O que a Bíblia diz sobre corrupção

Mal que assola não só o Brasil é um dos mais combatidos na Bíblia

O que a Bíblia diz sobre corrupçãoO Brasil está passando por uma das maiores crises políticas de toda a sua história, com a corrupção grassando o Estado brasileiro em quase todos os seus setores: é Mensalão, é Petrolão, Eletrolão, corrupção na Receita Federal etc. Fala-se de corrupção ainda no BNDS e nos fundos de pensão, dentre outros setores. O Petrolão já foi considerado pela imprensa internacional “O maior caso de corrupção da história mundial”, pelo montante de dinheiro envolvido, movimentando bilhões de reais. Em reação a tudo isso, protestos foram vistos por todo o país nos meses de março e abril, pedindo inclusive o impeachment ou a renúncia da presidente Dilma Rousseff.

A corrupção na história do nosso país

A corrupção, sabemos, sempre fez parte, infelizmente, da história do nosso país. Em artigo publicado em março deste ano no site “Jus Navigandi”, o advogado Marcus Vinicius Macedo Pessanha, especializado em Direito Público, Regulatório e Econômico, lembra que “a cultura da corrupção brasileira remete à formação do Estado brasileiro desde a época do descobrimento, no período de colonização. Portugal não possuía, em relação ao Brasil, um projeto de constituição de uma nação ou de povoamento, mas tão somente a intenção de exploração e mercantilização. Inclusive, poucas eram as pessoas dispostas a virem para o território brasileiro. A ideia então vigente era a de esquecimento rápido e fácil, com vistas a retornar para a metrópole e enriquecido, o que demonstra que a finalidade de Portugal era primordialmente, a exploração. Como afirma Raymundo Faoro, ‘o inglês fundou na América uma pátria, o português um prolongamento do Estado’”.

Pessanha lembra ainda “naquela época, as práticas corruptas eram vistas com naturalidade e aceitas pelo Estado português, e consistiam na distribuição de favores pelo soberano. A confusão entre o público e o privado era a regra, e a distância da colônia fazia com que as práticas patrimonialistas fossem parte integrante do nascedouro Estado brasileiro. Ilegalidades no comércio de pau-brasil, tabaco, ouro, diamantes e escravos eram corriqueiras, favorecendo a metrópole, que não demonstrava qualquer interesse em coibi-las. Interessante um dito popular da época, que afirmava que ‘Quem furta pouco é ladrão, quem furta muito é barão, quem mais furta e esconde, passa de barão à visconde’”.

Após essa fase, veio a dos coronelismos regionais, que também favoreceram injustiças e corrupção em todo o país. Entretanto, os casos mais recentes de corrupção no país, os maiores (Mensalão, Petrolão etc), têm sido diferentes, porque eles estão também e principalmente atrelados a um projeto ideológico de manutenção do poder político. Enquanto no passado a corrupção era um fim em si mesma para quem a praticava no poder ou junto ao poder, na maioria dos grandes casos de corrupção no país dos últimos anos ela tem sido mais um meio para um fim. Além dos valores envolvidos hoje nas denúncias de roubalheiras serem bem maiores do que no passado, soma-se também, como grande diferencial, esse aspecto político ideológico como pano de fundo de muitos desses crimes.

Há, sim, como no passado, muitos que estão envolvidos nesses crimes apenas pelos motivos tradicionais – alguns deles, inclusive, são nomes recorrentes na história de acusações de corrupção em nosso país –, porém o componente político ideológico objetivando um projeto de eternização no poder não pode ser ignorado.

A corrupção é combatida diretamente na Bíblia

A corrupção, claro, não é um fenômeno recente na história da humanidade, razão pela qual encontramos na Bíblia vários textos que a combatem de forma direta. Aliás, esse é um dos pecados mais mencionados e combatidos nas Escrituras.

Recentemente, como crítica e reflexão sobre essa onda de corrupção em nosso país, um bispo anglicano teve a paciência de levantar e publicar, em seu site pessoal, uma lista dos principais textos bíblicos de combate à corrupção:

“O que anda em justiça, e o que fala em retidão, que arremessa para longe de si o ganho de opressões, e que sacode das suas mãos todo suborno, que tapa os seus ouvidos para não ouvir falar de sangue, e fecha os olhos para não ver o mal; este habitará nas alturas, e as fortalezas das rochas serão o seu alto refúgio. O seu pão lhe será dado, e as suas águas serão certas” (Isaías 33.15, 16). “Verdadeiramente a opressão faz endoidecer até o sábio, e o suborno corrompe o coração” (Eclesiastes 7.7).

Sobre a corrupção no funcionalismo público: “Chegaram também uns cobradores de impostos, para serem batizados, e lhe perguntaram: Mestre, que devemos fazer? Respondeu-lhes: Não peçais mais do que o que vos está ordenado” (Lucas 3.12, 13).

Sobre a corrupção policial: “Então um dos soldados o interrogaram: E nós, o que faremos? Ele lhes disse: A ninguém trateis mal, não deis denúncia falsa, e contentai-vos com o vosso soldo” (Lucas 3.14).

Sobre a corrupção no Poder Judiciário: “Não torcerás a justiça, nem farás acepção de pessoas. Não tomarás subornos, pois o suborno cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos. Segue a justiça, e só a justiça, para que vivas e possuas a terra que o Senhor teu Deus te dá” (Deuteronômio 16.19, 20). “Também suborno não aceitarás, pois o suborno cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos” (Êxodo 23.8). “O ímpio acerta o suborno em secreto, para perverter as veredas da justiça” (Provérbios 17.23). “Ai dos que (…) justificam o ímpio por suborno, e ao justo negam justiça” (Isaías 5.22a, 23). “Até defendereis os injustos, e tomais partido ao lado dos ímpios? Defendei a causa do fraco e do órfão; protegei os direitos do pobre e do oprimido. Livrai o fraco e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios. Eles nada sabem, e nada entendem. Andam em trevas” (Salmos 82.2-5a). “Não farás injustiça no juízo; não favorecerás ao pobre, nem serás complacente com o poderoso, mas com justiça julgarás o teu próximo” (Levíticos 19.15).

Sobre independência entre os poderes: “Pereceu da terra o homem piedoso, e não há entre os homens um que seja reto. Todos armam ciladas para sangue; cada um caça a seu irmão com uma rede. As suas mãos fazem diligentemente o mal; o príncipe exige condenação, o juiz aceita suborno, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles são perturbadores” (Malaquias 7.2, 3).

Sobre a corrupção no poder executivo: “Os teus príncipes são rebeldes; cada um deles ama o suborno, e corre atrás de presentes. Não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa das viúvas” (Isaías 1.23). “Pela justiça o rei estabelece a terra, mas o amigo de subornos a transtorna” (Provérbios 29.4).

Abominação é para os reis o praticarem a impiedade, pois como justiça se estabelece o trono” (Provérbios 16.12).

Sobre os assessores corruptos: “Tira o ímpio da presença do rei, e o meu trono se firmará na justiça” (Provérbios 25.5).

Sobre a corrupção no poder legislativo: “Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivães que escrevem perversidades, para privar da justiça os pobres, e para arrebatar o dinheiro dos aflitos do meu povo, despojando as viúvas, e roubando os órfãos! Mas que fareis no dia da visitação, e da assolação, que há de vir de longe? A quem recorrereis para obter socorro, e onde deixareis a vossa glória, sem que cada um se abata entre os presos, e caia entre os mortos?” (Isaías 10.1-4).

Sobre empresários que não são honestos: “No meio de ti aceitam-se subornos para se derramar sangue; recebes usura de lucros ilícitos, e usas de avareza com o teu próximo, oprimindo-o. E de mim te esqueceste, diz o Senhor Deus. Eu certamente baterei as mãos contra o lucro desonesto que ganhares…” (Ezequiel 22.12, 13a). “Melhor é o pouco, com justiça, do que grandes rendas, com injustiça” (Provérbios 16.8). “O que oprime ao pobre para aumentar o seu lucro, ou o que dá ao rico, certamente empobrecerá” (Provérbios 22.16).

Sobre os juros abusivos: “O que aumenta a sua fazenda com juros e usura, ajunta-a para o que se compadece do pobre” (Provérbios 28.8).

Sobre os direitos trabalhistas: (Jó 31.13-14; Malaquias 3.5; Colossenses 4.1; Levíticos 19.13). E sobre os lucros desonestos: (Oséias 12.7; Deuteronômio 25.13-16; Provérbios 11.1; 16.11; Malaquias 6.11; Levíticos 19.35, 36).

Por, Mensageiro da Paz.

10 Respostas para O que a Bíblia diz sobre corrupção

  1. Betania Ramos disse:

    Benção o texto! Deveriam ser ensinados estes versículos no pupito.

  2. Deudedte nazaré de oliveira disse:

    Mas acontece que até mesmo no meio dos que dizem filhos de Deus são os piores corruptos que estão exigindo dos fieis aquilo que Deus não pede das ovelhas do Senhor , muito mais na classe politica . Só que tem uma coisa da ira do todo poderoso os corruptos eles não escaparão Eclesiastes 12 :14 …. Porque Deus há de trazer a juízo toda obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.

    • Danilo disse:

      Alguns sim. Temos de tomar cuidado com alguns pastores. E seguir os versiculos, que e a Palavra viva. Nao devemos olhar para os lados. Sei que e dificil. Mas a salvacao e individual. Sera que esses que se corromperam alcancarao a vida nos ceus?

  3. Robson Pereira Lima disse:

    aqueles, seja, pastores ou padres que recebem dízimos dos fiéis e fazeem uso próprios, para si mesmo, irão acertar com Deus, são os verdadeiros libos vestidos de ovelhas.

    • Robson Pereira Lima disse:

      A grande desgraça da humanidade se chama corrupção, ocorre desde os primordios, desde os tempos da antiguidade, império, grecia, etc, são fatos históricos do começo do mundo, desde que surgiu setes humanos na terra. A corrupção é tida como um bactéria, que cada vez mais foi se fortalecendo e não tem antibióticos que cure esse mau. A humanidade já não tem mais o que fazer, nem a quem recorrer com tantos impostos. A ganância é tanta que o rico é capaz de tirar o pão da boca do pobre, de deixar nú completamente nú, jogado na sarjeta.

      • josé sosa disse:

        Tudo isso é verdade mas população não recorre ao todo poderoso, EX: como a cidade de ninive voltou para deus com grade jejum e oração pela pregação de jonas que nem queria que eles se convertesse mas deus ouviu o seu clamor e não destruiu a cidade, se queremos ter parte com deus temos de voltar para ele todos buscando a sua misericórdia, porque um país que mais da metade da população sáo idólatras não conhece á deus, á culpa é das igrejas que vive da lã, do leite da carne, do trabalho pesado do seu rebanho, mas não cuida, por causa dos seus erros não tem autoridade para ensinar, e assim se não buscarmos á DEUS estamos perdidos, mas DEUS terá misericórdia desse país porque se tiver nele des justos não será destruído por estes corrúpetos INIGO DE DEUS

  4. Joana Lucia Calesso disse:

    A palavra do Senhor diz: “Aquele que está de pé, cuide para que não caia…” devemos guardar nossos corações da corrupção e de tudo o mais que é abominável a DEUS!!!!

  5. Rafael Nunes disse:

    O texto é interessante e traz informações bíblicas importantes para aplicação no ensino cristão nesta conjuntura onde o assunto está corrupção é tão discutido na esfera secular. Só acho interessante citar quem é “um bispo anglicano”.

  6. Celso Gabriel Filho disse:

    Deus seja com o nosso país e que aja mais homens de caráter digno de justiça no combate a este mal chamado corrupção

  7. JAIRO CERQUEIRA DOS SANTOS disse:

    NA MINHA OPINIÃO A CORRUPÇÃO NA BIBLIA ESTA EM MALAQUIAS 3:8 POIS MUITOS PROFETAS FORÇA AS PESSOAS A DAR DINHEIRO, QUANDO SAIMOS DE MALAQUIAS E CHEGAMOS EM 2 CORINTIOS CAP 8. A BIBLIA MOSTRA PRINCIPIOS PARA CONTRIBUIÇÃOS DIFERENTES DE MALAQUIAS. 1 PROPÓSITOS DA CONTRIBUIÇÃO 2 COR 8:7. PRATICAS DE CONTRIBUIÇÃO E 2 COR .9:6 PROMESSAS RELACIONADAS Á COMTRIBUIÇÃO,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *