Ele foi curado de um avançado câncer no abdômen após oração

Argumentando risco de morte para o paciente, médicos fizeram a cirurgia e foram surpreendidos pela “morte” do tumor maligno

Ele foi curado de um avançado câncer no abdômen após oraçãoO irmão Nelson Lacerda, diácono da Assembleia de Deus em Vila Americana, Curitiba (PR), dirigida pelo pastor Edmundo Schilling de Souza e filiada à AD em Curitiba, presidida pelo pastor Wagner Gaby, conta como a glória de Deus se manifestou em sua vida através da cura de um câncer no abdômen.

Segundo irmão Nelson, tudo começou em 2006, quando passou a sentir muitas dores na região abdominal. Apesar de Deus já vir lhe falando repetidas vezes que seria com ele “em um árduo deserto”, ele não imaginava que esse deserto se tratava de uma doença tão maligna.

Após procurar um especialista que logo desconfiou dos sintomas, Nelson fez um exame, que constatou, no dia 14 de dezembro de 2006, o câncer no abdômen. A biópsia também não traria resultados animadores. O diagnóstico era, humanamente falando, o pior possível – o seu tumor, além de estar em estado avançado, era grande e maligno.

O oncologista, Dr. Rodrigo Rigor, do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, testemunhou a fé e confiança desse servo de Deus mesmo em meio a notícias tão terríveis. A paz que excede todo o entendimento o tomava muito mais que o câncer.

“Diante de todos aqueles resultados de exames, depositei toda a minha confiança em nosso Senhor Jesus Cristo. Cria que Ele certamente estava prestes a fazer um grande milagre em minha vida. Então, fiz um pedido à minha querida esposa, aos demais familiares a à igreja onde eu congrego para clamarem comigo por isso”, lembra.

Diante da gravidade da situação, era necessário começar o tratamento com máxima urgência. Por isso, já no dia 16 de dezembro, nosso irmão iniciou as quimioterapias. Após 30 sessões, todo o cansaço, queda de cabelo, náuseas, vômito, mal estar e outras reações adversas a esse tratamento pareceram em vão quando o médico disse que o tumor mal diminuíra.

“Fui à minha igreja com muita fé de que Deus iria falar comigo, fazer algo na minha vida ali. E em um culto de quinta feira, denominado ‘Tarde da Vitória’, pedi oração a três obreiros que estavam presentes. Os irmãos Bento, Estevão e Sérgio colocaram as mãos sobre a minha cabeça, me ungiram e oraram por mim. Naquele momento, senti que tinha recebido a cura do Senhor. Na hora, já não sentia mais dor alguma, senti minha saúde restabelecida e Deus ainda usou o presbítero Estevão para ratificar que eu já estava curado”, conta irmão Nelson.

Na consulta seguinte, o oncologista comunicou ao irmão Nelson, à sua esposa Soeli e à filha do casal, Marieli Lacerda, que em fase dos resultados com quimioterapia abaixo da expectativa até aquele momento, a única saída era fazer uma arriscada cirurgia, que poderia não resolver o caso ou até mesmo levá-lo a morte. Devido aos riscos também pós-operatórios, seria necessário que o paciente ficasse alguns dias em observação na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “Quando ouvi isso, falei para o médico que o tumor já estava morto, porque eu senti que Jesus tinha me curado. Mas, obedecendo, para que se manifestasse também a eles a glória de Deus, fiz a cirurgia”.

Nosso irmão conta que quando terminou todo o procedimento, veio uma grande surpresa para a equipe do hospital, mas não para ele e os irmãos que criam no milagre do Senhor. “O doutro falou para mim que viu que a situação dentro de mim estava surpreendentemente bem melhor do que os últimos exames mostravam. Ele disse que ‘o tumor, de fato, estava morto’. E eu disse pra ele que já entrei naquela sala com certeza desse milagre. Não precisei nem mesmo ir para a UTI”, conta emocionado.

Ele passou apenas três dias no quarto, somente para testemunhar naquele lugar o quanto o Senhor é poderoso. No dia 24 de julho de 2007, o diácono Nelson Lacerda retornou ao consultório médico levando vários exames solicitados e recebeu a notícia de que não tinha mais nada, estava realmente curado, com alta, para surpresa dos médicos e glória do nome de Jesus.

Quando questionado sobre suas experiências com Deus durante esse deserto, o irmão responde feliz: “Só tenho a agradecer ao Senhor! Fui renovado espiritualmente, batizado com o Espírito Santo, consagrado ao diaconato e minha fé aumentou. Hoje, eu testemunho sobre esses milagres que Deus fez em minha vida para ganhar mais e mais almas para Cristo!”, afirma Nelson.

Segundo ele, esse período de dor causou um grande impacto em sua maneira de viver, tornando-o um melhor transmissor do amor de Deus, sendo mais empático, sensível e companheiro com o seu próximo.

“Aprendi muitas lições durante essa provação, e quero dizer aos irmãos que vale muito a pena servir esse Deus maravilhoso, que me tirou do vale da sombra e da morte para anunciar o que Ele fez em minha vida”, afirma.

E conclui: “Para honra e glória do nome do Senhor, já fazem sete anos que estou totalmente curado e não posso deixar de expressar minha gratidão ao meu Deus, à minha esposa Soeli, à minha filha Marieli, aos meus queridos pais presbítero Vigílio e Bilizaria Lacerda, assim como ao meu pastor, obreiros e irmãos que tanto oraram por mim. Louvado seja Deus!”

Por, Mensageiro da Paz.

2 Respostas para Ele foi curado de um avançado câncer no abdômen após oração

  1. kevin disse:

    nao acreditava nisso mas fui batizado na igreja mormon. E tava muito constipado. Puseram a mao na minha cabeça e oraram. Passou um vento e a minha constipaçao foi se do nada. Ate hoje me pergunto como é possivel. Ninguem acredita.

  2. irinei paes disse:

    o nosso Deus é maravilhoso, pois foi nos dado todo o poder, se crermos faremos coisas incliveis.
    precisamos crer pois se crermos veremos a glória de Deus. Esse testemunho é lindo, um grande exemplo de fé, pois nos fortifica a cada dia.
    louvado seja o nosso Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *