A ajuda da família de Cloé a Paulo

A ajuda da família de Cloé a PauloPara todo cristão sincero, não há dúvida que a Bíblia é verdadeiramente revelada, inspirada e canonizada. Dentre os seus 66 livros, destaque neste texto para a primeira carta de Paulo aos Coríntios. O motivo da escrita da referida carta não foi uma revelação direta da parte de Deus sobre os problemas internos que estavam acontecendo na igreja ali, pois o apóstolo dos gentios ficou sabendo por intermédio de uma família das dificuldades que a igreja local estava passando. Por essa razão, propôs, então, escrever a carta para a igreja, a qual foi inspirada pelo Espírito Santo e faz parte do cânon sagrado. A informação de tais problemas para o apóstolo é mencionada por ele próprio na carta, na qual menciona o nome dos emissários. “Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós” (1 Coríntios 1.11). Segundo estudiosos, 1 Coríntios está dividida em duas partes: a primeira, do capitulo 1 ao 6, que são os problemas denunciados pela família de Cloé; a segunda parte, do capitulo 7 em diante, que são perguntas feitas ao apóstolo pelos irmãos daquela congregação. É possível esta conclusão pela expressão de 1 Coríntios 7.1: “Ora, quanto às coisas que me escrevestes…”

Cloé é um nome feminino, e aparece apenas uma vez em toda a Carta de 1 Coríntios, mas foi o suficiente para esclarecer situações que seriam irreparáveis ao futuro daquela igreja. Basta uma leitura simples do versículo 11 para compreender que não foi a própria Cloé que delatou tais problemas, mas os da sua casa. Alguns chegam a conclusão que Cloé nem morava em Coríntios, mas em Éfeso, onde o apóstolo Paulo também se encontrava no momento dos acontecimentos (1 Coríntios 16.8). Ao mencionar o nome desta mulher, percebe-se que ela era uma mulher de grande virtude e importância na igreja. Outra coisa que precisa ser entendida é sobre os que faziam parte da família dela, pois o texto grego não é oikos – “casa” ou “família” –, mas Paulo escreve “… hupotonchloes…” (por os de Cloé). É totalmente aceita a tradução por: casa ou família de Cloé, mas pode estar indicando que essas pessoas eram servas ou escravas desta mulher e não parentes de sangue. Independente de quem sejam, eram membros da igreja da cidade de Corinto e pessoas totalmente devotas a Cristo, que não estavam concordando com as dissensões e contendas dentro da comunidade cristã.

Era normal e costumeiro que as cartas do apóstolo Paulo fossem lidas com toda a congregação reunida (Colossenses 4.16). Quando o líder local ou alguém designado pelo ancião começou a ler esta carta, todos os olhos da congregação focaram na família de Cloé, pois o nome de tal família estava sendo mencionada como pivô dos assuntos que foram declarados ao apóstolo Paulo. O que tal família fez não foi fofoca, muito menos contenda entre os irmãos, pois tudo isso já estava acontecendo entre eles. Esta família estava preocupada com uma destruição iminente da congregação inteira. A transparência contida nesta família revelava sua fidelidade a Deus e o seu compromisso com verdade cristã. Bem aventurado o cristão que não mede esforço para livrar outro irmão do pecado (Tiago 5.19-20). A família de Cloé tinha sido bem instruída e nesta instrução permaneceu. Não agiu com atos covardes ao apagar das luzes, mas com total transparência. Quantos ministros já receberam famílias ou integrantes da família nos seus gabinetes e após alguns momentos de conversa, logo a proposta é lançada: “Por favor, pastor, que essa conversa fique aqui”, ou “estamos contando para o senhor, mas não queremos nos envolver com problemas”. A falta de transparência é uma barreira para a solução de problemas dentro de muitas congregações. A casa de Cloé não estava preocupada com as retaliações, mas sim com o reino de Deus, pois nada se pode contra a verdade se não com a verdade.

O momento forte da menção desta família está relacionado à divisão partidária da igreja em relação aos líderes que passaram por aquela tão importante congregação. É a própria casa de Cloé que cita o nome dos líderes para o apóstolo Paulo. Há menção na própria Escritura que Paulo e Apolo passaram nesta localidade (Atos 18; 19.1). Quanto a Cefas, não há menção nas Escrituras que tenha passado pela região, mas provavelmente pessoas que se converteram com suas pregações e posteriormente foram morar em Corinto. A menção de Cristo como parte do partidarismo talvez esteja relacionado ao grupo que não aceitava nenhum tipo de liderança humana. A família de Cloé, ao que tudo indica, havia se convertido nos 18 messes que o apóstolo ali ficara (Atos 18.11), mas nem por isso estavam de acordo com o grupo partidário que era favorável ao ministério de Paulo (1 Coríntios 1.12, 13), antes, avisaram o pai na fé dos problemas tendenciosos e problemáticos que estavam acontecendo.

Não são poucas as famílias que quando um líder sai de sua congregação e vai apascentar outro rebanho, saem juntos. Isto quando não se desvia ou prejudica a nova liderança da igreja. Como diz o ditado: “Pessoas que saem da igreja por causa de homens nunca entraram nela por causa de Jesus”. Enquanto grupos partidários contendiam por seus amigos, líderes, a família de Cloé honravam o tempo de cada liderança que passava pela igreja de Corinto. O próprio apóstolo Paulo, no final de sua carta, faz um esclarecimento a este respeito. “Ficarei em Éfeso […], Apolo não está com vontade de ir. […] Se for Timóteo não o desprezais” (1 Coríntios 16 8,10,12). Ou seja, partidarismo da igreja era inútil.

A família de Cloé não usava de sua posição, importância e influência para dominar a igreja ou as lideranças, muito menos para ser bajulada ou possuir primazias e status na congregação, mas empreendia tais qualidades para ser exemplo de uma verdadeira família cristã em uma sociedade corrupta como Corinto. Que as famílias cristãs de hoje possam ser movidas pelo espírito cristão da família de Cloé.

Por, Gesiel Pereira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Google Translate »