A grandeza da Salvação

A grandeza da SalvaçãoA Salvação em Cristo é o maior projeto de Deus para a vida do ser humano. Essa salvação é grande, é poderosa, é maravilhosa. “Bendito o Senhor Deus de Israel, porque visitou e remiu o seu povo, e nos levantou uma salvação poderosa na casa de Davi seu servo” (Lucas 1.68-69). Como servos de Deus precisamos falar dessa salvação grandiosa, pois, “como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram […]?” (Hebreus 2.3).

A Bíblia Sagrada é clara ao afirmar que “Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Tessalonicenses 5.9). Vejamos, portanto, do que nós somos salvos e o que está envolvido com a salvação em Cristo Jesus.

I – Do que somos salvos

1) Somos salvos da pena do pecado – (João 3.18, 19; 16.8, 9) – Estávamos condenados à pena do pecado, sem condição alguma de salvação, porém, Cristo nos livrou da pena do pecado.

2) Somos salvos do poder do pecado – (Romanos 3.10; 6.12-14; Efésios 6.10;  Colossenses 2.15) – Ao aceitarmos o senhorio de Cristo em nossa vida não somos mais escravos do pecado, pois agora quem reina em nosso coração é o Senhor Jesus Cristo.

3) Somos salvos do corpo do pecado – (Romanos 7.24) – Por nós mesmos, jamais poderíamos escapar da condenação, pois somos, por natureza, pecadores. Porém através da grande salvação nós somos salvos do corpo do pecado.

II – O que envolve a salvação?

1) Redenção – (Atos 20.28; 26.18; 1 Pedro 1.18, 19; Tito 2.14; 1 Timóteo 2.6) – A redenção é algo maravilhoso, quando, ao receber Cristo em nosso coração, somos redimidos pelo sangue do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

2) Libertação – (Salmo 72.14; Romanos 6.18-22; Gálatas 5.1; João 8.32; Romanos 11.26; Gálatas 5.13; Tiago 1.25; 2.12) – Quando alguém é escravo, sua maior realização é a libertação daquela prisão que o amarra, prende e não deixa viver. Em Cristo, somos libertos e temos, portanto, a liberdade para viver em Deus e para Deus. Nós conhecemos a Verdade, Cristo, é a Verdade que nos libertou.

3) Cura – (Isaías 53.5; Tiago 5.16; 1 Pedro 2.24; Marcos 16.18) – A cura é uma promessa bíblica para aqueles que vivem a salvação em Cristo Jesus. Precisamos entender, portanto, que Jesus cura de todo tipo de enfermidades, mas não cura todos os enfermos. A cura é algo real, Cristo pode curar de qualquer enfermidade.

4) Ressurreição – (Romanos 6.5; Filipenses 3.10; Hebreus 11.35; Apocalipse 20.5; João 6.39, 40, 44-54; 1 Coríntios 6.14) – Todos os homens e mulheres da Bíblia que ressuscitaram, depois de algum tempo, morreram novamente, porém Cristo é a primícia dos que dormem, pois Ele morreu mas ao terceiro dia ressuscitou e está vivo para todo sempre. A partir de Cristo, todos os que morreram salvos, um dia ressuscitarão em glória. Quem nasce uma só vez, morre duas: nesta vida e a morte eterna; mas quem nasce duas vezes, morre apenas uma vez, pois no dia do arrebatamento da Igreja, serão ressuscitados.

5) Glorificação – (Filipenses 3.20, 21; Colossenses 3.4; 1 Coríntios 15.51-58) – A salvação em Cristo envolve ainda a glorificação. “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens” (1 Coríntios 15.19). Ao recebermos o chamado de Cristo para junto com Ele morarmos no céu teremos corpo glorificado, a morte não terá mais poder sobre nós e poderemos questionar: “Onde está ó morte a tua vitória?!”.

Conclusão

Salvação é mais do que educação cristã ou religiosa. A Palavra de Deus não é somente o que está escrito, mas sim a revelação do que está escrito. Glorifiquemos, pois, a Deus pela tão grande Salvação em Cristo Jesus nosso Senhor.

Por, Carlos Padilha Siqueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *