainda mais abundante em sua obra.

Por, Mensageiro da Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »