Conselho de Deus: “Escapa por tua vida”

Conselho de Deus “Escapa por tua vida”Uma família cruzava apressadamente as campinas, deixando atrás de si a cidade de Sodoma e adjacentes. A atmosfera estava pesada, nuvens sombrias, os animais estavam inquietos como prevendo algo desastroso, os repteis se moviam ligeiramente.

A ordem do anjo foi: “Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças” (Gênesis 19, 17).

Ló segurava a mão de suas filhas e esposa, se esforçando o máximo para fugir do perigo iminente. De repente, um terrível estrondo no céu e um clarão de fogo como se o próprio inferno estivesse caindo.

A mulher de Ló não suportou a curiosidade, pois seu coração estava apegado aos pecados e à vida social da cidade, olhou para trás, e se converteu em uma estátua de sal. E as cidades foram soterradas com fogo e enxofre.

A Bíblia diz que “a ira de Deus se manifesta desde os céus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detém a verdade em injustiça (Romanos 1.18). Deus não podia mais suportar as imoralidades, violências e imundícies praticadas ali.

No dia anterior Deus tinha mandado dois anjos àquela cidade e Ló os recebeu em sua casa. Quando o povo soube que havia estranhos na cidade, se reuniram e exigiram que Ló entregasse os mensageiros de Deus para abusarem deles sexualmente. Tal era a decadência moral daquela sociedade. Foi necessário um milagre para os anjos tirarem Ló e sua família daquele lugar corrompido e mandá-los cruzar as campinas.

O apóstolo Pedro disse que Deus tirou Ló e sua família de Sodoma porque ele vivia afligido e não se conformava com os pecados praticados naquela cidade (2 Pedro 2.6-10). Judas falou sobre Sodoma dizendo: “E não se esqueçam das cidades de Sodoma e Gomorra, e as cidades vizinhas, todas cheias de imoralidades de toda espécie, inclusive a paixão de homens por outros homens. Aquelas cidades foram destruídas pelo fogo e continuava a servir de advertência para nós, de que existe um inferno, no qual os pecadores são castigados” (Judas 1.7 – Bíblia Viva).

Jesus também comentou sobre este fato dizendo: “No dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre e consumiu a todos […] Lembrai-vos da mulher de Ló (Lucas 17.29, 32).

Jesus usou a mulher de Ló como exemplo para aqueles que dizem ter fé em Deus, são religiosos praticantes, contudo as imoralidades e vícios não saíram do seus corações e práticas.

O escritor aos Hebreus diz: “Portanto convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos deviemos delas. Porque se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência receberam a justa retribuição, como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram” (Hebreus 2.1-3).

Assim como Deus mandou dois anjos a Sodoma para tirar Ló e sua família da condenação dos amantes do pecado, nestes últimos tempos Deus enviou o Seu Filho Jesus. “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más” (João 3.16, 19).

E Jesus enviou os seus discípulos ao mundo dizendo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado” (Marcos 16.15).

Há uma exortação do apóstolo Pedro aos seus contemporâneos a respeito da salvação, que serve, com certeza, para nós nos dias de hoje. “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus, para perdão dos pecados e recebereis o dom do Espírito Santo […] Salvai-vos dessa geração perversa (Atos 2.38).

Você também tem a oportunidade pela fé de se refugiar em Deus, em nome de Jesus Cristo, fugindo dessa avalanche de violência e imoralidade que afoga o homem no mais profundo poço de perdição.

Por, José Edson de Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *