A poderosa fé de uma fraca mulher

A poderosa fé de uma fraca mulherNada nem ninguém podem impedir de alguém usar a sua fé. A fé é uma força extraordinária que brota do espírito do homem. A fé em Cristo move e remove qualquer obstáculo. Ela é segura, verdadeira, progressiva e poderosa a tal ponto que o Senhor Jesus observou que se alguém tiver fé, nem que seja do tamanho de um grão de mostarda, poderá dizer a um monte “Sai daqui e atira-te no mar” e aquele monte terá que obedecer ao que lhe foi dito com uma genuína fé (Mateus 17.20).

Para que tenhamos êxito no uso da fé, primeiro temos que crer que o que pedimos ou mandamos acontecerá. Em segundo lugar, o que eu quero  deve estar em conexão com a vontade e propósito de Deus. Em terceiro lugar, tenho que ser perseverante naquilo que creio que receberei. João disse que se pedirmos alguma coisa a Deus segundo a Sua vontade Ele nos ouve (1 João 5.14).

Tiago também escreveu que quando pedirmos alguma coisa a Deus não devemos duvidar, porque aquele que divida é semelhante às águas do mar, que são agitadas de uma parte para a outra e tal pessoa não receberá de Deus coisa alguma (Tiago 1.6).

Para que tenhamos vitória através da fé, também temos que suportar e enfrentar muitos obstáculos e aí é que está a realidade da fé: a perseverança nunca desiste daquilo que crê.

O escritor da Carta aos Hebreus, afirma no capítulo 11 que a fé é a prova das coisas que se esperam e a certeza das coisas que não se veem. Entendemos, pois que, para recebermos algumas coisas de Deus pela fé, não é necessário primeiramente ver, pois a fé é exatamente o oposto: você crê para depois receber.

A mulher que estava enferma de uma hemorragia já cria na sua cura antes de ser curada e, assim, se esforçou ao extremo, mesmo estando fraca por causa da perda de sangue. Há 12 anos ela sofria daquela hemorragia. Ela teria que passar pela multidão até chegar a Jesus. O seu alvo e o seu objetivo eram tão somente tocar na roupa de Jesus e não necessariamente na pele de seu corpo.

A fé da mulher foi tão veemente e dinâmica que Jesus sentiu os dedos da mulher, não no seu corpo, mas na sua insensível roupa, e logo Ele perguntou “Quem me tocou?”, causando admiração a todos, pois todos o tocavam e apertavam. Mas, o toque da mulher foi diferente: ela não tocou aleatoriamente; ela tocou com fé e um propósito definido: “Se eu tão somente tocar na sua roupa, sararei”. É assim que devemos nos aproximar de Deus para obter Sua bênção: com fé nEle.

O texto sagrado nos diz que ela estava padecendo muito. Eram 12 anos de intensa enfermidade que tinha levado a gastar todos os seus recursos com os médicos, e ela, mesmo assim, ainda estava indo de mal a pior. Mas, ela ouviu falar da fama e do poder miraculoso de Jesus Ela não se atreveu parar diante de Jesus. Ela preferiu vir em oculto, por detrás de Jesus, num gesto de humildade e quebrantamento. E com fé.

Ante a insistência de Jesus em querer saber quem lhe tocou, a mulher se apresentou com muito tremor e temor e lhe declarou tudo o que havia acontecido. Jesus espera de nós a nossa confissão de fé.

E a Palavra de Jesus em resposta à confissão da mulher não foi de repreensão, o que é interessante destacar porque uma mulher naquele estado (com hemorragia) era considerada pela Lei imunda e não podia comparecer no meio do povo. Jesus não a repreendeu; muito ao contrário. Ele considera e atende a todos que se achegam a Ele com fé e humildade.

Mediante a confissão da mulher, Jesus disse-lhe: “Vai-te em paz  e sê curada desse teu mal”.

O que podemos aprender com esse fato?

Que não devemos olhar para nossa incapacidade. Quem é capaz diante de Deus?

Que se queremos obter vitória, devemos pôr em prática a nossa fé, que não é meramente psicológica nem emocional, mas firmada na Palavra, atuante, perseverante e objetiva.

Que se nosso objetivo é ir ao encontro de Jesus, só o poderemos fazer através da fé. Porque sem fé é impossível agradar a Deus.

Por, José Edson de Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »