Vencendo impedimentos que tentam atrapalhar a nossa chegada à vitória

Vencendo impedimentos que tentam atrapalhar a nossa chegada à vitóriaA Bíblia é rica em sua linguagem tipológica. Frequentemente Jesus ilustrava Seus ensinamentos usando metáforas e parábolas. Ele costumava utilizar elementos do cotidiano do povo, como ovelhas, a agricultura, os frutos, etc. A linguagem que Ele utilizava correspondia ao contexto do lugar e do povo a que se dirigia.

Ao lermos as epístolas escritas pelo apóstolo Paulo, vemos que ele se reportava a povos de grandes cidades, onde em muitas delas a prática de esportes era comum. Nesta época se usava o provérbio: “Mente sã em corpo são”.

Nas corridas na Roma antiga, os competidores colocavam presentes no caminho dos atletas corredores. Quando um parava para apanhar o presente, o seu competidor passava à sua frente. Paulo percebeu que os corredores envolvidos no espírito de vitória não aceitavam os presentes, pois eles desejavam vencer. Paulo observou que os crentes da Galácia começavam bem, mas logo perdiam o espírito de vitória (Gálatas 5.7).

Informando-se, Paulo descobriu que alguns legalistas estavam ensinando que Jesus era “do tamanho” de Moisés. Com essa doutrina os crentes desanimavam (1 Coríntios 9.24, 25).

Nossa competição tem normas, regras, leis e até um Juiz. O propósito de Deus com a Sua Igreja é semelhante ao Seu propósito com o povo de Israel. Ele não quer apenas que saiamos do mundo, mas que cheguemos ao céu (Números 13.26-28). A viagem de Israel até Cades Barnéia foi boa, mas logo à frente estavam os gigantes que amedrontaram os medrosos.

Que exemplo maravilhoso das mulheres que testemunharam inicialmente a ressurreição de Jesus (Marcos 16.3)! Elas não temeram o obstáculo, mas seguiram ao destino (Mateus 28.1, 2). O inimigo pode colocar pedras em nosso caminho, e se facilitarmos ele pode colocá-las em nosso coração. Entretanto, continue sua carreira. E cuidado para não se chocar com outros corredores, pois eles podem atravessar a sua frente. Desvie-se deles. Vá em frente! A solução está no final.

Por que você parou? Você ia correndo tão bem… Qual gigante lhe amedrontou? Desânimo? Pessimismo? Fraqueza? Falta de fé? Comodismo? Você cedeu ao domínio do espírito do mundo? Surgiu um obstáculo dentro da Igreja ou fora? Mesmo que Deus não o remova, siga em frente, pois a Sua graça nos basta.

Olhe para o alvo! Hoje você está mais perto da chegada. Veja quanto você já caminhou com vitória. Na corrida para o céu, não há atalhos. E mesmo que seja árduo o caminho, Deus lhe ajudará a vencer (Números 14.6-9; Isaías 40.31).

Por, José Wellington Bezerra da Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *