Ao soar da sirene em Israel

Ao soar da sirene em Israel“Ao ouvirmos as sirenes, imediatamente pegávamos as máscaras, o rádio e descíamos para o abrigo antiaéreo. Colocávamos as máscaras, fechávamos a porta de ferro do abrigo e ligávamos o rádio. Depois, escutávamos as explosões de mísseis” (Tel Aviv, 24 de março de 1991 – Doze Cartas de Israel).

Ao lermos este texto nos impressionamos com tamanha riqueza de detalhes em tão poucas palavras, o qual retrata uma família ao eclodir a Guerra do Golfo se refugia em um dos abrigos antiaéreos em Israel. Apesar de pouca participação no conflito, a cooperação israelense foi extremamente valiosa. O país vinha se modificando lentamente e no fim de dezembro de 1990, o serviço de inteligência militar de Israel estava apto a fornecer informações detalhadas a respeito das atividades militares iraquianas. Através dessas informações o país começou a se preparar para a guerra.

A Defesa Civil israelense, antes mesmo de iniciar a guerra, foi extremamente treinada simulando situações de emergências. As Forças Armadas ficaram em estado de prontidão e entraram em “Estado de Alarme Vermelho”, Jordânia e Israel deslocaram tropas para suas fronteiras, prevendo uma possível ação militar naquela região.

Após mais de vinte anos da Guerra do Golfo famílias que moram em áreas próximas à Faixa de Gaza vivem o mesmo cenário em um cotidiano atípico: enfrentam de dez a 20 sirenes por dia que as obrigam a buscar abrigos antiaéreos. As crianças deixam de ir à escola e as saídas para restaurantes, bares e cafés ficam suspensas. Muitas famílias se mudam provisoriamente para o norte de Israel, onde as ameaças são menores.

Ao soar das sirenes é sinal de alerta. O ataque pode estar começando. A Sagrada Escritura é a infalível e inerrante Palavra de Deus. Ela nos mostra de forma muito clara que os eventos e possibilidades futuras estão no controle de Deus.

O Senhor Jesus no Monte das Oliveiras, em um dos Seus ensinamentos particulares com os discípulos, fala acerca das coisas que sucederiam antes do fim. As quais descortinam-se no contexto atual: “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras, olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim” (Mateus 24.6).

Em Israel, há 15 anos a legislação determina que todos os imóveis do país mantenham um local denominado quarto de segurança, que é um abrigo antiaéreo. O local deve ser usado pelas pessoas para que possam permanecer por horas, se necessário, em caso de ataques. Existe uma preocupação por parte do Governo de Israel em enviar funcionários para vistoriar o local e verificar se as condições obedecem ao que é definido em lei.

“De repente ouvimos alguns Bips e em seguida a palavra-chave: nachashe tsfa, em hebraico “cobra venenosa”, era a senha enviada pelas Estações de radares para o Sistema de sirenes que soava em todo o país, foi nesse período que aprendi a valorizar algumas coisas, principalmente a palavra paz” (J. C. Freitas).

Paz, Paz, gloriosa Paz…

“Orai pela paz em Jerusalém! Prosperarão aqueles que te amam” (Salmos 122.6).

O salmista Davi nos convida a orarmos pela paz em Jerusalém. Paz esta que vai além das fronteiras na Éretz Israel, a Terra de Israel, pois há uma promessa para todos os que amam Jerusalém. A paz, Shalom na língua hebraica tem um significado abrangente, e expressa: plenitude, integridade, paz, bem-estar, segurança, solidez, tranquilidade, harmonia, ausência de agitação ou discórdia. Shalom vem da raiz original Shalam, “ser completo, perfeito e pleno”. Assim, esta palavra é muito mais que a ausência de guerra e conflitos, é a integridade que toda a humanidade busca e anseia. Porém, até quando as sirenes soarão? Até quando famílias irão ter que se refugiar em abrigos antiaéreos?

Shalom!

Referências

BÌBLIA DE ESTUDO PLENITUDE, Primeira Publicação, 2001.
BÍBLIA DE ESTUDO ESQUEMATIZADA, Sociedade Bíblica Unidas, 2008.
FREITAS, J. Carlos, Doze Cartas de Israel, 1991.

Por, André Luiz Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »