Calebe era quenezeu ou hebreu?

Por que Calebe era chamado de quenezeu (Josué 14.6)? Até onde sei, ele era hebreu. Afinal qual era a etnia dele?

Calebe era quenezeu ou hebreuPara chagarmos à resposta desta pergunta, vamos inicialmente conhecer os Quenezeus na Bíblia. A primeira menção deles está na lista de povos que habitavam a terra de Canaã nos dias de Abrão (Gênesis 15.19). Por esta referência bíblica, devemos descartar a interpretação de que os Quenezeus eram descendentes de Quenaz, um príncipe, filho de Elifaz, primogênito de Esaú (Gênesis 36.11,15), pois Esaú, como sabemos, era filho de Isaque, fazendo assim o príncipe Quenaz a quarta geração de Abraão. Portanto, os Quenezeus não poderiam haver existido nos dias de Abrão, caso fossem descendentes de Quenaz, que só veio a nascer muitos anos depois. Entretanto, há uma grande possibilidade de que alguns descendentes de Esaú, tenham se integrado aos Quenezeus.

A primeira referência bíblica a “Calebe, filho de Jefoné”, está no livro de Números 13.6, aonde ele aparece como um dos espias enviados por Moisés a Canaã. Claramente neste texto, Calebe aparece como um “maioral” da tribo de Judá, escolhido para representar sua tribo nesta nobre missão de espiar a terra que os hebreus iriam possuir por herança, e nesta missão ele destaca-se como um verdadeiro servo de Deus, homem cheio de fé e confiança no poder de Jeová (13.30, 14.6-9). Estas referências bíblicas nos deixam sem nenhuma dúvida de que Calebe era um autêntico e verdadeiro Israelita da tribo de Judá.

Então, porque ele é também chamado de “Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu”? Não há nenhuma contradição nisto, basta observarmos bem as referências bíblicas. Em nenhuma referência bíblica ele é chamado de “Calebe, o quenezeu”. Sempre que aparece a indicação de “o quenezeu”, está relacionado ao seu pai Jefoné, e não diretamente a ele. Observemos bem o que diz o texto: “Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu” (Números 32.12; Josué 14.6,14). A indicação de “quenezeu” nestes versículos, não está referindo-se a Calebe, mas sim ao seu pai Jefoné. O que nos faz claramente interpretar que Jefoné, pai de Calebe, era um quenezeu; mas casou-se com uma mulher hebréia, tornou-se um prosélito – convertido ao Judaísmo, e, portanto os filhos nascidos desta união com uma mulher hebréia, da tribo de Judá, eram legitimamente hebreus! Para os Judeus, até os dias atuais, o que conta para ser legitimamente um judeu, é a descendência materna, portanto Calebe era um hebreu da tribo de Judá, com uma descendência dos quenezeus por parte do seu pai Jefoné.

Por, Sérgio Luiz Bastian.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *