Irmão desenganado por médicos é curado após derrame pleural

Presbítero Ronaldo Silva ainda voltou a vida, sem sequelas, após sofrer parada cardiorrespiratória

presbítero Ronaldo SilvaNo dia 1º de outubro de 2011, o presbítero Ronaldo Silva, da AD setor 29, São Bernardo do Campo (SP), viu sua vida dar uma guinada de 360 graus. Como de costume, foi visitar sua mãe que estava internada com câncer nos ossos e ele, que se sentia com uma saúde de ferro, de um mero visitante passou à paciente antes que pudesse imaginar a gravidade da situação que o esperava. Neste mesmo dia já voltou para casa com febre, se sentindo mal e foi piorando gradativamente até ser internado no Hospital Público Central Tudo Azul (São Bernardo do Campo). Após os exames, nosso irmão foi avisado que estava com mais de um litro e 200 ml de água no pulmão e no espaço cardíaco também, o que era gravíssimo. Porém o fato ainda mais perturbador era que os médicos não sabiam a origem, qual doença estava causando aquele quadro, logo não podiam trata-la. “O diagnóstico de Derrame Pleural, que era esse grande acúmulo de água foi dado, mas os especialistas explicavam que isso não era a doença em si, mas as características de manifestação de outras doenças. Qual delas é que eles não conseguiam descobrir”, explica Rena Silva, esposa do presbítero Ronaldo. “Mesmo depois de ele ser transferido para o hospital UniCamp, que é uma referência e os médicos levantarem várias suspeitas, após os resultados dos exames diziam a mesma coisa: ‘o Ronaldo é um mistério’”, completa.

Comumente esse quadro de “Derrame Pleural”, quando não tratado adequadamente, na fonte dessa patologia, costuma levar o paciente à dispneia (Falta grave de ar) e até à morte, frisam os médicos.

O que parecia uma enfermidade para morte, era na verdade, para a vida e Deus começou uma obra grandiosa de cura, milagres e principalmente salvação, através do nosso irmão. Apesar de seu estado ter se agravado até se encontrar quase sem forças para falar, ou até mesmo respirar, o Senhor lhe deu uma missão.

“Deus me disse que queria curar Rafael. Senti que era para eu orar por ele”, lembra Ronaldo. Rafael era um jovem de 19 anos que estava no leito ao seu lado e sofria de Meningite Viral, com casos críticos de convulsões.

“Eu tinha direito a um quarto particular, mas entrou um caso pior que o meu precisando e eu cedi o espaço, sendo transferido para o leito. Nesse mesmo dia Ronaldo foi internado onde eu estava”, relembra Rafael.

Ele relata ainda como aconteceu seu primeiro contato com o sobrenatural de Deus, através de seu colega de quarto: “Um dia eu estava tendo muitas reações adversas e dolorosas ao medicamento. Estava muito aflito. Até que o Ronaldo pediu para orar por mim. Conforme ele orava, eu sentia algo sobrenatural. Não dá nem para explicar. Quando eu levantei me senti tão bem, que disse a minha mãe ‘alguma coisa diferente aconteceu em mim’”.

Melhor do que a cura no corpo físico foi a salvação eterna de sua alma. Após aproximadamente três meses de “discipulado”, entre idas e vindas ao hospital, Rafael recebeu Cristo como Senhor e Salvador.

Porém, mesmo sendo usado como instrumento de cura na vida de Rafael e outras pessoas naquele hospital, o problema de Ronaldo persistia. Segundo conta, precisavam operá-lo com urgência e suas chances de sobrevivência eram de apenas 5%. “Os médicos diziam o tempo todo isso, que provavelmente eu iria ficar na mesa de cirurgia”, conta ele.

Antes da cirurgia o Senhor lhe deu uma canção: “Deus está no controle de tudo”. Quase sem forças, teimando com os médicos, Ronaldo conta que com toda sua fé cantava.

Ele lembra emocionado que os doentes testemunhavam que se sentiam melhor ao ouvir aquele hino, que até os médicos choravam. “Assim eu segui cantando até o centro cirúrgico – e o Senhor me dizendo que enquanto eu estive ali que eu declarasse a todos naquele hospital que Ele está no controle de tudo”, emociona-se.

Ronaldo entrou no centro cirúrgico e após quatro horas, abriu os olhos e já maravilhou os médicos, pois como relatam até hoje, para todos no hospital ele já era uma milagre ao sobreviver. “Todos diziam que quando o abriram viram claramente que ele nem tinha condições de estar vivo”, conta Renata.

Quando parecia que tudo estava bem no dia seguinte ele teve uma parada cardiorrespiratória. Os médicos tentaram o reanimar por duas horas e ele foi levado à UTI respirando só pelos aparelhos. “Os médicos diziam que se ele não voltasse em até 3 horas, ocorreria a morte cerebral e eles não podiam fazer mais nada”, lembra a esposa Renata Silva. “Mas eu sentia a presença de Deus me dizendo que a hora do milagre tinha chegado. E não foi depois de 3 horas, mas sim no terceiro dia, para o espanto de todos, Ronaldo ressuscitou! A equipe médica dizia que em todos esses anos de medicina e em tudo que estudaram nunca viram isso. Ainda mais sem sequelas”, completa. No dia seguinte os médicos fizeram exames e não tinha nem mais uma gota de água no pulmão, o coração também estava ótimo.

A previsão era apenas algumas sequelas na voz e no fôlego; disseram que ele não cantaria mais como antes. Logo ele que ministrava com sua esposa na dupla Ronaldo e Renata. O presbítero admite que realmente nunca mais cantou da mesma maneira, pois passou a atingir notas mais altas, mais difíceis que não conseguia antes. Desde então um rastro de testemunhos milagrosos o seguem por onde ele vai pregando, cantando, testemunhando e contemplando centenas de salvações. Inclusive no hospital, onde visita até hoje e é imensamente bem recebido.

Por, Mensageiro da Paz

3 Respostas para Irmão desenganado por médicos é curado após derrame pleural

  1. Rafael Morais de Paula disse:

    Boa tarde,

    Eu sou esse Rafael, abençoado e com muita saúde hoje, e vejo a todos que passam por enfermidades como essa ou piores, mais a graça de Deus cura de uma forma como disse:
    “sobrenatural”, então jamais desista, pois acredite que ele sim pode operar um grande milagre como operou em minha vida. Eu agradeço ao irmão Ronaldo Silva, meus familiares e principalmente a Deus por essa novo chance de viver nesse mundo perfeito que ele próprio criou. Obrigado.

    E um grande abraço Ronaldo.

  2. vanessa disse:

    Gostaria de fazer contato tenha uma filha Jamile hoje com 3 anos e 8 meses teve uma parada cardíaca de 40 minutos hoje se alimenta por sonda e recebe ajuda de aparelhos para respirar antes disso nunca apresentou nenhum problema de saúde .oro a Deus constantemente por um grande milagre

    • Francisco Wlademir Galvan disse:

      Ola irmã Vanessa. Para fazer contato com o irmão que foi curado e para saber mais informações, acesse o o site http://www.cpad.com.br quem detêm os direitos autorais da matéria. Que Deus a abençoe e venha a atender as suas súplicas em favor de sua filha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *