A transformação no caráter de Moisés

A transformação no caráter de MoisésAbraão, Moisés e Davi. Estas são as três personalidades mais celebradas pelo povo judeu. Contudo, Moisés é o mais influente pelo fato de ter sido o legislador da Lei divina. Indubitavelmente, um homem de muita intimidade com Deus. A envergadura espiritual de Moisés é a maior do Antigo Testamento. O seu caráter era fascinante. Em Números 12.3, temos o seguinte texto: “E era o varão Moisés mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra”.

Neste versículo Moisés recebe um adjetivo bastante elogioso. Ele é chamado de o homem mais manso da terra. Essa informação do versículo três é concernente a sua índole. Essa virtude de caráter mencionada no texto como manso era, na verdade, uma virtude que o distinguia dos demais homens na terra.

A palavra hebraica para manso no texto em apreço é ‘anaw, cuja tradução mais simples é humilde. Seu significado é ser calmo e humilde perante as circunstâncias adversas contra a sua própria vida. Inclusive este é o contexto da passagem de Números 12.

O contexto imediato da passagem narra o levante de Arão e Miriã contra o abnegado legislador. Eles estavam tentando colocar em cheque a autoridade espiritual de Moisés. Os versículos um e dois dizem que Arão e Miriã começaram a questionar a liderança e a autoridade profética do libertador de Israel. A princípio, numa leitura superficial, parece que o versículo três está deslocado do contexto da passagem, haja vista que após os dois primeiros versos mencionarem a rebelião de Arão e Miriã, temos a impressão de que houve a mudança do assunto que vinha sendo discorrido. Abruptamente é mencionada essa informação a respeito do caráter de Moisés. Contudo, há um propósito aqui. Apesar da informação a respeito da personalidade de Moisés parecer desconexa com o contexto, ela tem o objetivo de mostrar que mesmo diante do levante rebelde dos seus próprios irmãos, ele não revidou, não brigou, não se irou. O versículo três demonstra que mesmo diante desta oposição Moisés continuou na sua posição, sem alterar-se e sem perder a calma.

Moisés não debateu, não exigiu respeito. Continuou humilde diante da adversidade contra sua vida. Inquestionavelmente, neste episódio ele é um exemplo de como agir. É admirável o homem Moisés neste relato bíblico. Todavia, nem sempre foi assim. Nem sempre Moisés teve este perfil de homem manso diante das adversidades. Nem sempre ele foi este homem calmo, cheio de autocontrole. No início da sua juventude, Moisés não era manso, pelo contrário, era iracundo. No princípio de sua vida ele matou um egípcio (Êxodo 2.11-12). Era “brigão” a ponto de entrar em brigas alheias (Êxodo 2.13). Brigou com os pastores de ovelhas por causa das filhas de Jetro (Êxodo 2.15-17). O perfil que o capítulo dois de Êxodo narra a respeito de Moisés é de um jovem irado e “brigão”. Mediante isso, o que será que houve, então, entre Êxodo 2, onde Moisés é um, e Números 12, onde Moisés é outro? Sem dúvida alguma, houve uma mudança radical. Uma transformação divina! Como Deus mudou o Moisés irado pelo Moisés manso?

Quando lemos a Bíblia Sagrada em Êxodo 3, temos a impressão que Deus usou a estadia de Moisés nas terras desérticas de Midiã para forjar nele esta mudança radical. Pois, após um longo período esquecido naquele lugar, Deus aparece a Moisés numa sarça e quando Ele aparece, Moisés já não é mais o mesmo. Isso fica claro no diálogo entre ele e o Eterno em Êxodo 3. Ou seja, Deus usou o deserto para moldar em seu caráter as marcas de um homem de Deus. Usou o longo tempo de labuta com as ovelhas em Midiã para aperfeiçoar o seu caráter. Deus usou os processos dolorosos da vida para lapidar o seu servo. Afinal, em sua fuga do Egito ele precisou deixar amigos e familiares para trás. Moisés foi assolapado pelas saudades dos seus pais, dos seus irmãos e amigos. Sentimentos avassaladores permearam sua alma. Tudo isso serviu para tornar Moisés o homem mais manso da terra. O deserto de Midiã, o tempo, os sofrimentos da vida moldaram o caráter de Moisés.

É assim que Deus age! Talvez você não esteja entendendo os processos pela qual Deus tem lhe permitido passar. Saiba, contudo, que as mãos do oleiro estão sobre você. Tudo que você está vivendo faz parte de um propósito maior para a lapidação do seu caráter cristão. As dores, as lutas, as provas, as dificuldades, os traumas, os medos, as adversidades são permissões divinas para forjar em você o caráter de Cristo. Se você está sendo moído pelos desertos da vida, pelo longo tempo de esquecimento e anonimato, se a vida tem lhe proporcionado perdas e danos, compreenda que o soberano Deus está no controle. Jesus está moldando o seu caráter! Entenda as etapas de Deus em sua vida. É tempo de transformação divina na sua índole! Depois deste processo, você nunca mais será o mesmo!

Moisés começou irado e terminou manso! E você, como iniciou? Como você terminará? Deixe isso aos cuidados de Deus… Ele é Oleiro por excelência!

Por, Weder Fernando Moreira.

Uma resposta para A transformação no caráter de Moisés

  1. LUCIANO VASCONCELOS disse:

    Grande edificação para minha vida família e ministério que o Sr Jesus Cristo vos abençoe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *