Cristo, o abrigo certo

Cristo, o abrigo certo“E será aquele varão como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra duma grande rocha em terra sedenta” (Isaías 32.2).

A Bíblia Sagrada, Carta Magna de Deus aos homens, compõe-se de duas partes: Antigo e Novo Testamentos. É interessante observar que cada um dos escritores do Antigo Testamento teve uma visão gloriosa do Messias. Isaías, por exemplo, sete séculos antes de Sua manifestação, viu-O, entre outras coisas, como “O abrigo na tempestade”.

O valor de um abrigo só se manifesta quando estamos a enfrentar uma terrível tempestade. Quando os trovões soam, os relâmpagos cortam o céu e encontramos um abrigo seguro para nos esconder, é que passamos a dar real valor a um abrigo.

O salmista Davi relatou que Deus é o lugar onde podemos nos abrigar: “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará… Ele é o meu Deus, o meu refúgio… Porque Ele te livrará do laço do passarinheiro” (Salmos 91.1-3).

Na pessoa de Jesus Cristo, podemos encontrar sete abrigos:

1) Abrigo contra o pecado – O que é pecado? É toda transgressão contra a lei divina. Podemos definir o pecado ainda como “errar o alvo”. Nossos primeiros pais pecaram ao transgredir contra a lei de Deus (Gênesis 3.1-24). A Bíblia diz: “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 6.23a). Mas, Cristo, o Abrigo contra esse tão terrível mal, já pagou o preço na cruz do Calvário: “Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15.3b); “O dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6.23b).

Portanto, tudo o que precisamos fazer é, arrependidos de nossos erros, aceitarmos o sacrifício de Jesus por nós, pois, se assim o fizermos, não haverá condenação para nós (Romanos 8.1). Onde abundou o pecado superabundou a graça (Romanos 5.20). E o pecado não terá domínio sobre nós (Romanos 6.14), porque Cristo é o verdadeiro abrigo contra o pecado.

2) Abrigo contra o poder do Diabo – Enquanto a missão do Inimigo, como anjo caído, é matar, roubar e destruir, a de nosso Salvador Jesus Cristo, como o abrigo de confiança contra o poder de Satanás, é dar-nos perdão e vida com abundância (João 10.10). O apóstolo Tiago adverte-nos: “Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao Diabo, e ele fugirá de vos” (Tiago 4.7).

3) Abrigo contra a obra do mal – Sabemos que mal é tudo aquilo que se opõe ao bem.Todo mal existente no mundo é proveniente, direta ou indiretamente, da ação satânica. Podemos ver que o Senhor Jesus é o abrigo certo e infalível contra o mal, quando a Bíblia nos manda detestar o mal (Romanos 12.9). O próprio Jesus, em Sua oração dominical, ensinou assim: “Livra-nos do mal” (Mateus 6.13).

4) Abrigo contra a consciência acusadora – Podemos definir “consciência” como a voz secreta da alma, que aprova ou reprova nossos atos (Romanos 2.15). Lembro-me de ter ouvido a história de um jovem artista dos Estados Unidos que, com apenas 22 anos, entrou em seu quarto e escreveu o seguinte bilhete: “Eu não aguento mais minha consciência acusadora”. E logo em seguida suicidou-se.

Caro leitor, o verdadeiro abrigo contra a consciência acusadora é Cristo, pois Ele derramou o Seu precioso sangue para purificar a nossa consciência das obras mortas (Hebreus 9.14). “Ora o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida” (1 Timóteo 1.5). Jesus nos dá uma consciência “sem ofensa” (Atos 24.16).

5) Abrigo contra as enfermidades – Sabemos que parte considerável da população da Terra encontra-se doente de uma maneira ou outra, dentre os vários tipos de enfermidades que a atacam dia-a-dia. Mas, os que habitam no esconderijo do Altíssimo estão abrigados contra as pestes perniciosas (Salmos 91.3)

Tudo Cristo venceu na cruz, e através dEle estamos abrigados contra as enfermidades: “Verdadeiramente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre Si… E pelas Suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53.4,5).

6) Abrigo contra a ira vindoura de Deus – “Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, que seja bom quer seja mal” (Eclesiastes 12.14) Amigo, saiba que um dia todos haveremos de ser julgados, por isso Jesus continua chamando: “Vinde a mim” (Mateus 11.28). Ele é o nosso abrigo e refúgio contra os nossos pecados (Romanos 3.25), pois “sendo justificado pelo Seu Sangue, seremos por Ele salvos da ira” (Romanos 5.9).

7) Abrigo para o mundo sem solução – Enquanto milhares de cientistas trabalham a fim de encontrar soluções que possam amenizar o sofrimento da humanidade, outros inventam bombas cada vez mais destruidoras. Porém, se os homens estão à beira de se autodestruírem, é porque confiam demasiadamente na ciência, desprezando o abrigo divino Jesus. Tanto se distanciam de Deus que se aprofundam mais na angústia e no desprezo, e, não suportando mais, vão pelo caminho das drogas e do suicídio.

Amigo, só Cristo é o único e seguro abrigo para um mundo sem soluções nem alternativas (Hebreus 13.6-8).

Por, Eli Martins de Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *