A Fonte permanente de Vida

A Fonte permanente de VidaExiste um grande número de servos de Deus que estão bloqueados. Não conseguem viver a vida como a Palavra de Deus manda e como Deus quer que vivam.

No texto de João 4.13, 14, está registrado o encontro da mulher samaritana com Jesus. Ele disse para ela: “Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede”. Aquela mulher estava recebendo uma oportunidade singular de usufruir de uma água que saciaria a sua sede eterna.

Neste artigo, apresento sete causas que envelhecem e secam a vida, e sete renovações que a sustentam e enchem.

Uma pessoa pode envelhecer não só por questão de idade, mas por pressões e por uma serie de fatores externos que começam na sua vida e vão minando, vão acabando com os seus anos. De maneira que se uma pessoa podia viver 90 anos em paz e feliz, mesmo que viva tanto, não desfruta, porque parte dessa sua vida foi dominada por aflição, angústia e tristeza.

Causas que envelhecem e secam a vida

1) Angústia. O estado de angústia a que a pessoa se submete. Em Salmos 31.9a, o salmista reconhece seu estado de angústia e diz: “Tem compaixão e misericórdia, Senhor, porque estou angustiado”. Ele admite que foi minado pela angústia. A angústia traspassou a barreira das suas emoções e o está dominando. A sua vantagem é descarregar essa angústia aos pés do Senhor.

2) Dor. Tem pessoas que sofrem dor permanentemente. Uma é a dor física que pode ser identificada como uma enfermidade. A dor fica ali, e sabemos como controlar. Vamos ao médico e este receita medicamentos e nos orienta. O médico quer curar essa dor. Mas, há outra dor, que é aquela que está em nosso mundo e em nossa vida interiores, na alma e espírito. A pessoa sente que algo entrou e está machucando, e cada vez que lembra ou ouve algo, aquilo se desperta e a pessoa sente a dor. É uma dor moral. Tem pessoas que morrem com essa dor. Jacó entrou em choque e passou a sentir uma profunda dor, com a notícia da possível morte de seu filho José. O homem entregue a dor volta a ser vulnerável. Jacó ficou assim por vinte anos. A causa pela qual Jacó chorava não era real. Aquela besta do campo que ele viu não matou seu filho. Quando contaram que José estava vivo, ele não creu. Até que viu os carros de Faraó, e então gritou: “Basta! Meu filho vive!”. Então recuperou o seu lugar.

3) Tristeza. Dor e tristeza trabalham juntas. Salmos 31.10 diz: “A vida se me vai em angústias e os anos em lamentos; a tristeza está acabando com as minhas forças e meus ossos se vão debilitando”. O salmista descobre que está em desvantagem.

4) Ansiedade. Salmos 119.28: “Se desfaz minha alma de ansiedade; sustenta-me segundo a sua Palavra”. Todos os que têm temperamento sanguíneo e colérico são dados a ansiedade. Não permita que ela avance. O ansioso espera que algo aconteça, mas parece que nunca vai acontecer. A ansiedade não lhe favorece.

5) Solidão. Em Salmos 25.16, lemos: “Volta a mim o teu rosto e tem compaixão, pois me encontro só e afligido”. Às vezes, a pessoa está rodeada de muita gente, porém sentindo-se só. Não se socializa, se sente só. Quais são as causas? Talvez seja a sua reação frente às pessoas e os problemas que possa ter. Há pessoas que criam um molde de perfeição que ninguém quer ficar com elas. Se descobrimos as causas, precisamos corrigi-las. O leproso estava isolado de todos e o Senhor lhe tocou e o curou (Lucas 5.13). Um abraço, um toque, um aperto de mão, pode curar uma pessoa.

6) Descuido espiritual. Em 1 Reis 13.14-22, lemos sobre um profeta que recebeu uma ordem de Deus para ir em uma missão, e não deveria parar e nem conversar com ninguém, até que cumprisse a sua missão. Outro profeta soube que ele estava na cidade e o convidou para comer com ele. E mentindo, o convenceu. Como pode um profeta que recebe a missão de Deus se descuidar tanto? Você precisa ter discernimento. Precisamos saber com quem estamos falando. Quem é essa pessoa? O que faz? Não podemos aceitar tudo. Precisamos dar tempo para conhecer a pessoa. Precisamos saber quem eu devo deixar entrar na minha intimidade espiritual. Aquele jovem profeta foi atacado e morreu. Nunca cumpriu a sua tarefa, porque teve descuido espiritual.

7) Infidelidade. A mais desastrosa é aquela infidelidade a Deus a à Sua Palavra. Ninguém será infiel a alguém, se não for primeiro infiel a Deus. Se você não pode ser fiel a Deus em dízimo e oferta, este feito diz muito sobre você. Porque esta ação é uma ação de infidelidade. Não é infidelidade à igreja, ao pastor ou ao ministério. É a Deus. Tem pessoas que se justificam culpando a igreja, o ministério e culpam um ao outro. Deus chegou a chamar a atenção de toda a nação, e cinicamente eles perguntaram: “Em quê?” E o Senhor respondeu diretamente. Deus disse que fizessem prova de sua fidelidade. Deus estava dando uma oportunidade a eles para que voltassem a ser fiéis.

Em Oséias 2.8-10, lemos sobre esse tipo de infidelidade também. Deus deu alimento, ouro e prata, mas a nação também não reconheceu, e tomou o que Deus  deu para oferecer a Baal. Baal é um ídolo que toma o lugar de Deus e representa o nosso ego, a nossa vaidade, os nossos desejos, e tudo é contra Deus, mas nos agrada. Sabe quantas pessoas são infiéis a Deus e ignoram-no? Muitas. Deus dá saúde, e essa pessoa dá a sua saúde ao pecado. Peca indiscriminadamente. Pessoas que abusaram com drogas, sexo, etc. E quando a morte chega próxima, buscam a sua reconciliação. Deus tolera e espera, mas vai chegar o momento em que Ele vai pôr em ordem. Revise a sua fidelidade para com Deus e com a Sua Palavra.

Renovações que sustentam e enchem a vida

1) Renovação do espírito. Salmos 51.10 diz: “Cria em mim, ó Deus, um coração limpo, e renova a firmeza de meu espírito”. Toda a pessoa pode fazer uma revisão. E se você encontra impureza espiritual, não se permita ficar como está. No sangue de Jesus há pureza para limpar. É o sangue de Jesus que foi derramado na Cruz. Renova-te neste sangue!

2) Renovação da alma. Em Salmos 42.11, lemos: “Porque esta abatida oh minha alma; porque te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, minha salvação é em Deus”. Se a alma entra em choque, não deixe que ela fique assim. Controle-a. Coloque-a no plano da renovação.

3) Renovação do corpo. 2 Reis 5.14 narra a história de Naamã, que era leproso. Ele anelava a  renovação do corpo. Quando o profeta lançou uma palavra, ele obedeceu. Estando à beira do rio, teve um choque. Porque ir àquele rio, se há rios melhores na Síria? O seu servo ajudou. A obediência fez com que seu corpo ficasse completamente limpo. O poder da Palavra de Deus pode curar todo o seu corpo. Ele pode dar uma renovação permanente. A felicidade é uma decisão pessoal, mas precisa ser construída.

4) Renovação das tuas forças. Como podemos renovar as forças? Em Isaías 40.31, encontramos: “Os que confiam no Senhor renovarão as suas forças, voarão como as águias…”. Em Salmos 103.5, lemos: “De sorte que a tua mocidade se renova como a da águia”. Quando a águia se renova, ela fica pronta para outro período. No entanto, seu período da renovação é doloroso, mas necessário.

5) Renovação da saúde. Queira viver renovado na saúde. Não viva uma vida sedentária. Aprenda a comer, a dormir, e a descansar. Tudo que tenho que fazer como administrador da minha saúde corresponde a mim. Eu sou gerente da minha saúde. Em Jeremias 30.17, está escrito: “Porque te restaurarei a saúde, e te curarei as tuas chagas, diz o SENHOR”.

6) Renovação do entendimento. Em Romanos 12.2, lemos: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. Em Efésios 1.17-18, está escrito: “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê o espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele”.

7) Renovação no Espírito Santo. Afirma Tito 3.5-6: “Não em virtude das obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo, que ele derramou abundantemente sobre nós por Jesus Cristo, nosso Salvador”.

Quando você está frente a estas verdades, você não permite que as causas que secam a vida trabalhem sobre você.

Por, José Satírio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google Translate »